Horas  4 horas 50 minutos

Coordenadas 1500

Uploaded 27 de Junho de 2013

Recorded Junho 2013

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.306 m
936 m
0
3,3
6,5
13,09 km

Visualizado 3997 vezes, baixado 254 vezes

próximo a San Martín de Castañeda, Castilla y León (España)

DESCRIÇÃO, FOTOGRAFIAS/VÍDEO, DESTE E DE OUTROS PERCURSOS EM: www.100atalhos.com
http://www.facebook.com/100atalhos
--
[PERCURSO NÃO SINALIZADO]

O Parque Natural do Lago de Sanábria, criado em 1978, situa-se no extremo noroeste da Província de Zamora, no limite com a Galiza e Portugal, bem perto do Parque Natural do Montezinho. Abrange uma paisagem que foi modelada pela acção dos glaciares da Era Qua-ternária. Desde os seus altos cumes (Peña Tre-vinca - 2124m) desprenderam-se várias línguas glaciáricas de impressionante tamanho que ao retroceder, deixaram a descoberto profundos vales em U, moreias e um importante conjunto de lagos. De entre eles destaca-se o Lago de Sanabria. Com uma área de superfície de 368 ha, é o maior lago glaciar da Península Ibérica.

Depois de passarmos a noite no Parque de Campismo “El Folgoso”, iniciámos bem cedo o percurso junto à praia com o mesmo nome do parque, seguindo em direção a San Martín de Castañeda. Nesta povoação encontra-se o mosteiro de Santa Maria, local onde está instalado o Centro de interpretação do lago de Sanabria.
Seguimos pela “Senda de los Monjes”, que liga a povoação de San Martín de Castañeda, à aldeia de Ribadelago(Velho), tragicamente destruída pelo rebentamento da barragem de Vega de Tera, em 9 de Janeiro de 1959.

Para quem não conhece, fica aqui o resumo desse horrível acontecimento:

“Construída entre 1954 e 1956, a barragem de Vega de Tera, com 200 metros de comprimento e 33 de altura, foi inaugurada por Francisco Franco em 25 de Setembro de 1956. Esta barragem teve uma vida curtíssima: em 1959, fortes chuvas e temperaturas extremas (-18 °C) abateram-se sobre a Serra de Peña Trevinca. Estas condições, aliadas à muita água acumulada na albufeira da barragem, levaram a que uma brecha de 70 metros de comprimento e 30 de altura se abrisse, deixando que uma torrente de 8 mil milhões de litros de água se abatessem pelo desfiladeiro do rio Tera. Os oito quilómetros do desfiladeiro foram ultrapassados pela água, lama, rochas e árvores da torrente em 20 minutos. Pelo caminho, a aldeia de Ribadelago foi apanhada desprevenida, resultando da imensa torrente a destruição de 145 das 170 habitações que existiam, e a morte de 144 habitantes que não conseguiram refugiar-se em pontos altos. A corrente chegou a atingir nove metros de altura.

Apenas 28 corpos foram resgatados, os restantes desapareceram para sempre no fundo do Lago de Sanábria, onde a imensa torrente desembocou logo a seguir à destruição de Ribadelago.

A aldeia foi reconstruída, sendo hoje bem visíveis testemunhos da noite fatídica: ruínas de casas e da igreja matriz, a par da estrutura da barragem, a montante, no silêncio da serra.”

Fonte: Wikipedia

Continuámos o percurso em direção a Ribadelago (nova), a partir desta povoação o percurso é feito por estrada passando por várias praias até chegar ao ponto de partida.

View more external

Campanario da Igreja de Ribadelago Viejo
Parque de Campismo
Inicio - Trilho dos Monjes
Mosteiro de Santa Maria (San Martín de Castañeda)
Praia "La Viquiella"
Praia do Folgoso
Praia Larga
Ponte
Ponte - Rio Tera
Ruinas de Ribadellago Viejo
Rio Tera

2 comentários

  • doctoraherma 9/ago/2014

    La ruta en su inicio es bonita, con un trozo por asfalto que es pasable, pero el final es pura carretera; cuando la hice nos dimos cuenta al final que parece que hay una ruta alternativa que permite evitar el trozo de carretera...Cuidado aquellos que vayais con perro porque nos llevamos un susto con un mastín que anda suelto a mitad de camino

  • Foto de mtarragon

    mtarragon 5/jun/2015

    I have followed this trail  View more

    Fantástica ruta!

You can or this trail