Dificuldade técnica   Difícil

Coordenadas 6073

Uploaded 26 de Outubro de 2016

Recorded Outubro 2016

-
-
35 m
-4 m
0
25
50
100,84 km

Visualizado 1832 vezes, baixado 122 vezes

próximo a Mandacaru, Maranhão (Brazil)

Trip realizada em Setembro/2010


Lençóis Maranhenses: Travessia Completa a Pé
Travessia dos Lençóis Maranhenses inteiramente a pé do extremo leste para o extremo oeste (mais precisamente de ENE-WSW), passando pelos dois Oásis salvadores que existem no meio do deserto de dunas.


Se preparar para esta viagem é bem simples. Tudo que necessitas é comprar a passagem de avião para São Luís do Maranhão e conciliá-la com os horários de ônibus para Barreirinhas.


Tente pegar um vôo madrugueiro que chegue em São Luís antes das 5:00 para que assim possa pegar o ônibus das 6:00 para Barreirinhas. Se preferir há o ônibus das 8:45, mas se você perder este aí o próximo só parte as 14 h e terá que dormir em Barreirinhas.


O trajeto São Luís -> Barreirinhas é realizado pela Viação Cisne Branco.


ROTEIRO:


1º DIA:
• Vôo São Paulo à São Luís do Maranhão
• Táxi Aeroporto até a Rodoviária de São Luís
• Ônibus São Luís à Barreirinhas
• Barco Barreirinhas até o Povoado dos Atins (Hotel do Paturi), passando por Vassouras


2º DIA:
• Passeio por praias próximas ao Paturi e pelo Rio Preguiça e volta ao Paturi
• Partida para os Atins incluindo a atravessada do Rio Preguiça de barco
• 5,5 km de caminhada do Atins até a Casa do Antonio no Canto dos Atins


3º DIA:
• 26 km de caminhada - Canto dos Atins -> Oásis Baixa Grande (casa da Dona Dete)


4º DIA:
• 10 km de caminhada de Baixa Grande até o segundo oásis na Queimada dos Brito (casa da Maria)


5º DIA:
• Curtimos dunas e lagoas próximas da Queimada dos Brito e voltamos para a casa da Maria, que totalizou 6 km de caminhada
• 19 km de deslocamento Queimada dos Brito até o povoado de Betânia (este dia fizemos uma burrada imensa. Cheque no relato abaixo)


6º DIA:
• Dia de molho nas lagoas no entorno do povoado de Betânia


7º DIA:
• 14 km de caminhada até Santo Amaro do Maranhão
• Estadia na casa da Dona Adna


8º DIA:
• Dia de descanso nos arredores de Santo Amaro no Rio Grande
• Estadia na casa da Dona Adna


9º DIA:
• Deslocamento Santo Amaro -> Sangue -> São Luís
• Volta pelo centro histórico de São Luís
• Ida ao aeroporto e regresso para São Paulo


É possível fazer a travessia em um mínimo de 5 dias, cortando os dias 2, 6 e 8 e não passando no povoado de Betânia.


Aproveite!! A travessia é espetacular!
  • Foto de Praia de Caburé
WAYPOINT 26
  • Foto de Betânia
Waypoint
  • Foto de Praia Lençóis
  • Foto de Praia Lençóis
Waypoint
  • Foto de Casa Antonio - Canto dos Atins
Waypoint
  • Foto de Lagoa Betânia
Waypoint
  • Foto de Lagoa
  • Foto de Lagoa
WAYPOINT 24
  • Foto de Baixa Grande
  • Foto de Baixa Grande
Waypoint
  • Foto de Lagoa
  • Foto de Lagoa
  • Foto de Lagoa
Waypoint
  • Foto de Braço Rio Preguiça
WAYPOINT 25
  • Foto de Pousada do Paturi
  • Foto de Pousada do Paturi
  • Foto de Pousada do Paturi
  • Foto de Pousada do Paturi
Waypoint
  • Foto de Entrada Britos
Waypoint
  • Foto de Atins
  • Foto de Atins
  • Foto de Lagoa Verde
  • Foto de Lagoa Verde
Waypoint
  • Foto de Queimada dos Britos
Waypoint
  • Foto de Duna
  • Foto de Duna
Waypoint
  • Foto de Lagoa e Duna
  • Foto de Lagoa e Duna
Waypoint
  • Foto de Fim Lençóis
Waypoint
  • Foto de Santo Amaro do Maranhão
Waypoint
  • Foto de Queimada dos Paulo
WAYPOINT 21

11 comentários

  • Foto de Anderson Mola

    Anderson Mola 13/fev/2017

    Caro amigo, há alguma parte desta trilha que necessita nadar ou atravessar cursos dágua de mais de 1,5m a pé? Obrigado.

  • Foto de Trek Mundi

    Trek Mundi 13/fev/2017

    Olá Anderson!! Não é necessário nem entrar na água se você não quiser! Eu fui no período de seca, então se você for na cheia, você terá que andar mais para contornar as lagoas. Na seca algumas lagoas são perenes e outras não, então só tivemos que contornar algumas delas. Aproveite!

  • Foto de afonso.lenzi

    afonso.lenzi 28/fev/2017

    Olá Victor parabéns pelo relato, gostaria de saber se é possível acampar ao longo da travessia.

  • Foto de Trek Mundi

    Trek Mundi 14/mar/2017

    Olá Afonso! No meio dos Lençóis há 2 oásis com estrutura para turistas. É possível acampar na areia, eu só não sei se é permitido. Vi relatos de pessoas acampando nas dunas, mas eu não vejo necessidade, visto que você dorme em redes nos oásis. Um abraço

  • Foto de Edvander Nepomuceno

    Edvander Nepomuceno 20/jun/2017

    Olá, Victor! Obrigado por disponibilizar sua a trilha!

    Como você fez com água doce para cozinhar, tomar, etc. (Ainda não estudei nada sobre o local, então não sei de nada mesmo)

  • Foto de Edvander Nepomuceno

    Edvander Nepomuceno 20/jun/2017

    Lendo o seu relato, parece que a água não é um grande problema, certo?

  • Foto de Trek Mundi

    Trek Mundi 21/jun/2017

    Olá Edvander. Se você não ver problema em tomar a água das lagoas, então não faltará água para ti. Se não estiver confortável leve algum purificador como clor-in. Abs

  • Foto de Edvander Nepomuceno

    Edvander Nepomuceno 21/jun/2017

    Como disse, ainda não estudei nada sobre os Lençóis. Não sabia que a água era doce. kkkkkkkkkkk para mim era salgada, do mar. kkkkkkkkkk
    Um clorin resolve isso!
    Obrigado, Trek Mundi!

  • Foto de Trek Mundi

    Trek Mundi 22/jun/2017

    Salve Edvander!

  • Foto de Peguem una volta?

    Peguem una volta? 8/dez/2017

    Que legal! Eu estou pensando en fazer a trilha no final de dezembro, mas tenho algumas dúvidas. É possivel fazer a travessia sem guia? ou existem perigos ocultos como areias movediças? Como eu vou na seca, conhecen algum track com as lagoas perenes marcadas? Por último, qual é o valor para pernoitar na rede e para o jantar nesses locais dos oasis?
    Muito obrigado!

  • Foto de Trek Mundi

    Trek Mundi 11/mai/2018

    Hey, você! Mil desculpas pela demora. Já conversamos por instagram :) Fica aqui a informação pra quem precisar. É possível fazer sem guia sim, só que é obrigatório GPS ou um app de GPS no celular.

    As areias movediças não são perigosas. As que vi só afundavam até o joelho e era até divertido. Não sei como é na época de chuvas.

    E não conheço track com lagoas perenes não. Inclusive o track é só uma orientação, porque a posição das dunas vive mudando. Os pontos com os oásis são os mais importantes

    Um abraço

You can or this trail