Tempo em movimento  2 horas 21 minutos

Horas  3 horas 8 minutos

Coordenadas 2158

Uploaded 20 de Janeiro de 2018

Recorded Janeiro 2018

-
-
670 m
359 m
0
3,1
6,2
12,47 km

Visualizado 145 vezes, baixado 6 vezes

próximo a Vale Figueirinhas, Leiria (Portugal)

À entrada para a ecovia da Bezerra há um carreirinho de cabras que desce para o vale. Aqui começa uma boa e bela caminhada. Subi ao moinho do Picoto e fui pelo carreiro, diversas vezes percorrido mas que parece ser sempre a primeira, até à Portela do Vale de Espinho. O regresso foi pela outra encosta percorrendo os caminhos que a falta de tempo foi permitindo. Valeu pela primeira parte.
A "Barragem" ou Telhados de Água é uma estrutura em pedra natural limpa e alisada na encosta da serra para escorrimento da água que é canalizada para um depósito e abastece as fontes públicas da povoação. Foi mandado construir pela junta de freguesia em 1963.
o Vale com Porto de Mós ao longe
Na serra encontram-se estes carreiros que serviam para os pastores levarem os seus rebanhos para as pastagens
A Brassia é uma Orquídea selvagem. Começa agora a sua época de floração. Esta foi a que encontrei em estado mais avançado.
Vista a partir da encosta do Picoto.
Calcário fendido pela erosão da água e dióxido de carbono.
dizem que a pedra vai para a china. Será?...
Imponente lá no alto, o moinho do Picoto em ruínas ainda suscita curiosidade.
Mais vistas por dentro do moinho
Visto de poente
quem será o "mariola" que fez esta "escultura"?...
Não há muito tempo por aqui fazia-se agricultura de subsistência, hoje estão devotados ao pasto.
Moinhos da primeira metade do século passado. Destruídos por abandono (?) ou fogo (?). A maior parte dos moinhos das serras do maciço calcário estremenho encontra completamente deteriorados. Alguns estão a ser adquiridos para fazer habitações de fim-de-semana o que leva à adulteração completa da arquitetura destas estruturas. Não sabemos conservar o nosso património. Que pena!
Neste moinho o dono não satisfeito com a regularidade do vento, o que é de estranhar porque esta serra é extraordinariamente ventosa, instalou um motor mecânico para mover a mó. Estas máquinas podem eventualmente ter vindo das antigas minas de carvão da Bezerra, encerradas em 1945. (ver https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Caminho_de_Ferro_Mineiro_do_Lena)
As cisternas são comuns na zona do PNSAC. Neste caso quer a cisterna quer os poços nunca secam, nem este ano que foi extraordinariamente seco.
Os chousos são estruturas com muros em pedra solta feitos normalmente para assentamento de animais (Ovelhas, cabras ou vacas)

1 comment

  • Foto de j.jesus

    j.jesus 20/jan/2018

    Caminhando por esta serra encontram-se tesouros: tesouros que foram e tesouros que são. Pena é que se não lhes dê o devido valor.

You can or this trail