Hora  7 horas 35 minutos

Coordenadas 3201

Enviada em 16 de Julho de 2017

Registrada em Julho 2017

  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
-
-
1.689 m
1.056 m
0
4,7
9,5
18,9 km

Visualizado 4304 vezes, baixado 292 vezes

perto de Riacho Fundo, Minas Gerais (Brazil)

Circuito realizado nos arredores do povoado de Lapinha da Serra, passando pelos cumes do Pico do Breu e Pico da Lapinha ou do Cruzeiro. A trilha foi realizada no sentido anti-horário, mas também pode ser feita no sentido inverso sem problemas (no caso do sentido proposto o melhor fica para o final e as partes mais complicadas são vencidas logo cedo).

COMO CHEGAR:
Lapinha da Serra é um povoado pertencente a Santana do Riacho e dista 13km da sede. Em relação a Belo Horizonte, a distância é de aproximadamente 135km. O acesso principal desde a capital é via rodovia MG-010 até a Serra do Cipó. Após cruzar a ponte sobre o rio Cipó, é preciso entrar à esquerda na primeira rotatória, sentido Santana do Riacho. Os 13km finais é por estrada de terra em condições medianas, normalmente com muitas costelas de vaca. O traçado possui fortes aclives e declives, além de ser sinuosos e estreito em alguns pontos. É preciso ter atenção.

De ônibus, a empresa Saritur faz o trecho BH x Santana do Riacho com ônibus diários. Para o deslocamento até o povoado é preciso contratar algum serviço, conseguir alguma carona ou ir a pé, já que não há transporte regular para a região.

A TRILHA:
Saindo da parte central do povoado, onde estão as capelinhas, deve-se tomar o sentido para as cachoeiras locais. A primeira parte do trajeto é o mesmo da tradicional travessia Lapinha x Tabuleiro. Segue-se, a princípio, margeando a Lagoa da Lapinha em terreno praticamente plano. Após a segunda porteira é preciso tomar à esquerda e começar a subir a serra. A subida é bem puxada em algumas partes, com verdadeiros degraus, e estende-se por cerca de 2km. Do alto se tem uma bela visão da lagoa, do córrego Mata-Capim e suas curvas, além do Pico da Lapinha/Cruzeiro.

Após a virada da serra, começa um curto trecho de descida por campos rupestres, rapidamente chegamos aos campos de altitude e às nascentes dos afluentes do Mata-Capim, que formam a Cachoeira do Lajeado. Segue-se pela trilha tradicional até próximo à mata ciliar que envolve o córrego da Cachoeira do Lajeado. Próximo ao muro de pedras é preciso tomar o rumo norte para o primeiro desafio do dia: uma subida íngreme e sem trilha definida. O desnível é de cerca de 150 metros até o relevo estabilizar.

Quando a subida ameniza, contorna-se o cume deste morro pela direita. de forma que é possível avistar uma trilha suja adiante. O trilho segue entre campos rupestres e de altitude até cruzar uma drenagem, com pouca água. Neste ponto é preciso ignorar a continuação da trilha suja e seguir descendo o terreno, em direção ao fundo do vale. Este é um ponto um pouco complicado da rota, de toda forma é preciso cruzar este afluente do Mata-Capim e continuar do outro lado. Como se não bastante a ausência de trilhas, próximo a mata ciliar que envolve o córrego há uma nascente e um capim bem verde que forra o chão, de forma que não é possível ver se tem buraco ou se é terra firme. A drenagem, embora estreita é funda em relação ao solo, assim também não é possível cruzar o córrego em qualquer ponto.

Cruzado o córrego, as coisas facilitam. Segue-se sentido norte-nordeste pelos afloramentos rochosos até um ponto em que é preciso "escalaminhar" um paredão à direita. Após a parede basta seguir no sentido norte-noroeste pelos afloramentos rochosos, o que facilita a andada.

O Pico do Breu vai se aproximando e alguns rastros de trilha vão aparecendo, já que este trecho é feito pelos montanhistas que optam pela travessia Lapinha x Tabuleiro via Breu. Depois de cruzar uma drenagem, sem água corrente, é possível observar uma estaca com a ponta pintada de azul e os restos de uma antiga cerca. Contorna-se o Pico do Breu pela esquerda até encontrar o ponto por onde é feita a subida.

A subida do Pico do Breu é bastante exposta, com alguns trechos íngremes e outros estreitos. A trilha não é batida e possui muitas erradas, então é preciso ter uma boa leitura do terreno. Se está ficando difícil/perigoso demais, é porque o caminho está errado. Vencida a parede, basta caminhar em um terreno de pouca inclinação até a parte mais alta do cume.

Segundo IBGE, o Pico do Breu possui 1.687m de elevação, leitura não confirmada. Do alto é possível ter uma boa visão do vale do Rio Parauninha, das cabeceiras do Rio das Pedras, dos outros picos da região, etc.

Após o ataque ao Breu, segue-se em direção ao Pico da Lapinha, deste ponto em diante há trilha definida e boa sinalização (estacas azuis). O terreno é o mesmo, ora campos rupestres, ora campos de altitude, com algumas drenagens e nascentes pelo caminho.

Com as melhorias na trilha entre o povoado e os picos, o ataque ao Pico da Lapinha é feito por uma trilha ladeia todo o pico e sobe pela face sul. No trecho final, o caminho é indicado por estacas vermelhas. Na minha opinião essa subida é muito mais exposta que a trilha "original", já que a escalaminhada que antecede a chegada ao topo é muito vertical e exposta.

Segundo dados coletados pelo GPS, o Pico da Lapinha possui 1.585m de elevação. Do alto se tem uma bela visão da região, em todas as direções. A descida do pico foi feita pela face norte, um caminho bem inclinado e com muito cascalho, mas sem escalaminhadas. Ignorei as trilhas que seguem à esquerda, que era o caminho antigo, mas que estão fechadas para proteção da nascente de um afluente do Córrego da Lapinha.

Depois de dar a volta na nascente, chega-se ao rancho, uma espécie de abrigo de montanha que foi reformado após as melhorias na trilha. A primeira parte da descida em direção ao povoado é tranquila, com pequena inclinação. Quando a trilha dá uma guinada para o sul o declive vai ficando mais puxado, com alguns trechos em degraus, onde não se sabe se é trilha ou drenagem. Próximo a Cachoeira do Paraíso a trilha estabiliza e, logo após cruzar o córrego, torna a ficar bem íngreme.

Optei por descer acompanhando os canos, assim é possível chegar a uma cachoeira com pequeno poço e avistar o início da trilha para a Cachoeira do Rapel. A descida é bem puxada em alguns pontos, com degraus altos, onde é preciso sentar para conseguir descer sem pular. Próximo a "portaria" a declive vai estabilizando gradualmente.

Como cheguei à portaria depois das 17h, não havia ninguém por lá. Ninguém para uma possível cobrança também. Depois de passar pela portaria reencontrei o caminho por onde havia passado pela manhã e finalizei a rota.

CONSIDERAÇÕES:
> Caminhada de nível moderado para experientes. Para iniciantes pode ser uma jornada difícil a muito difícil, principalmente pelo trecho sem trilha definida, pelas escalaminhadas e distância a ser percorrida;

> Recomendo fazer no sentido anti-horário, como o proposto, desta forma a parte mais difícil é vencida no começo. Como os picos costumam amanhecer encobertos, também é uma oportunidade pro tempo abrir até chegar lá. Há mais disponibilidade de água no trecho final da rota, desta forma não é preciso carregar muita água. Por fim, ainda é possível encerrar a caminhada com um banho na Cachoeira do Rapel ou na sua "vizinha".

> Ideal que o montanhista tenha uma boa leitura de terreno, principalmente na subida do muro de pedras, na travessia do afluente do Mata-Capim e no ataque ao Pico do Breu;

> O ataque ao Pico do Breu começa vencendo o paredão da sua face oeste. Não há uma trilha clara para orientar aqueles que estão subindo pela primeira vez, então leve em consideração o seguinte: se está ficando muito perigoso ou inclinado, você está no caminho errado;

> O ataque ao Pico da Lapinha pela face sul tem em seu trecho final uma subida MUITO exposta, creio ser um erro dos que colocaram a sinalização indicar a subida por este lado, já que a trilha pela face norte é mais tranquila. Recomendo a subida pela face norte, mas se quiser emoção vai na parte sul mesmo, que conta com uma bela visão da represa;

> Atente-se para o horário, embora o trecho final seja batido, não é fácil encarar os degraus da descida noite adentro. Por via das dúvidas, leve lanterna.

> Pouca disponibilidade de água pela rota, principalmente nos trechos mais elevados. Água com maior abundância no trecho entre o Pico da Lapinha e o povoado.

> Não há sinal de celular pela rota, pelo menos da TIM. Testei o aparelho nos picos.
Queda d'água

Cachoeira

Interseção

Porteira seguir à direita

Waypoint

Portaria para Cachoeira e Picos

Interseção

Porteira após tomar à esquerda

Direita para Lajeado
Fonte

Água

Local religioso

Capelinha

Waypoint

Porteira fim da subida pesada

Rio

Nascente

Waypoint

Antes de chegar ao córrego tomar sentido norte

Risco

Subida pesada e sem trilha

Waypoint

Seguir à direita ignorar trilha suja à esquerda

Rio

Atravessar córrego capim alto

Waypoint

Subir à direita

Waypoint

Drenagem

Waypoint

Ataque ao Pico do Breu

Pico

Pico do Breu

Waypoint

Drenagem

Rio

Nascente

Interseção

Seguir à esquerda

Interseção

Bifurcação: esquerda Pico; direita Lapinha

Waypoint

Sair à direita marcos vermelhos

Pico

Pico da Lapinha ou Cruzeiro

Interseção

Seguir à direita, esquerda trilha fechada

Abrigo de montanha gratuito

Rancho

Fonte

Água

Fonte

Afluente Córrego da Lapinha

Panorama

Face leste Pico da Lapinha

WAYPOINT 27
Waypoint

Subida puxada

WAYPOINT 28
Queda d'água

Topo Cachoeira do Rapel

WAYPOINT 29
Interseção

Na ida seguir à direita

WAYPOINT 30
Waypoint

Lapinha da Serra

Santana do Riacho-MG

17 comentários

  • Foto de Leonardo Bispo

    Leonardo Bispo 7/ago/2017

    Bom dia Hélio, tudo bem?
    Já fiz algumas trilhas que você postou e sempre ótimas e perfeitas.
    Parabéns pelas fotos, estão lindas...

    Pretendo fazer essa trilha nesse fds... Devo acampar lá e sair bem cedo pra caminhar.
    Alguma sugestão ou observação?

  • Foto de Hélio Jr

    Hélio Jr 9/ago/2017

    Tudo certo, Leonardo!
    Quando tá tudo bem detalhado fica até mais fácil na hora de ir a campo. rs

    Cara, é mais ou menos tudo que coloquei aí na descrição, acho que não faltou nada. Se tiver faltando, depois vc passa seu feedback, que sempre é bom!

    Se você fizer no sentido anti-horário, não se prenda ao tracklog na hora de subir a serra (ponto em que vc deixa de seguir pela trilha Lapinha x Tabuleiro). Vá lendo o terrendo e escolhendo os melhores pontos de passagem. Quando a subida der uma estabilizada vc pode dar uma conferida no caminho, porque tem uma trilha suja por ali e é melhor caminhar por ela do que ir varando mata do começo ao fim rs. Boa caminhada!

  • Foto de Leonardo Bispo

    Leonardo Bispo 14/ago/2017

    Eu fiz esta trilha  Ver mais

    Trilha perfeita em relação ao caminho....
    FIz no sentido anti-horário conforme sugerido, achei melhor também.
    A parte complicada da trilha é o inicio da subida até o pico du Breu, já que praticamente não existe trilha, após chegar ao pico du Breu até o fim a trilha já é bem demarcada. Fiz essa trilha dia 12/08/2017, e estava tudo muito seco, pouquissima água pelo caminho. Eu levei apenas um litro e só reabasteci no ponto de apoio que é bem no final da trilha.

  • Foto de Hélio Jr

    Hélio Jr 14/ago/2017

    Leonardo Bispo,
    obrigado pelo feedback! Espero que o tempo tenha contribuído com sua caminhada! Realmente a disponibilidade de água na rota é pequena, por isso é até melhor fazer no sentido proposto. Fazendo no sentido horário o caminhante só terá água nos momentos iniciais, onde geralmente as garrafas estarão cheias. Abraço!

  • Foto de moialc12102

    moialc12102 19/out/2017

    Hélio Tudo Bem ? Sabe se é possível e permitido acampar no pico da lapinha? /outdoor-trails/lapinha-da-serra-circuito-pico-do-breu-e-da-lapinha-18676190#wp-18676212

  • Foto de Hélio Jr

    Hélio Jr 19/out/2017

    moialc12102, não sei te informar, não vi nenhuma informação sobre. de qualquer forma, é uma área bem rochosa, ruim para acampar. o melhor seria acampar na base, num campo à leste-nordeste do pico /outdoor-trails/lapinha-da-serra-circuito-pico-do-breu-e-da-lapinha-18676190#wp-18676212

  • Foto de moialc12102

    moialc12102 20/out/2017

    Ok. Obrigado. /outdoor-trails/lapinha-da-serra-circuito-pico-do-breu-e-da-lapinha-18676190#wp-18676212

  • Foto de Si_Breathe

    Si_Breathe 21/jan/2019

    Eu fiz esta trilha  verificado  Ver mais

    Fizemos o ataque ao pico seguindo a trilha no sentido horário, ou seja a segunda metade foi em terreno difícil, apenas com a água que levamos e sol da tarde. Vale muito a pena conhecer o local. Mas para quem preferir facilitar um pouco siga o Helio Jr, faça no sentido antehorário. Fizemos em 20/01/2019 estavam cobrando R$25 por pessoa para entrar na área de acesso ao pico.

  • Foto de ALEXANDRE Polar

    ALEXANDRE Polar 26/ago/2020

    Rapaz...já subi o pico do Breu certa vez com uma equipe mas ao fazer pela segunda vez, achei muito exposta. Pela face leste não há uma maneira menos perigosa?

  • Foto de Hélio Jr

    Hélio Jr 26/ago/2020

    ALEXANDRE Polar, pela face leste conheço somente o caminho que vem do rio Parauninha, não sei se teria como contornar o pico para acessá-lo, estando na face oeste.

  • Foto de Otávio Aguiar

    Otávio Aguiar 1/set/2020

    Bom dia Hélio! Você sabe me dizer se para acessar a trilha é necessário passar por alguma portaria? Ou se tem algum controle da trilha por alguma entidade (parque ou fazenda)?

  • Foto de Hélio Jr

    Hélio Jr 1/set/2020

    Otávio, se você fizer a caminhada no sentido proposto (anti-horário), passará na portaria para o Pico do Breu no fim da caminhada. O trecho inicial pega parte da trilha Lapinha x Tabuleiro, até onde sei não tem controle de acesso.

  • Foto de Otávio Aguiar

    Otávio Aguiar 1/set/2020

    Ah sim bacana, é porque eu estou receoso quanto a restrição de circulação por causa da Pandemia.

  • Foto de Hélio Jr

    Hélio Jr 1/set/2020

    Otávio, teria que verificar se a região da Lapinha já reabriu os atrativos turísticos. Caso contrário você não conseguiria acessar a trilha.

  • Foto de Chico cerrado987598548

    Chico cerrado987598548 1/dez/2020

    Eu fiz esta trilha  Ver mais

    Olá Hélio como sempre suas dicas são incríveis, só acrescentar que se seguir a trilha tradicional logo após o morro do Cruzeiro pegando a trilha mais a esquerda, vc verá um curral velho com uma casinha de roça cruzando um riacho tem uma trilha que sai no breu, ela é mais tranquila. Abracos

  • Foto de Luis Adriana

    Luis Adriana 5/jan/2021

    História interessante de um velho nativo da Lapinha. Diz ele que o Pico do Breu se chamava Lapinha e o Pico da Lapinha é na verdade o Pico do Breu. Porque? Porque no Pico que se avista da Lapinha da Serra se encontra o Breu, resina natural de onde se extrai a terebintina. No Pico do Breu não há Breu. Há Breu somente no Pico da Lapinha.

  • Foto de juniornmf

    juniornmf 3/mar/2021

    Eu fiz esta trilha  verificado  Ver mais

    Como é um trajeto que está com pouco transito de pessoas, a maior dificuldade foi seguir a marcação no tracklog, visto que em várias partes a demarcação da trilha já se foi. Só na parte inicial até pouco depois da santinha e a parte do Pico do Breu para o Pico da Lapinha é que existe uma boa referência do caminho......mas a orientação pelo track foi ótima. Me perdi do trajeto algumas vezes, mas com paciência e alguma noção de navegação é possível realizar a trilha sem maiores problemas.
    Cenário lindíssimo e bem preservado, já que não é uma rota famosa e caminhada.

Você pode ou esta trilha