-
-
1.443 m
2 m
0
2,5
5,0
9,94 km

Visualizado 884 vezes, baixado 50 vezes

próximo a Cunhambebe, Rio de Janeiro (Brazil)

Travessia Bananal-Frade em três dias - 3º dia.

Terceiro dia da travessia, descida da Pedra do Frade até a Rio-Santos. Descida bem íngreme que exige bastante dos joelhos. A trilha de descida começa pouco antes da gruta dos Alemães, e no início não está muito definida. À medida que a descida se acentua, a trilha fica mais definida. A bateria do nosso GPS acabou na metade do caminho e o restante da trilha foi percorrido no instinto. O resultado foi que próximo ao final, ao passarmos sob as torres de transmissão da usina nuclear, nos desviamos do caminho e caímos por engano no Hotel do Frade. Felizmente não houve nenhum problema e nos franquearam a passagem. A trilha foi desenhada no mapa por falta do tracklog completo.

Início: 8:30
Fim: 15:15
Tempo total: 6:45

Dia 1: Brastel a Brejal - 7 km
Dia 2: Brejal a Pedra do Frade - 15 km
Dia 3: Pedra do Frade a Vila do Frade - 10 km

20 comentários

  • Bullseye 29/jul/2016

    Acha que mesmo com a falha no GPS o final da trilha da para pegar a trilha correta para o Hotel??

    Vi que tem feito uns roteiros mais ineditos. Quero fazer uma inedita na regiao da Serra Fina. Tem interesse?

  • Bullseye 29/jul/2016

    Segundo ponto como sao os pontos de agua na descida para Angra?

  • Foto de mitidi

    mitidi 30/jul/2016

    Na verdade a trilha correta não passa pelo hotel, deveríamos ter saído no Morro da Pedreira, que é a favela ao lado do hotel. O erro aconteceu na primeira clareira quando saímos da floresta. Pegamos a trilha da direita quando deveríamos ter seguido em frente. Essa clareira era exatamente sob as torres de transmissão da usina nuclear. Logo depois cruzamos um rio e entramos numa estrada de terra que levou a uma de asfalto, já dentro do hotel. Água não é problema, há vários córregos pelo caminho em toda a travessia, não só na descida. O único trecho seco de fato é entre a gruta e o cume.

  • Foto de rodrigo0o

    rodrigo0o 3/ago/2016

    Bom dia Mitidi,
    Como vc fez a travessia, gostaria de uma informação. Estou pretendendo fazer a subida à Pedra do Frade, no esquema bate e volta (por causa da logística para buscar o carro). Você me aconselharia subir por Bananal ou por Angra? Considere nessa pergunta não só o nível de dificuldade diferente das trilhas como também as belezas avistadas de cada uma delas. E uma segunda pergunta: como estão os trechos de cordas finais da subida? Você utilizou as que estão fixadas no local ou levou corda?
    Forte abraço.

  • Bullseye 3/ago/2016

    Mitidi a trilha mais antiga e essa pelo hotel porém no começo da década de 90 eles pararam de deixar entrar por lá e passaram a usar mais as outras duas trilhas.

    O problema dessas duas são os assaltos constantes.

  • Foto de mitidi

    mitidi 4/ago/2016

    Rodrigo, recomendo sem dúvida a subida por Bananal pelos seguintes motivos:
    1. Subindo pelo Frade você vai precisar ou pedir a autorização do hotel (que me foi concedida para saída mas não para entrada) ou passar pelo morro da Pedreira (que é uma favela perigosa).
    2. A subida por Angra é muito íngreme enquanto por Bananal o caminho é relativamente plano. Acho que indo por Bananal poupa-se muito esforço antes da arremetida final, que não é fácil. O tempo gasto será equivalente, mas você chegará mais inteiro indo por Bananal.
    3. Os dois caminhos são por mata fechada, mas o caminho de Bananal tem uma diversidade maior de cenários. Atravessa-se dois rios e alguns descampados de onde se pode ver a pedra. Acho que o visual é mais interessante.

    Nós utilizamos as cordas que estão fixadas. A escada que havia lá foi parcialmente queimada no incêndio que aconteceu no ano passado e atingiu a vegetação perto do cume. A maior dificuldade desse trecho, no meu ponto de vista, é transpor as mochilas se você pretende acampar no cume. Uma alternativa seria acampar na base antes do trecho final e subir sem peso. Lembre-se que não há água no cume e no trecho mais difícil você estará carregando alguns litros de água.

  • Foto de rodrigo0o

    rodrigo0o 4/ago/2016

    Muito obrigado pelas dicas Mitidi.

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 9/ago/2016

    Mitidi, vejo que você mencionou que as escadas foram parcialmente queimadas. A passagem das escadas você usou, basicamente, aquelas duas cordas fixas? Foi tranquilo de passar ou rolou um "perrengue"?

    Outra coisa, como você conseguiu a autorização para saída pelo hotel? Você pediu previamente a autorização ou foi no improviso mesmo?

    Parabéns pela trilha.. e que bad a kombi não ter ido até o Carlinhos. A estrada até o Brejal está muito boa nos dias de hoje.

  • Foto de mitidi

    mitidi 11/ago/2016

    Luís Felipe, a estrada até o Brejal está boa. Nossa intenção era mesmo fazer esse trecho à pé como aquecimento para o dia seguinte. A kombi poderia ir até a pousada por R$ 150, e o Carlinhos nos disse que o Gordo cobraria bem menos do que isso. Então se você quer um transporte até a pousada, é melhor ligar para o Carlinhos e combinar o serviço com o Gordo.

    Não tivemos autorização prévia para sair pelo hotel, foi um engano. O primeiro funcionário que encontramos nos disse para pegarmos um atalho até o morro da pedreira. Seguimos em frente pelo hotel procurando o tal atalho e pedimos informações para um segundo funcionário, que nos disse que não havia problema em sair pela frente do hotel, e realmente não houve. O vigia da portaria até nos falou que foi bom que saíssemos por ali porque a favela estava se tornando perigosa.

    Na subida final da pedra rolou um perrengue sim. Usamos basicamente as cordas que estavam lá e não conseguimos transpor as mochilas. Como estava escurecendo optamos por subir sem as mochilas e acampar na base, em vez de acampar no topo. Mas houve muita gente que conseguiu passar com as mochilas e acampou no topo então a decisão do que fazer vai depender da técnica e do preparo físico de cada um. Boa sorte!

  • Foto de mitidi

    mitidi 11/ago/2016

    Manucalago, tivemos informações diferentes sobre as favelas. Parece que as favelas de Angra estão sendo invadidas por traficantes que fugiram do Rio e se tornaram perigosas.

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 11/ago/2016

    Show, mitidi!!
    O Gordo ainda tá vivo?? hahaha
    Conheço o gordo! Sou aqui da região!

    Ah sim! Nossa, que atitude surpreendente dos funcionários do hotel. Já ouvi tanta coisa sobre o comportamento difícil que eles apresentam diante dos montanhistas. Bom ter lido isso!

    Lamentável essa queimada! As escadas foram colocados lá por pessoas que vivem no próprio sertão do Brejal. Tiveram um trabalho hercúleo para levar as madeiras e as ferramentas para fixarem as escadas, e agora acontece isso.

    Obrigado pela atualização! Estarei indo lá no Frade no dia 28 de agosto, bate e volta.. Vou ver se levo uma corda nova pra fixar nesse local. Talvez ajude a transpor as mochilas.

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 11/ago/2016

    Mitidi, outra coisa... Você chegou a tirar fotos do local onde ficam as escadas?
    Caso você tenha alguma, teria como você me enviar?

    [email protected]

  • Foto de mitidi

    mitidi 12/ago/2016

    Não tirei. Pelo que me lembro sobraram só uns 4 ou 5 degraus chamuscados no topo. Embaixo, uma laje de pedra de uns 3 metros de altura.

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 12/ago/2016

    Entendi.. Levarei corda dá próximo vez então!
    Mais uma vez, obrigado pelas informações.

  • Pablo Angra 11/jul/2017

    I have followed this trail  View more

    Vale cada momento de esforço !

  • Foto de Henrique Mended

    Henrique Mended 29/ago/2017

    bOA TARDE, COMO ESTA ESSA SUBIDA pelas cordas? é muito dificil?

  • Foto de mitidi

    mitidi 31/ago/2017

    Henrique, eu achei difícil, principalmente pelo peso das mochilas. Mas vai depender da técnica de cada um, alguém mais experiente não vai encontrar muita dificuldade.

  • Foto de Henrique Mended

    Henrique Mended 31/ago/2017

    então, subiria as mochilas antes, mas digo q agora só sobe com corda, será que é bem complicado? já fez a pedra da gávea? acho bem simples mas alguns tem pavor da carrasqueira, queria ver uma foto, ou video do local, mas não acho na net. obrigado

  • Foto de mitidi

    mitidi 1/set/2017

    Não é muito mais complicado que a carrasqueira da pedra da Gávea. Já subi essa duas ou três vezes há muito tempo. É parecido. O problema para mim foi subir as mochilas que estavam muito pesadas e eu, muito cansado. Nunca subi a carrasqueira com tanto peso.

  • danlpg 7/mai/2018

    Olá bom dia
    Alguém teria um croqui ou roteiro da pedra do frade até o hotel do frade? andei conversando com algumas pessoas e elas nao acharam a trilha para as dependências do hotel

You can or this trail