Dificuldade técnica   Fácil

Horas  4 horas 15 minutos

Coordenadas 1197

Uploaded 8 de Março de 2014

Recorded Março 2014

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
334 m
128 m
0
3,2
6,3
12,69 km

Visualizado 4365 vezes, baixado 141 vezes

próximo a Mondim de Basto, Vila Real (Portugal)

Percurso não sinalizado, em círculo, de âmbito ambiental, paisagístico, cultural e desportivo.
Este é um percurso fácil do ponto de vista técnico, com a exceção de uma travessia do Rio Cabril que é feita por uma viga de ferro, não aconselhável a crianças e a pessoas com vertigens.
Iniciamos o percurso junto à Câmara Municipal de Modim (Largo Adriano Pinto Coelho) e seguimos pela Rua da Viacova - rua muito antiga, estreita e empedrada - viramos à esquerda em direção aos Bombeiros e depois até ao Estádio Municipal. Mais à frente encontramos a Capela de S. Sebastião e logo a seguir viramos por um caminho medieval, estreito e sinuoso ladeado por muros de granito, pouco depois de deixar este caminho encontramos a Capela do Senhor da Ponte à sua frente está a Ponte Medieval do Rio Cabril. Atravessamos a ponte e viramos à esquerda, seguindo ao longo da margem do rio Cabril até ao açude. Seguindo pela margem do Rio Cabril, fizemos um pequeno desvio para visitar um moinho e daqui seguimos por entre vinhedos e caminhos de pé posto até à travessia do Rio Cabril por viga de ferro (não aconselhável a crianças e pessoas com vertigens). Continuamos até à ribeira de Carrazedo, tendo efectuado outro pequeno desvio para observar as ruinas de um moinho. Seguindo por corta-fogos e caminhos de pé posto, com o Monte Farinha e a capela da Sr.ª da Graça no horizonte, chegamos à Levada de Piscaredo a qual seguimos, sem desníveis e com as deslumbrantes paisagens do vale do Rio Cabril, até Mondim de Bastos, onde terminou este percurso.

Pontos de interesse: Arquitetura religiosa (Capela de S. Sebastião e Capela do Senhor da Ponte), Ponte Medieval do Cabril, Rio Cabril, Açudes, Diversos Moinhos e Levada de Piscaredo.

Nota Histórica:
A construção da Levada de Piscaredo remonta ao século XIII, ainda no reinado de D. Afonso II. Devido à escassez de água, indispensável para a irrigação dos seus campos, os proprietários das terras de Mondim decidiram um dia partir de suas casas rumo às Mestras, confluência dos rios Cabrão com o Cabresto, e só regressaram muitos meses depois, trazendo consigo o precioso líquido. Conta-se a este propósito que outras aldeias disputavam igualmente estas águas, iniciando a levada de baixo para cima. Quando se aperceberam, já os de Mondim traziam a água consigo, conquistando não só o direito às águas, como também um excelente nível para a construção da levada. A Levada primitiva era feita em terra batida, com todos os inconvenientes daí resultantes. Nos anos de 1960/61 foi totalmente reconstruída em lajes de granito, tal como a conhecemos actualmente, através de Concurso Público promovido pelo Estado, que comparticipou a obra, tendo a Associação de Proprietários contraído um empréstimo para o efeito, que foi amortizado ao longo de vinte anos. Ao longo da Levada há cerca de 15 ou 20 nascentes que lhe pertenciam. Hoje, grande parte dessas nascentes já não corre para o rego devido ao desnível resultante das obras efetuadas.O sorteio das andadas, em número de 17 (tantas quantos os proprietários que fizeram a levada), realiza-se a 24 de Junho, dia de S. João, resultando daí o rol que calendariza a utilização das águas, leiloando-se também meio-dia cujo produto reverte a favor das obras de reparação e conservação da levada. A Levada de Piscaredo tinha um “olheiro” que vigiava e repartia as águas pelos regantes e um regulamento próprio, constante das posturas camarárias a partir do século XVIII. Esse regulamento proibia, a título de exemplo, o corte das águas antes dos moinhos de Piscaredo e a obrigatoriedade de deixar correr pelo ribeiro que atravessava Mondim, um caudal de água equivalente à capacidade de uma telha cheia. As referências mais antigas desta Levada denominavam-na de “Levada de Pisqueiredo”. Atualmente parece ter evoluído para “Levada de Piscaredo”, embora as duas versões sejam corretas.
  • Foto de CAPELA S. SEBASTIÃO
  • Foto de CAPELA S. SEBASTIÃO
  • Foto de CAPELA DO SENHOR DA PONTE
  • Foto de PONTE MEDIEVAL DO CABRIL
  • Foto de PONTE MEDIEVAL DO CABRIL
  • Foto de RIO CABRIL
  • Foto de RIO CABRIL
  • Foto de AÇUDE
  • Foto de AÇUDE
  • Foto de PANORÂMICA MONTE FARINHA
  • Foto de MOINHO
  • Foto de MOINHO
  • Foto de PANORÂMICA SRª DA GRAÇA
  • Foto de PANORÂMICA SRª DA GRAÇA
  • Foto de RISCO TRAVESSIA VIGA DE FERRO
  • Foto de RISCO TRAVESSIA VIGA DE FERRO
  • Foto de RIBEIRO DE CARRAZEDO
  • Foto de RIBEIRO DE CARRAZEDO
  • Foto de RUÍNAS DE MOINHO
  • Foto de RUÍNAS DE MOINHO
  • Foto de PONTE
  • Foto de PONTE
  • Foto de RIO CABRIL
  • Foto de RIO CABRIL
  • Foto de LEVADA DE PISCAREDO
  • Foto de LEVADA DE PISCAREDO
  • Foto de LEVADA DE PISCAREDO
  • Foto de LEVADA DE PISCAREDO
  • Foto de RIBEIRO
  • Foto de RIBEIRO
  • Foto de MOINHOS DE PISCAREDO
  • Foto de MOINHOS DE PISCAREDO
  • Foto de MOINHOS DE PISCAREDO
  • Foto de VIACOVA

2 comentários

  • Munheco 11/ago/2015

    I have followed this trail  View more

    Trilho muito porreiro, também muito bom para corrida...

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 12/ago/2015

    Obrigado Munheco pelo seu comentário.
    Este trilho é otimo nesta altura do ano (verão) pois permite ir a banhos nos açudes do Rio Cabril para além disso tem alguns pontos de interesse: Capela de S. Sebastião, Capela do Senhor da Ponte, Ponte Medieval do Cabril, Diversos Moinhos e Levada de Piscaredo.
    Boas caminhadas!

You can or this trail