Baixar

Distância

22,44 km

Desnível positivo

878 m

Dificuldade técnica

Difícil

Desnível negativo

1.013 m

Elevação máx

2.126 m

Trailrank

77 5

Elevação min

1.590 m

Tipo de trilha

Mão Única

Hora

8 horas 48 minutos

Coordenadas

2301

Enviada em

24 de novembro de 2020

Registrada em

novembro 2020
  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
Compartilhar
-
-
2.126 m
1.590 m
22,44 km

Visualizado 320 vezes, baixado 11 vezes

perto de San Martín de Castañeda, Castilla y León (España)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"


MONTAÑA DE SANABRIA: CUATRO CIMAS DE DOS MIL

Voltamos ao Parque Natural del Lago de Sanabria para um trekking de dois dias pelas Serras de Cabrera e Segundera que intitulamos de MONTAÑA DE SANABRIA: CUATRO CIMAS DE DOS MIL. O Parque Natural, criado em 1978, situa-se no extremo noroeste da Província de Zamora, no limite com a Galiza e Portugal. Abrange uma paisagem que foi modelada pela ação dos glaciares da Era Quaternária. Desde os seus altos cumes desprenderam-se várias línguas glaciárias de impressionante tamanho que ao retroceder, deixaram a descoberto profundos vales em U, moreias e um importante conjunto de lagos. De entre eles destaca-se o Lago de Sanabria, que com uma área de superfície de 368 ha, é o maior lago glaciar da Península Ibérica.

Os maciços de Segundera e Cabrera constituem um arco orográfico muito importante no extremo noroeste da província de Zamora, com cumes que ultrapassam os dois mil metros de altitude. Esta zona montanhosa, constituída por materiais muito antigos destacados pela orogenia alpina, carateriza-se por apresentar formas muito pesadas, sem grandes variações altimétricas como consequência do arrasamento dos seus cumes, com uma ausência quase absoluta de picos e arestas.

As serras de Segundera e Cabrera são na realidade dois blocos gigantes (Horst) elevados por pressões tectónicas marcadas por essas antigas linhas de fraturas ou falhas, que no caso de Segundera seguem direção norte-sul, enquanto que nas da Cabrera são de este-oeste. A confluência de ambos os alinhamentos ocorre no circo do Rio Tera, por isso não é de estranhar que seja precisamente aqui onde se alcançam as maiores alturas, com Peña Trevinca (2127m) como cuspideira máxima.

Foi neste modesto cenário subalpino que realizamos os quatro cimas de dois mil metros de altitude, coroando assim alguns dos cumes mais emblemáticos do Circo do Rio Tera: Peña Survia (2112m), Peña Negra (2121m) e Peña Trevinca (2127m) e do Circo da Laguna de Lacillo: Las Tres Marias (2029m) e Moncalvo (2044m). Atividade de dois dias, realizada em autonomia, com pernoita no refugio sem guarda da Majada de Trefacio.




1º DIA
MONTAÑA DE SANABRIA: PEÑA SURVIA (2112m), PEÑA NEGRA (2121m) E PEÑA TREVINCA (2127m)


Esta atividade no Parque Natural del Lago de Sanabria, teve início na Laguna de los Peces (1726m), localizada acima da cidade de San Martín de Castañeda, Zamora. O estacionamento serve como ponto de partida para inúmeras excursões. Saímos por volta das 10 horas, seguimos o caminho comum a Peña Trevinca, do lado esquerdo da Laguna de los Peces, passando pela cabana de pastores (Chozo de Pastyores). O caminho sobe confortavelmente até uma pequena colina onde se vira à direita seguindo um caminho marcado por postes azuis que vai contornando Peña Cabrita (1903m), localizada à nossa direita.

Seguimos até La Cuchilla (1922m), ao lado de um grande poste de sinalização que aponta para a lagoa e refúgio de Riopedro, local de interseção com a GR-84. Daqui temos panorâmicas de Peña Trevinca, Peña Negra e Peña Surbia, objetivos do dia. Aproveitamos para um pequeno reforço da manhã e algumas fotos…. Deixamos o caminho, seguindo pela direita, por uma área de vegetação rasteira. Colina acima atravessamos Marra Bruece até alcançar a zona de La Plana (2020m), desta cumeeira, vê-se o resto da cordilheira que vamos percorrer, além dos cumes da Sierra Segundera e dos vales escarpados, esculpidos pelo gelo que cai em direção à encosta Leonesa de La Baña.



Desta cumeeira continuamos para noroeste para descer a um collado onde se situa a Laguna de Fueyo Grande (1930m). À nossa frente o Alto de Riopedro (2023m) para onde temos de seguir… sucedem-se várias subidas e descidas não muito pronunciadas até alcançar o seu alto, voltamos a descer para um amplo collado. À nossa direita o cordal que leva ao Picón, continuamos a perder altura até alcançar a Laguna de los Patos (2002m), a massa de água de maior altitude de todo o Parque Natural.

Se até aqui desfrutamos de magnificas vistas sobre os vales de La Baña, agora também contemplamos os Lagos de La Baña assim como os perfis da Sierra del Teleno e El Picón. Continuamos por trilho de pé posto até à Portilla de Morena Cavada e daqui, com Peña Negra a nossa frente e Peña Survia à nossa direita, descemos até Vega del Geijo, coletor de águas do rio Tera.

Começamos a ascensão final a Peña Survia pouco depois da linha de água, encetamos a subida por entre o mato rasteiro em direção ao collado que separa La Ladera da Medias de Peña Survia, que fomos contornando até alcançar o cima de Peña Survia (2112m). Magnificas panorâmicas! Aproveitamos o local para o almoço, enquanto desfrutávamos das vistas de 360º.



Já de estômago reconfortado e de uma merecida pausa, retomamos o trilho. Baixamos ao collado (1972m) que separa Peña Survia de La Ladera da Medias onde iniciamos nova subida por caminho de pé posto até ao Alto Ladera da Medias (2066m). Agora seguimos pela magnifica cresta que nos separa do nosso próximo cima, e que confere a este trilho um ambiente mais alpino. Sem dificuldade alcançamos o cume de Peña Negra (2121m), e seguindo o caminho, agora mais bem definido, baixamos para voltar a subir até ao terceiro cima do dia, Peña Trevinca (2127m). Estamos perante o pico mais alto da província de Zamora. O cume constitui o limite das províncias de Zamora e Orense. Desta circunstância surge seu nome - Peña Trevinca. O alto está marcado por uma cruz colocada pelos montanheiros zamoranos no ano de 1957. Agora encontra-se no chão, provavelmente consequência de uma tempestade. A dificuldade e dureza da sua ascensão é compensada pelas magníficas panorâmicas de 360º - Cordillera Cantábrica, Montes Aquilanos, Montes Telenos, Sierra del Eje e Vales do Rio Tera e Jares.



Daqui, poderíamos seguir pela cumeeira até ao nosso próximo objetivo, o Moncalvo, mas a escassez de água e as noites frias da época aconselham-nos a prudência pelo que decidimos baixar à Majada de Trefacio. Depois de contemplar as panorâmicas e da foto da praxe, iniciamos a descida pelo vale do Río Tera pelo clássico caminho de Peña Trevinca. Estamos numa altura do ano em que os dias já são curtos pelo que quando chegamos à Majada de Trefacio (1595m) o sol já se tinha posto. Optamos por pernoitar no refugio sem guarda da Majada de Trefacio, um local com as condições mínimas para passar a noite.


FICHA TÉCNICA DA ETAPA
Realização: 21 de novembro de 2020
Percurso: Aparcamiento Laguna de los Peces - La Cuchilla - Marra Bruece - Fueyo Grande - Alto de Riopedro - Laguna de los Patos - Portilla de Morena Cavada - Vega del Geijo - Peña Survia - Alto Ladeira da Medias - Peña Negra - Peña Trevinca - Majada de Trevinca - Refugio de la Majada de Trefacio
Distancia: 22,5 km
Duração: 8h48min
Tempo em movimento: 6h09min
Tempo parado: 2h39min
Movimento médio: 3,7km/h
Acumulado positivo: 1123m
Acumulado negativo: 1255m


TRILHA DAS ETAPAS
MONTAÑA DE SANABRIA: CUATRO CIMAS DE DOS MIL (1ºDÍA)
MONTAÑA DE SANABRIA: CUATRO CIMAS DE DOS MIL (2ºDÍA)

TRILHAS REALIZADAS PELA ZONA
MONTAÑA DE SANABRIA: CUATRO CIMAS DE DOS MIL
GR-84 MONTAÑA DE SANABRIA EM TRÊS ETAPAS
PEÑA TREVINCA DESDE LAGUNA DE LOS PECES
ASCENSÃO A PEÑA TREVINCA E REGRESSO POR LAGUNA DE LACILLO
SENDA DE LOS MONJES, CAÑÓN DEL RIO TERA E CUEVA DE SAN MARTÍN
PEÑA TREVINCA DESDE PORTO DE SANABRIA
EL PICÓN DESDE LAGUNA DE LOS PECES





Se gosta das nossas trilhas adicione a sua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes
Waypoint

PARKING LAGUNA DE LOS PECES

Waypoint

LAGUNA

Waypoint

CHOZO DE PASTYORES

Waypoint

LA CUCHILLA

Waypoint

MARRA BRUECE

Waypoint

LAGUNA DE FUEYO GRANDE

Waypoint

ALTO DE RIOPEDRO

Waypoint

LAGUNA DE LOS PATOS

Waypoint

VISTA DEL PICÓN

Waypoint

RÍO TERA (VEGA DEL GEIJO)

Waypoint

PEÑA SURVIA (2112M)

Waypoint

PEÑA NEGRA (2121M)

Waypoint

PEÑA TREVINCA (2127M)

Waypoint

VISTA VALLE DEL TERA

Waypoint

MAJADA DE TREVINCA

Waypoint

ARROYO DE LA MERMILLEIRA

Waypoint

REFUGIO DE LA MAJADA DE TREFACIO

3 comentários

  • Foto de jcpazevedo

    jcpazevedo 28 de nov de 2020

    Trilha excelente. Já tentei fazer essa trilha num dia mas as condições climatéricas não o permitiram. Está na agenda, e agora, com o vosso trilho como suporte é tudo mais fácil.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 28 de nov de 2020

    Olá jcpazevedo!
    É um trilho duro mas recompensado pelas magníficas panorâmicas do maciço das serras de Sanabria.
    Obrigado pelo comentário e avaliação da trilha. Saudações.

  • Foto de PicosAlpinos

    PicosAlpinos 25 de ago de 2021

    Eu fiz esta trilha  Ver mais

    Trekking com o melhor da Montanha de Sanabria.
    Atenção: trilho difícil pela distância a percorrer e sem pontos de água.

Você pode ou esta trilha