Baixar

Distância

13,46 km

Desnível positivo

281 m

Dificuldade técnica

Moderada

Desnível negativo

281 m

Elevação máx

1.181 m

Trailrank

44

Elevação min

937 m

Tipo de trilha

Circular

Tempo em movimento

2 horas 50 minutos

Hora

3 horas 31 minutos

Coordenadas

2098

Enviada em

21 de março de 2021

Registrada em

março 2021
Seja o primeiro a aplaudir
Compartilhar
-
-
1.181 m
937 m
13,46 km

Visualizado 390 vezes, baixado 14 vezes

perto de Lamas de Olo, Coimbra (Portugal)

Local: Parque Natural do Alvão
Nível de dificuldade: Moderado
Extensão: 12,9 km
Tipo de percurso: Circular e sinalizado
Inicio/Fim do percurso: Junto à Barragem da Cimeira (Coordenadas 41°21'26.3"N 7°47'43.4"W)

Melhor altura para ir: Primavera e Outono

Para quem quiser conhecer um pouco desta serra e que não seja muito puxado, este trilho até é simples de fazer.

Começando junto à barragem vamos seguir pelo estradão com vista para os baldios no lado direito e se tiverem sorte, vão poder ver vaquinhas e cabras.

Seguindo em frente percebemos que a zona é planáltica com vegetação rasteira e alguns pequenos bosques espalhados. Iremos ter uma subida suave até ao ponto mais alto do percurso onde lá podemos observar de longe o Monte Farinha.

Depois iremos descer, no km 4 eu fiz um desvio do trilho para o lado direito pois verifiquei no mapa que havia caminho e de certeza absoluta que iria ser bem giro pois vi que era uma zona mais verde (e sim gostei muito de fazer o desvio).

Mas se quiserem fazer o original é seguirem o estradão em frente para depois no próximo cruzamento virarem para a esquerda.

Continuando pelo estradão iremos chegar a uma zona da serra mais agreste onde os bosques já são mais escassos pelo caminho, mas igualmente bonito pois a paisagem no nosso lado esquerdo é espetacular.

Vamos seguir em direção à pequena Aldeia do Barreiro, uma das aldeias serranas deste Parque Natural. Após a chegada à aldeia prepararem-se porque o resto do percurso vai ser em estrada alcatroada e de calçada, é o único senão deste trilho...não podemos gostar de tudo ehehe.

Já na ultima parte do trilho iremos passar perto de Lamas de Ôlo, outra aldeia serrana típica e rodeada de prados verdejantes com as vacas Maronesas a pastarem.

Depois iremos atravessar uma ponte ancestral de granito e com a presença do rio Ôlo. E já só resta mais 1 km para terminar este percurso continuando em estrada alcatroada até chegar à barragem.
Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Comentários

    Você pode ou esta trilha