Horas  5 horas 38 minutos

Coordenadas 1022

Uploaded 11 de Junho de 2017

Recorded Junho 2017

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
486 m
73 m
0
2,9
5,8
11,5 km

Visualizado 1471 vezes, baixado 51 vezes

próximo a Morro da Lagoa, Santa Catarina (Brazil)

Esta é uma conhecida variante da trilha da Florestinha - caminho usado desde o século XVIII pelos açorianos pra se locomover e transportar produtos e objetos entre a Lagoa e outras localidades ao redor deste maciço.

O começo é no fim da servidão do Assopro - atrás do mirante do morro da Lagoa. Começa com asfalto, vira estrada de terra e, enfim, trilha.
Por ser um caminho historicamente muito usado, este trecho inicial, que compreende a primeira metade de tilha, é bem aberto, tanto que é usado por jipeiros e motoqueiros - fique atento pra não ficar no caminho de ninguém.
Você penetra no coração do maior maciço da ilha, onde a mata está em ótimo estado de regeneração, por isso a trilha é bastante interessante pra quem busca contato com a natureza - além de haver poucos desníveis.
Dos atrativos, o primeiro é a rampa de parapente numa saída à direita, lá tem uma vista Sul da Lagoa.
Depois chega-se ao mirante da Florestinha, já na metade da trilha, com uma excelente vista Norte da Lagoa, praia de Moçambique, Barra da Lagoa e parte do Rio Vermelho. É um dos pontos mais altos da ilha, com 480 metros. O mirante é acessado à direita na trifurcação. Aqui tem uma mudança: a trilha principal sofre bastante manutenção de quem usa o caminho, já nesta trilha que sobe para o mirante há muitas árvores caídas.
À esquerda, na trifurcação, começa uma trilha - onde também há muitas árvores caídas que dificultam a progressão. O mapa hipsométrico indicava que ela levaria ao alto do morro, onde possivelmente haveria um mirante, por isso insisti até chegar lá. Infelizmente não há mirante, a trilha parece acabar onde há muitas árvores grandes tapando a visão - então descarte esta parte. Provavelmente este caminho é usado pra ir até o Itacorubi através de uma bifurcação.
Já na segunda metade da trilha ela começa a ficar mais fechada. Há dois atrativos a partir daí: uma grande gruta, numa saída à direita, e uma série de pequenas cachoeiras - no meio da trilha mesmo. Na gruta, não consegui subir nas pedras pra ver a vista, há muitas raízes, bambus e bromélias dificultando a subida.
Na cachoeira, a trilha segue pelo lado oposto (deito) apenas por alguns metros, depois é preciso cruzar as pedras novamente e seguir pelo lado esquerdo mesmo..
A partir daí atinge-se o trecho final, numa área de pinus, até desembocar numa propriedade privada na SC-401. A trilha termina ainda na estrada de asfalto desta propriedade, então dá pra descer sem incomodar os donos.

É uma trilha interessante, não tem muitos desníveis, mas a caminhada é longa. Recomendo apenas pra quem quer um contato mais intenso com a mata. Classifico como moderada.
Começo
Estrada de terra
Direita
Reto
Direita - parapente
Rampa de parapente
Estrada de jipeiros
Atoleiro! Trilha alternativa pela direita
Mais um atoleiro, trilha pela direita
Clareira
Caminho colonial
Atoleiro e árvores caídas
Trifurcação! Direita para o mirante
Mirante florestinha
Não tem mirante!
Reto
Esquerda
Côrrego
Direita para gruta
Córrego
Gruta
Direita
Cachoeira
Cachoeira
Retome a trilha do mesmo lado (esquerda das cachoeiras)
Trilha principal, siga reto
Direta
Propriedade privada
Asfalto
Fim na SC-401

6 comentários

  • GFerrari 9/jul/2018

    Você pode me informar se a saída no final da trilha em propriedade particular é tranquilo ?

  • Foto de julioettore

    julioettore 9/jul/2018

    Fala GFerrari. A trilha acaba em propriedade particular, bem em uma casa. Mas é possível pegar uma saída antes do fim e sair na rua do terreno (o que fiz neste tracklog). Então, quando ver o asfalto, já pegue à direita. Aí é só descer a ladeira em direção à SC-401. Lá no fim, a rua é fechada com portão baixo, mas há um espaço livre pra passagem de pessoas na cerca - pelo menos quando fiz.
    Nas duas vezes em que fiz a trilha não vi ninguém ali. No máximo, um cachorro latiu.

  • GFerrari 11/jul/2018

    Valeu a dica. Quanto a segurança na região do Monte Verde, qual a tua opinião.

  • Foto de julioettore

    julioettore 12/jul/2018

    Esta não é uma trilha muito popular, acho difícil que alguém fique esperando no fim do caminho pra assaltar um trilheiro.
    Na última vez em que fiz tinha um rapaz por ali, acho que só estava puxando um fumo de boa.
    Talvez a chance é maior no verão, porque a cachoeira fica relativamente perto, partindo do Monte Verde, e mais pessoas devem passar por ali.
    Mas Naufragados e Lagoinha do Leste ainda são mais perigosas pelo fluxo maior de turistas.

  • GFerrari 12/jul/2018

    Valeu

  • Alexandrosd 17/jan/2019

    I have followed this trail  verificado  View more

    I used the gps navigation and found it very easy to follow the trail. All the information and waypoints are accurate.
    At the peak the trail offers nice panoramic views of the lagoon mountain and sea.
    And yes the crazy machete guy is still there although he did not approach me

You can or this trail