Coordenadas 1594

Uploaded 14 de Fevereiro de 2018

Recorded Fevereiro 2018

-
-
791 m
30 m
0
9,7
19
38,87 km

Visualizado 573 vezes, baixado 21 vezes

próximo a Arga de Cima, Viana do Castelo (Portugal)

Prosseguimos a nossa Grande Rota de Montanha do Alto Minho, atravessando agora o concelho de Ponte de Lima.
O contacto com as comunidades rurais continua, assim como as suas manifestações de arquitectura religiosa (igrejas, capelas, alminhas e cruzeiros) e a suas actividades de agricultura de minifúndio e de criação de gado.
O carácter montanhoso da paisagem mantém-se num tom suave, oferecendo-nos algumas perspectivas desafogadas sobre os vales das bacias hidrogáficas do Rio Coura (que corre a norte, para o Rio Minho) e do Rio Estorãos, Rio Labruja e Rio Vez (afluentes do Rio Lima).

A Câmara Municipal de Ponte de Lima faz a apresentação deste trilho de Grande Rota no seu site de promoção turística, designando-o por Grande Rota de Montanha. Além da habitual descrição é incluído um mapa que mostra o traçado de uma forma muito genérica. Estes elementos podem cumprir as funções de apresentação e promoção desta Grande Rota, mas como têm pouco detalhe, valem pouco como apoio à orientação ao longo do percurso.

O trilho completo que aqui está em causa é a Grande Rota de Montanha do Alto Minho, que percorre os concelhos de Caminha, Ponte de Lima, Arcos de Valdevez e Ponte da Barca de forma ininterrupta desde o Oceano Atlântico (no Parque de Campismo do Camarido, em Caminha) até ao Parque de Campismo de Entre Ambos-os-Rios. É composto por 4 trilhos de Grande Rota distintos, em que cada um corresponde ao troço que atravessa o respectivo concelho, ou seja:
- A Grande Rota de Montanha do Alto Minho - Caminha. Inicia-se no Parque de Campismo do Camarido, junto ao Oceano Atlântico e à foz do Rio Minho, bem perto de Caminha. Termina nas ruínas da Casa do Guarda Florestal do Alto do Cavalinho.
- A Grande Rota de Montanha do Alto Minho - Ponte de Lima. Inicia-se nas ruínas da Casa do Guarda Florestal do Alto do Cavalinho. Termina na Antela da Cruz Vermelha.
- A GR2 AVV - Grande Rota de Montanha do Alto Minho - Arcos de Valdevez. Inicia-se na Antela da Cruz Vermelha. Termina no paredão da Barragem do Lindoso. A sinalética implementada no terreno e a documentação de apresentação atribuem-lhe diferentes designações: GR2 Grande Rota Inter Municipal do Alto Minho; GR Grande Rota de Montanha do Alto Minho; GR Grande Rota Inter Municipal; GR2 Inter Municipal - Arcos de Valdevez Norte.
- A GR1 PTB - Grande Rota de Montanha do Alto Minho - Ponte da Barca. Inicia-se no paredão da Barragem do Lindoso. Termina no Parque de Campismo de Entre Ambos-os-Rios. Apenas encontrei as marcações no próprio terreno, com a designação GR1 PTB.


No que diz respeito a este troço de Ponte de Lima, o traçado desta Grande Rota sobrepõe-se a um pequeno troço do PR3 PTL - Trilho do Lobo Atlântico entre os km 0,0 e 2,1, ou seja, desde o ponto de início (na Casa do Guarda Florestal do alto do Cavalinho) até à Capela de Santa Rufina (no Cerquido).
O PR9 PTL - Percurso do Cerquido - Da Veiga à Serra (PR IX) é um percurso linear que tem no Cerquido um dos seus pontos terminais, a cerca de 300 metros da Capela de Santa Rufina.

Uma outra nota para o cruzamento desta Grande Rota com o Caminho de Santiago, ao km 21,4, na freguesia de Labruja.


O percurso percorre as freguesias do norte do concelho de Ponte de Lima, nomeadamente: Estorãos, Cabração, Labruja, Rendufe, Labrujó e Vilar do Monte.

O trilho está sinalizado, mas vamos encontrar sempre situações em que as marcações são deficientes ou não existem de todo em vários cruzamentos ou entroncamentos. Os trabalhos agrícolas ou florestais são um factor de degradação da sinalização, com as marcações existentes em pedras ou árvores a serem removidas pelos mesmos. É conveniente dispor de GPS para apoio à orientação.
Os caminhos são, em boa parte, feitos por caminhos florestais ou rurais e não encontramos quaisquer dificuldades de progressão. A única excepção que tive que enfrentar foi no troço que segue paralelamente ao aqueduto do Aproveitamento Hidroeléctrico de Labruja: há várias fugas que inundam o estradão e que nos podem obrigar a encharcar os pés...
A cobertura florestal existe em algumas partes do trilho, mas iremos sempre encontrar muitos quilómetros de zona desmatada, pelo que existe exposição solar significativa.
Assim, considero a Dificuldade Técnica como "Moderada".

A visualização do trilho directamente na página do WIKILOC ou o download em formato KML resulta numa versão simplificada de 500 pontos. Para uma versão fidedigna com a totalidade dos pontos disponíveis, descarregar em formato GPX.


Boas Caminhadas!

Comentários

    You can or this trail