Horas  5 horas 16 minutos

Coordenadas 879

Uploaded 6 de Setembro de 2013

Recorded Novembro 2012

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
974 m
849 m
0
2,3
4,6
9,27 km

Visualizado 6011 vezes, baixado 123 vezes

próximo a Sítio Agenor R. de Barros, Paraná (Brazil)

Trilha de acesso à área que também chamamos como "Descampado de Banhado" por se tratar de uma grande área de campos em meio à cobertura vegetal de mata atlântica existente no sopé da Serra do Marumbi e cuja entrada parte de uma clareira ao lado dos trilhos da ferrovia Paranaguá-Curitiba, junto ao marco do seu Km 75.

Esta improvável área de campos no meio da mata atlântica (invernada) seria, de acordo com as informações históricas, uma provável conexão entre dois antigos caminhos coloniais existentes no Paraná - o caminho do Itupava e o caminho do Arraial, dois trajetos oficiais que partiam do litoral para o primeiro planalto paranaense. A Invernada seria, como se pode ler livro do historiador Estrella Moreira, um ponto de descanso e reunião de tropas no caminho de "desvio" feito pelos tropeiros para fugir dos pedágios então existentes naqueles caminhos oficiais do Brasil colônia, então pouco controlados.

Apesar da região fazer parte de área de preservação ambiental permanente, é frequente a presença de caçadores, como costumam evidenciar restos de caça e lixo ao longo da trilha, bem como armadilhas e materiais diversos apreendidos na área.

Com o compartilhamento dessa tracklog espera-se que mais pessoas conscientes frequentem a região, o que passará naturalmente a afugentar dali os caçadores que vêm poluindo e explorando indevidamente a área.

As fontes de água são abundantes nas proximidades, pois durante o percurso cruzam-se diversos rios, em especial o Ipiranga e o Ipiranguinha, em alguns locais sobre troncos que acabam servindo de ponte. Atenção a restos de animais mortos por caçadores na área, pois já foram encontrados locais de "limpeza" de carcaças nas margens destes córregos. Recomenda-se a filtragem e tratamento da água para consumo humano.

É um belo lugar, com tempo bom, para apreciar a Serra do Marumbi.

A trilha em si não apresenta grandes dificuldades técnicas apesar de não haver qualquer sinalização indicativa, e a vegetação se apresentar mais fechada em alguns poucos trechos, sendo o caminho geralmente bem perceptível. A inclinação leve a moderada em alguns pontos. Atribuímos o nível de dificuldade "moderado" em razão da existência do trecho inicial de "ferrotrekking" (caminhada sobre os trilhos da ferrovia - que exige atenção às composições e ao próprio ritmo de caminhada, peculiar nestas situações), desde a estação Roça Nova (passando pelo maior túnel da ferrovia Paranaguá-Curitiba) até o marco do Km 75, ou seja, numa distância de aproximadamente 6 Km até o início da trilha e também em razão da maior dificuldade que o percurso pode apresentar em dias chuvosos, quando tudo fica mais liso e os rios, mais cheios. Há também dois pontos onde a travessia do rio é feita sobre troncos caídos, usados como pontes improvisadas e que podem apresentar risco de quedas.

Como opcional sugere-se uma visita à antiga estação ferroviária de Banhado, seguindo pelos trilhos após o Marco do Km 75, um local histórico para quem frequentou a Serra do Mar paranaense no passado, patrimônio que encontra-se quase inteiramente abandonado.

PRATIQUE O MÍNIMO IMPACTO:

Respeite o ambiente natural. Quando estiver lá, você é o responsável pela conservação da área, assim como pela sua própria segurança.

- TRAGA TODO O SEU LIXO com você;
- DEFEQUE LONGE de cursos d'água (pelo menos a 50m ou mais de distância) e fora das trilhas, enterrando seus dejetos e preferencialmente trazendo de volta consigo o papel higiênico usado;
- RESPEITE os animais, os demais trilheiros com quem eventualmente cruzar pelo caminho;
- NÃO FAÇA FOGUEIRAS, pois além de ser área de preservação ambiental tombada é uma área frágil, especialmente após períodos de geada ou frio intenso, quando o capim e a vegetação rala da área de campos tornam-se suscetíveis de incêndio com muita facilidade;
- A CAÇA É PROIBIDA. A área é patrulhada frequentemente pela Polícia Militar Ambiental. Se for flagrado montando armadilhas ou caçando, qualquer que seja a técnica empregada, seu equipamento será apreendido e você pode ser preso em flagrante por crime ambiental, além de ficar sujeito a multas. Na região foram instaladas câmeras para monitoramento da fauna (acionamento por sensores termais de movimento) para pesquisa e coibir ações criminosas. Caçadores já foram identificados e medidas legais já foram tomadas contra eles com o uso destes equipamentos.
- CUIDADO com ofídios e insetos, muito abundantes na região, especialmente nas estações da primavera e verão. Olhe bem onde pisa, se senta ou se segura. Recomendo o uso de polainas anti cobra nesta trilha nas estações mencionadas, por existirem trechos de vegetação alta que prejudicam a visibilidade de onde se pisa.

View more external

Clareira Atenção: local frequentado por caçadores. Vestígios de caça e fogueira sempre presentes.
Mirante com vista da Chaminé da represa Cayguava a partir dos Trilhos da Ferrovia
Descampado, também conhecido como "Invernada da Serra" ou "Invernadinha da Serra". Objetivo final da trip
Indicação, marco do Km 75 Aqui se sai dos trilhos e segue-se a trilha que inicia no final da clareira ao lado dos trilhos.
Antiga Estação Ferroviária Banhado Atualmente desativada, funciona como posto avançado de manutenção da ferrovia pela empresa concessionária.
Estação Ferroviária de Roça Nova, atualmente desativada. O prédio histórico hoje é propriedade particular, do Sr. Ari Portugal, dono da Cave Colinas de Pedra. Mantém no prédio da antiga estação um restaurante turístico.
Morrote da Chaminé, também conhecido como Morro do Careca, ou Morro Careca. Ponto estratégico para observação da represa e da Chaminé do Cayguava a partir de cima. A trilha não passa necessariamente por este cume, é um ponto de interesse secundário no contexto da trilha aqui apresentada.

10 comentários

  • Foto de Joao Paulo Gonçalves

    Joao Paulo Gonçalves 16/jul/2016

    Bom trabalho, fazer fogueira em uma APA. ZzZZZZzzZZZZ https://pt.wikiloc.com/trilhas-outdoor/invernada-da-serra-5191503#wp-5191504/photo-2690866

  • Foto de Thiago Rempel

    Thiago Rempel 4/jul/2017

    Parabéns pela trilha, muito interessante, Vou fazer um dia desses.
    A duração de ida e volta seria quanto tempo aproximadamente? Obrigado

  • Pazinatto 14/jul/2017

    Boa tarde Getulio! Pra chegar ao inicio dessa trilha, vc foi pelo Itupava?

  • Foto de gvogetta

    gvogetta 16/nov/2017

    Olá pessoal!
    Respondendo às dúvidas:
    Thiago, o trajeto (ida e volta) dura em torno de 8h em condições de tempo normais, em ritmo médio.
    Pazinatto, se você observar a tracklog verá que o início da trilha se deu na Estação Roça Nova, em Piraquara, acessível de carro ou bike. É possível também derivar pelo Itupava, a pé, daí passando obrigatoriamente pela Estação Roça Nova, percurso mais longo daí, que a meu ver já fica meio pesado para um bate e volta.

  • Foto de gvogetta

    gvogetta 4/dez/2017

    Novamente na região neste FDS. Feliz em encontrar, pela primeira vez em mais de 5 anos, mais pessoas caminhando lá, e não caçando ou fazendo estrago.

  • Foto de BrennoLiz

    BrennoLiz 4/dez/2017

    I have followed this trail  View more

    O começo do trekking é um tanto enfadonho, por se dar sobre os trilhos da antiga estrada de ferro, mas depois do Marco 75 a trilha na mata e o lugar surreal compensam!

  • Foto de gvogetta

    gvogetta 13/dez/2017

    E teve gente que conseguiu se perder por lá, mesmo com GPS... Então, tomem cuidado!

  • Foto de TanMarie

    TanMarie 23/abr/2018

    I have followed this trail  View more

    Olá Mestre Getúlio!
    Fizemos neste fim de semana o caminho! Um bom treino para a prática de navegação terrestre, mas senti que preciso comprar um GPS de trilha, pois o celular perdeu sinal várias vezes, o que ali até não foi problema pois a trilha está razoavelmente marcada.
    Bem interessante o lugar, realmente surpreendente encontrar um descampado desses naquela região. Encontramos também restos de caçadores, com vestígios de acampamento, fogueiras, lixo e algumas ossadas, bem o que você falou.. Fui com um amigo aqui de Sampa que é biólogo e ficou fascinado, muitos pássaros e 3 cobras enormes, sendo uma coral com anéis alaranjados. Nunca tinha visto uma. Muito show!

  • Foto de TanMarie

    TanMarie 23/abr/2018

    @JoãoPauloGonçalves : sem gracinhas, as fogueiras a que você se refere (primeiro post acima) nunca teriam sido feitas pelo Getúlio ou pessoal que anda com ele.. Quem o conhece sabe que ele não age desta forma. Aquela área, infelizmente é muito frequentada por caçadores.

  • Foto de gvogetta

    gvogetta 25/abr/2018

    Olá Tannia! Grato pelos comentários. Bom saber que estiveram lá. Deram uma pernada boa na região, pelos comentários seus em outras trilhas.
    Precisamos frequentar mais este local, "ocupar" estes espaços com gente de bem, como você, para coibir ações criminosas como as de caçadores naquela região. A PM Ambiental tem andado ali, mas ainda é pouco, porque os caçadores andam muito atentos à presença ostensiva da PM e se escondem.
    Nem tinha dado bola pro comentário que você mencionou acima, do João Paulo, que pela indignação manifestada deve ser dos "nossos". Realmente as fogueiras que aparecem nas fotos não foram nossas, mas encontradas em áreas de acampamentos de caçadores que cruzamos. Inclusive encontramos nesta ocasião diversas carcaças de animais abatidos e restos de armadilhas. Dito isso, o que temos feito, além de andar com frequência na região, é monitorar a área, inclusive com o uso de câmeras "armadilha" camufladas, daquelas usadas para captar imagens de fauna, que nos fornecem imagens de pessoas avistadas, nos permitindo reportar às autoridades atitudes ou pessoal suspeito.
    Abraço!

You can or this trail