Baixar

Distância

4,44 km

Desnível positivo

203 m

Dificuldade técnica

Difícil

Desnível negativo

203 m

Elevação máx

271 m

Trailrank

38

Elevação min

133 m

Tipo de trilha

Circular

Coordenadas

240

Enviada em

21 de abril de 2014
Seja o primeiro a aplaudir
Compartilhar
-
-
271 m
133 m
4,44 km

Visualizado 1466 vezes, baixado 9 vezes

perto de Lourido, Viana do Castelo (Portugal)

Em 16-07-2013 três tolos e dois canitos pelas 11.50h como que inexperientemente, tiveram a belíssima ideia de percorrer o caminho da Aldeia de Lourido até a Aldeia de Montanha de Ermida (Ponte da Barca).
Valentes e de peito feito iniciaram o seu passeio pelo interior da Aldeia de Lourido, ultimo lugar onde se pode ter acesso a um telefone e café. O caminho lajeado é fácil e intuitivo até ao pontão de cimento que permite atravessar no fim da aldeia a Ribeira de Cacerelha. Foi coisa para meia horita desfrutando, observando e fotografando tudo o que estes lugares tem para oferecer e tão diferente da nossa confortável vida urbana.
Na ribeira não resistimos a uma banhoca numa água fria mas que nos soube a das Caraíbas, local por onde nunca andámos. Os canitos também saborearam bem a dita água após o que encolhidos não manifestavam grande vontade para aventuras. A temperatura já rondaria nesta altura pelos 32ªC conforme dizia o termómetro. A filhota também não parecia ter grande vontade, a minha companheira de tantos anos de loucuras inconsequentes, disfarçava e dava alento para se prosseguir. Só eu, como costuma ser habitual, continuava com uma crença inabalável de que a Aldeia de Ermida já era nossa.
Iniciou-se a subida que nos primeiros 400 a 500 metros é suave e agradável e de repente estamos numa progressão de mais de 30% de inclinação sem uma sombra e rodeados de giesta e urzais.
Aguentámos estoicamente até ao momento que a temperatura rondava os 39ªC, o chão irradiava um calor que nos consumia as pernas e tínhamos bebido 7 dos 9 litros de água que levamos. Filha em desespero com o pai, companheira de loucuras meio desnorteada e canitos ofegantes e de orelhas murchas, apelavam ao meu bom senso que à muito tinha perdido. Raciocinava com dificuldade, mas num rasgo de lucidez que é o que tenho pouco, iniciei com todos uma retirada estratégica montes abaixo.
Chegados de novo a Ribeira de Carcerelha qual oásis desejado , foi num ápice que saltámos para a água.
Mais frescos e reabilitados rumámos ao carro e Aldeia de Ermida sim, mas através da íngreme estrada que o veiculo facilmente transpôs.
Hoje olhando para trás, fica a vontade de repetir, mas em Julho bem cedinho como a experiência e o bom senso aconselha. Percurso difícil apesar de apenas ter 4,4km. Tudo devido aos disparates cometidos.
Ponto de informação

39º C

Ponte

Pontão Ribeira Carcerelhe

Ponto de informação

Aldeia de Lourido

Ponto de informação

Inicio

Comentários

    Você pode ou esta trilha