Tempo em movimento  6 horas 37 minutos

Horas  10 horas 24 minutos

Coordenadas 3067

Uploaded 29 de Janeiro de 2018

Recorded Janeiro 2018

-
-
950 m
11 m
0
4,9
9,8
19,54 km

Visualizado 630 vezes, baixado 22 vezes

próximo a Paraty, Rio de Janeiro (Brazil)

Caminho que ligava Paraty até Ubatumirim, onde esse trilho foi bastante usado para puxar bananas para ser vendidas em Paraty e produtos de Paraty para lá. Também é por esse caminho que passava a antiga linha telegráfica que ia para São Paulo passando por Ubatuba.Nesse caminho, lá na divisa Rio de Janeiro - São Paulo, encontra-se o marco divisa número 04 datado de 1957. O caminho original está se perdendo por falta de uso e está se tornando uma picada. A marcação, começa depois do rio onde pegamos um caminho mais limpo e desviamos um pouco da rota original,mas voltamos para ela lá onde está marcando o primeiro poste encontrado(vestígios dele). Para quem vai de ônibus, pegar no centro de Paraty o ônibus que vai para o Coriscão e descer no ponto final, e ir caminhado por quase 2,5km passando por um riozinho e acompanhando a estrada e no final dela tem a última casa e depois anda mais um pouco até atravessar uma ponte de madeira sobre o Rio Corisco. Daí em diante virar para esquerda e vai passar ao lado de uma casa grande de madeira e depois,só seguir a marcação do tracklog. Esses é um caminho muito difícil sem GPS e não tentem fazer sem,pois é impossível fazer a travessia sem esse tracklog. É uma trilha de orientação difícil e nível de dificuldade física pesada. Não é indicada para iniciantes e pessoas que não estão acostumadas com adversidades da natureza por ser um caminho quase que esquecido, ele não é como as trilhas e travessias conhecidas. Essa é uma travessia para amantes da natureza e aventureiros com experiência.
O caminho original é virando para esquerda, mas como estava muito fechado e não dava para perder tempo,nós, fomos pelo outro caminho que é utilizado pelo Isaltino e seus irmãos ate a casa dele. O caminho original, vai se encontrar lá na casa dele com esse atalho e lá tem o resto de um dos postes do telégrafo.
desse ponto em diante, caminho tradicional do telégrafo é seguindo em frente,porém,nessa travessia do coriscão, existe outro caminho do outro lado do rio corisco depois lá da última casa antes da ponte que se usar ele, depois tem que atravessa o rio corisco com água nas pernas, segue a trilha encontra com esse ponto do laguinho com pés de banana. Para quem vem do caminho do outro lado do rio, antes de chegar nesse ponto pega a esquerda e segue o tracklog. Para quem vem do lado direito do rio para quem olha para serra, nesse ponto pegar para esquerda que foi o caminho feito por está mais limpo do outro lado do rio. Obs o caminho original por onde passa o telegrafo é em frente e vai cruzar o rio também mais para frente só que o caminho está fechado,por isso usamos a o outro caminho,mas depois do rio subindo o morro, a gente encontra ele novamente.
nessa area é que aquela trilha limpa lá no laguinho da bananeira ia sair se a gente tivesse seguido em frente,mas como essa parte está muito fechada, optei pelo caminho da esquerda lá no laguinho e depois de atravessar o rio, saímos aqui.
ponto onde os dois caminhos se encontram, o da linha do telégrafo e essa picada que achamos. o caminho largo do telégrafo, está com muito mato e ele é em zigue zague e está um pouco fechado.
De acordo com um morador antigo que nasceu no corisco e diz que as terras da família dele vai até o marco da divisa,ele diz que essa região é conhecido por esse nome.
Marco de divisa Rio de Janeiro x São Paulo pelo caminho antigo que ligava Paraty até Ubatumirim. Lugar bom para parada cara descansar e se preparar para continuar a caminhada. Próximo dele, restos de um dos postes do telégrafo
depois dessa árvore, tem uma pedra grande e parece que tinha um caminho ali, mas é para o lado direito se a trilha estiver fechada de novo
nesse ponto, a gente se confundiu só de olho porquê a trilha tem duas picadas,mas ao olhar a posição da praia pelo GPS, pegamos a do lado direito e reencontramos o caminho
Depois de atravessar, mais para frente, caiu uma arvore quando passamos e tentem manter o trajeto original sempre para não perder o caminho.
Um dos poucos postes encontrados nessa travessia do lado de Ubatumirim
antes tem umas árvores gigantes cortadas que parece que foi feito canoa delas.
trilha no meio do caminha avistada que dá para um poço
Bar do Fernando

1 comment

  • Foto de GregoSilva

    GregoSilva 24/abr/2019

    Muito bacana essa trilha.. Deu uma vontade doida de fazer. Dá pra baixa o tracklog por aqui?

You can or this trail