Horas  9 horas 32 minutos

Coordenadas 2082

Uploaded 10 de Agosto de 2015

Recorded Agosto 2015

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
470 m
63 m
0
5,7
11
22,7 km

Visualizado 6210 vezes, baixado 175 vezes

próximo a Espiunca, Aveiro (Portugal)

Os Caminhantes foram a Espiunca, localidade do concelho de Arouca, atualmente muito na “moda” pelos “Passadiços do Paiva”, excelente aposta da Câmara Municipal de Arouca integrada no Geopark.
Os Passadiços do Paiva localizam-se na margem esquerda do Rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro. O percurso estende-se ou longo de pouco mais de 8 kms entre as praias fluviais do Areinho e de Espiunca, encontrando-se, entre as duas, a praia do Vau.
Para evitar os inconvenientes de um percurso linear e a monotonia de ir e voltar pelo mesmo caminho, optamos por fazer um percurso circular.
Fomos à descoberta, saindo de Espiunca seguimos o sentido contrario ao passadiço… e começamos a subir a encosta da serra, inicialmente por estrada de alcatrão que, pouco depois, deu lugar a estradão florestal tipo corta-fogo. O percurso até Canelas foi uma constante de sobe e desce por estradão florestal a maior parte do tempo rodeado por uma extensa mancha de eucaliptal, a praga de algumas serras portuguesas.
Atingimos a cota máxima do percurso e iniciamos a descida ao zigue-zague em direção à estrada M505 que calcorreamos por alguns metros, cortando à esquerda por novo estradão florestal até muito próximo do passadiço, nos arredores do Vau, onde tivemos de desbravar caminho entre algumas silvas e atravessar o ribeiro de canelas. Subimos alguns socalcos de campos até novo estradão de terra que nos conduziu a Canelas. A caraterística desta localidade são as suas casas com telhado de xisto. Aproveitamos a padaria local para o reforço da manhã. Seguimos pela Igreja Matriz, local de interseção com o PR9 – Rota do Xisto, o qual seguimos durante 500 metros, deixando-o no lugar de Canelas de Baixo.
O percurso continuou por caminhos de acessos aos campos da aldeia até ao limite destes com a mancha de eucaliptal da serra. Aqui, iniciamos nova subida em zigue-zague por estradão florestal que nos conduziu ao lugar de Pereiro, local de nova interseção com o PR9. Seguimos o PR passando pelo “miradouro” da Cascata das Aguieiras local onde se precipitam as águas do ribeiro de Alvarenga entregando-as ao rio Paiva, numa paisagem de rara beleza, com o casario de Alvarenga lá à frente na sua verdejante e fértil chã, contrastando com o vale profundo do tumultuoso Paiva, agora com nova panorâmica - o passadiço junto às suas águas.
Chegamos a Vilarinho, ainda antes de atravessar-mos a estrada R326-1, os mais “sequiosos” ou “esfomeados” podem refrescar as gargantas e aconchegar o estômago no Restaurante “Paiva à Vista”. Como tínhamos parte do grupo à nossa espera na Praia Fluvial do Areinho para almoço, optamos por continuar, atravessamos a localidade em direção aos campos que ladeiam a aldeia e entramos novamente num estradão florestal que nos levou novamente à estrada R326-1 no desvio para a Praia Fluvial do Areinho. Descemos a íngreme estrada alcatroada, e pouco depois estávamos no Bar de apoio à Praia Fluvial do Areinho. Aproveitamos o local para o almoço e para banhos nas refrescantes águas do Paiva.
Depois da merecida pausa iniciamos o afamado percurso dos “Passadiços do Paiva”.
O passadiço em madeira que alterna com alguns curtos segmentos de terra batida destaca-se pelo local onde se insere, as íngremes encostas da margem esquerda do rio Paiva. As paisagens são muito bonitas e podem ver-se algumas zonas de rápidos bastante interessantes, mas curiosamente, o destaque vai mesmo para o serpentear do passadiço pelas encostas até porque a vegetação encobre em grande parte a vista para o rio. Destaque para os Geossítios: Garganta do Paiva (G36); Cascata das Aguieiras (G35); Praia Fluvial do Vau (G30); Gola do Salto (G31) e Falha de Espiunca (G32).
Saliento que é necessário ter cuidado com crianças, elas deverão ir sempre do lado do rio, do lado oposto existem muitos locais sem proteção. O passadiço percorre-se, quase na sua totalidade, com facilidade existindo alguns pequenos segmentos de escadas. O primeiro segmento surge na ponte romana da R326-1que atravessa o Paiva, são 310 degraus, aos quais se segue uma valente subida em terra batida muito empoeirada até ao miradouro da Cascata das Aguieiras, aqui nova escadaria, mas agora em sentido descendente com 450 degraus. (Uma alerta!!! Quem optar por percorrer o passadiço em ambos os sentidos pode ser mais complicado, assim por alto, têm de subir um total superior a 1000 degraus e descer outros tantos).
Terminamos os “Passadiços do Paiva em Circulo” em Espiunca, local onde de manhã tínhamos deixado os nossos carros. O local estava bem mais movimentado, existindo algum engarrafamento temporário, pois a estreita estrada não está preparada para tanto tráfego, muito menos para autocarros com carros estacionados na berma da estrada.
Um percurso duro? Sim, um verdadeiro desafio para quem gosta de trilhos com dificuldade elevada!

6 comentários

  • PicosAlpinos 10/ago/2015

    I have followed this trail  View more

    Uma alternativa ao percurso linear dos "Passadiços do Paiva".
    Um verdadeiro desafio para quem gosta de trilhos com dificuldade elevada!

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 10/ago/2015

    Obrigado pelo comentário PicosAlpinos
    A trilha apresentada é uma alternativa para quem não gosta da monotonia das trilhas lineares.
    Chamo a atenção que o trilho apresentado é de dificuldade elevada, quer pela sua extensão, quer pelo acumulado positivo.
    Para quem pretende fazer apenas "Os passadiços do Paiva" deixo os seguintes conselhos:
    - não o façam com muito calor (de tarde o passadiço já tem sombra na maior parte da sua extensão)
    - o percurso ida e volta não é fácil, façam-no apenas numa direção levando dois automóveis deixando um em cada extremo, ou usar um Táxi para levar de volta.
    - optem por iniciar na Praia Fluvial do Areinho e termino em Espiunca, assim evitam a subida da maior parte dos degraus (+-500 degraus).
    Boas caminhadas

  • Foto de fernandapacheco

    fernandapacheco 25/jan/2016

    I have followed this trail  View more

    Boa companhia!

  • Foto de liferunning

    liferunning 12/mai/2017

    Esse track da para fazer em modo Trailrunning ou é mais em caminhada?
    obg

  • jandro5 25/mar/2019

    I have followed this trail  View more

    La ruta fuera de las pasarelas, esta actualmente abandonada y esta impracticable. A mitad de ruta, tuvimos que dar media vuelta.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 25/mar/2019

    Hola jandro5
    Gracias por tu comentario y valoración.
    Un saludo

You can or this trail