Baixar

Distância

37,98 km

Desnível positivo

2.017 m

Dificuldade técnica

Difícil

Desnível negativo

2.008 m

Elevação máx

1.364 m

Trailrank

74 5

Elevação min

403 m

Tipo de trilha

Circular

Coordenadas

2516

Enviada em

4 de junho de 2016

Registrada em

junho 2016
  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
Seja o primeiro a aplaudir
3 comentários
 
Compartilhar
-
-
1.364 m
403 m
37,98 km

Visualizado 3427 vezes, baixado 169 vezes

perto de Ermida, Viana do Castelo (Portugal)

A beleza das encostas da Serra Amarela é o cartão de visita por excelência deste trilho.
Em pleno Parque Nacional Peneda Gerês, com o Rio Lima e a Serra do Soajo a Norte, o Rio Homem e a Serra do Gerês a Sul e Nascente, a vizinhança do espelho de água da Barragem de Vilarinho das Furnas, o típico traço minhoto das localidades de Ermida, Germil e Cutelo, as brandas e currais que vamos encontrando ao longo deste trilho e a passagem pela Louriça (o cume da Serra Amarela, a 1369 m de altitude). Não faltam argumentos a este percurso pedestre de Grande Rota.

A ADERE disponibiliza informação muito completa no seu site, abordando as diferentes facetas deste trilho: fauna, flora, geologia e ocupação humana. Disponibiliza também ficheiros GPX que podemos descarregar para orientação com GPS e um folheto.

O trilho tem uma extensão total de 35 km, percorre as freguesias de Lindoso, Ermida, Germil (no concelho de Ponte da Barca), Cibões, Brufe e Campo do Gerês (no concelho de Terras de Bouro) e é proposto (pela ADERE) em 4 etapas distintas a percorrer em 2 dias numa configuração circular. O alojamento no Campo do Gerês é uma opção interessante, pois é relativamente próximo da Barragem de Vilarinho das Furnas.

A configuração do trilho é muito próxima de dois trilhos circulares distintos, unidos por um troço comum relativamente curto entre as "Casarotas" e a "Chã do Muro". Esta particularidade é realçada nos paineis informativos que vamos encontrando pelo trilho e permite a opção de se percorrer a sua totalidade em dois dias não consecutivos. Foi esta configuração que escolhi para percorrer esta GR34, sendo esta a publicação relativa à GR34 completa. Também publiquei trilhos separados relativos ao Dia 1 e Dia 2.

Esta GR34 tem troços em comum com outros trilhos oficiais, a saber:
- O trilho PR6 PTB - Trilho de Germil entre os km 5,0 e 6,6. A aldeia de Germil vale a pena um desvio para uma visita, por muito curta que seja...
- O trilho de Grande Rota GR1 PTB - Grande Rota de Montanha do Alto Minho - Ponte da Barca (que por sua vez faz parte da Grande Rota de Montanha do Alto Minho) entre os km 35,7 (na Branda de Bilhares) a 37,9 (na localidade de ermida).
- O trilho PR5 PTB - Trilho de Entre Ambos-os-Rios à Ermida entre o km 0 (no início do nosso trilho, na localidade de Ermida) a 3,2 (nos Campos do Vidoal).
O site da ADERE apresenta um conjunto de Percursos Pedestres Assistidos por PDA / GPS, em que um deles se designa Percurso da Serra Amarela. É um percurso linear que vai desde o Lindoso até à Barragem de Vilarinho das Furnas e para o qual disponibilizam ficheiro GPX e que tem o mesmo traçado que a GR34 desde a Barragem de Vilarinho das Furnas (km 20,0) até ao Curral do Ramisquedo (km 26,9).

Esta GR34 atravessa Zonas de Protecção Parcial do Tipo I e do Tipo II do PNPG, pelo que há que solicitar autorização para a entrada de grupos de número superior a 10 ou 15 pessoas, respectivamente.
Mais concretamente:
- Estaremos em zona de protecção Parcial de tipo I entre os km 23,0 e 29,0 (grande parte da subida de Vilarinho das Furnas para a Louriça);
- Estaremos em zona de protecção Parcial de tipo II entre os km 22,0 e 23,1 (o início da subida de Vilarinho das Furnas para a Louriça) e entre os km 29,0 e 34,2 (desde a Louriça até à Branda de Bilhares).

A sinalização está presente ao longo de quase todo o trilho e em condições razoáveis. Na zona que vai da Chã do Salgueiral à Chã de cima não encontrei quaisquer marcações, e em redor da Louriça também não existem. A ligação das Casarotas à Chã do Muro também não está sinalizada. A prudência recomenda que se disponha de GPS ou de orientação de um guia experiente.
O trilho percorre quase sempre caminhos rurais ou carreiros que estão desimpedidos, mas é frequente encontrar piso bastante irregular e com pedras soltas, que exige bastante cuidado e atrasa a progressão.
Encontramos um grande número de pequenas ribeiras, que após dias de chuva poderão oferecer dificuldades a atravessar. O troço de apróximação à antiga aldeia de Vilarinho das Furnas (quando se vem do lado do paredão da Barragem) FICA SUBMERSO SEMPRE QUE O NÍVEL DA ALBUFEIRA DE VILARINHO DAS FURNAS ESTÁ PRÓXIMO DA COTA MÁXIMA. Informação prévia sobre esta situação é recomendável, pois os carreiros alternativos não são facilmente identificáveis.
Há bastante exposição solar, uma vez que encontramos quase sempre vegetação rasteira, com poucas zonas de sombra.
Os aspectos que acabei de enumerar, conjugados com a exigência física de um trilho deste tipo (extenso e com desníveis significativos) levam-me a classificar a Dificuldade Técnica como "Difícil".

A visualização do trilho directamente na página do WIKILOC ou o download em formato KML resulta numa versão simplificada de 500 pontos. Para uma versão fidedigna com a totalidade dos pontos disponíveis, descarregar em formato GPX.


Boas Caminhadas!
Local religioso

Igreja (Ermida)

Igreja (Ermida)
Museu

Museu (Núcleo Ecomoseológico de Ermida)

Museu (Núcleo Ecomoseológico de Ermida)
Interseção

Interligação com o 'GR1 PTB' e com o 'PR5 PTB - Trilho de Entre Ambos-os-Rios à Ermida'

Interligação com o "GR1 PTB" e com o "PR5 PTB - Trilho de Entre Ambos-os-Rios à Ermida"
Panorama

Miradouro

Miradouro
Ponte

Ponte (Ribeiro de Carcerelha)

Ponte (Ribeiro de Carcerelha)
Panorama

Vista para o Vale de Carcerelha

Vista para o Vale de Carcerelha
Ponte

Ponte

Ponte
Interseção

Campos do Vidoal. Interligação com o 'PR5 PTB - Trilho de Entre Ambos-os-Rios à Ermida'

Campos do Vidoal. Interligação com o 'PR5 PTB - Trilho de Entre Ambos-os-Rios à Ermida'
Sítio arqueológico

Gravuras Rupestres (Cabeças)

Sítio arqueológico

Mamoa

Mamoa
Passagem de montanha

Abrigo (ruínas). Portela.

Abrigo (ruínas). Portela.
Waypoint

Calçada de Germil

Calçada de Germil
Interseção

Interligação com o 'PR6 PTB - Trilho de Germil'

Interligação com o "PR6 PTB - Trilho de Germil"
Ruínas

Silha

Silha
Ruínas

Mamoa da Giadela. Costa do Eido (panorama).

Mamoa da Giadela. Costa do Eido (panorama).
Ponte

Pontelha (Ribeiro de Chão da Ponte)

Pontelha (Ribeiro de Chão da Ponte)
Waypoint

Calçada da Carvalha

Interseção

Interligação com o 'PR6 PTB - Trilho de Germil'

Interligação com o "PR6 PTB - Trilho de Germil"
Waypoint

Igreja (Germil)

Local religioso

Capela (Cutelo)

Capela (Cutelo)
Ponte

Pontelha

Pontelha
Rio

Rio da Cruz

Rio da Cruz
Waypoint

Chã do Salgueiral

Chã do Salgueiral
Ruínas

Casarotas

Casarotas
Waypoint

Chã de Cima

Chã de Cima
Waypoint

Chã de Baixo

Chã de Baixo
Pico

Peito de Gemesura

Peito de Gemesura
Waypoint

Barragem de Vilarinho das Furnas

Waypoint

Centro Interpretativo da Serra Amarela e de Vilarinho da Furna

Waypoint

Cascata (transvase do Ribeiro de Gemesura )

Waypoint

Antiga Aldeia de Vilarinho das Furnas

Waypoint

Travessia da Ribeira de Vilarinho das Furnas

Waypoint

Silha do Fundo do Peito da Rocha

Waypoint

Calçada de Vilarinho

Waypoint

Tor

Waypoint

Curral de Toutas

Waypoint

Cabana e Curral de Porto Covo

Waypoint

Ribeira de Porto Covo

Waypoint

Curral de Peijoanas

Waypoint

Cabana e Curral do Ramisquedo

Waypoint

Chã da Fonte

Pico

Louriça (1369 m)

Louriça (1369 m)
Waypoint

Abrigo e Curral da Chã do Muro

Abrigo e Curral da Chã do Muro
Waypoint

Fojo de Vilarinho

Fojo de Vilarinho
Waypoint

Muro (Fojo do Lobo da Ermida). Azevinhais.

Muro (Fojo do Lobo da Ermida). Azevinhais.
Waypoint

Fojo do Lobo da Ermida

Fojo do Lobo da Ermida
Waypoint

Cabana-Abrigo de Bentozelo. Colado da Porta.

Waypoint

Cabana-Abrigo de Martinguim

Waypoint

Interligação com o 'GR1 PTB'

Interligação com o "GR1 PTB"
Waypoint

Branda de Bilhares. Lameiros.

3 comentários

  • Foto de sergiosilva

    sergiosilva 7 de jun de 2016

    Muito bom. Quando é que vamos juntos?
    Abraço.

  • mfog82 28 de abr de 2018

    Percurso difícil. Fiz no sentido dos ponteiros do relógio para tentar meter o desnível maior ao princípio, mas depois de fazê-lo teria gerido melhor o desnível no sentido inverso.
    Está relativamente bem sinalizado, embora por vezes se possa confundir com mariolas de outros trilhos. Fazer sempre com apoio de GPS.
    Levar bastante água, porque há poucos pontos de abastecimento.

  • Foto de Ambulatis Viana do Castelo

    Ambulatis Viana do Castelo 2 de mai de 2021

    Eu fiz esta trilha  verificado  Ver mais

    Um trilho fantástico com uma beleza incrível e de uma dificuldade tremenda para ser feito num dia só.

Você pode ou esta trilha