Horas  8 horas 17 minutos

Coordenadas 2637

Uploaded 20 de Agosto de 2016

Recorded Agosto 2016

-
-
762 m
389 m
0
6,2
12
24,96 km

Visualizado 430 vezes, baixado 5 vezes

próximo a Campo do Gerez, Braga (Portugal)

Percurso pela GEIRA / Via Nova, entre Campo do Gerês e Lobios, já na Galiza.

Parte-se da milha XXVIII, que se supõe estar situada no Campo do Gerês, pela estrada que leva à barragem de Vilarinho das Furnas, que foi construída sobre a via romana. Após algumas centenas de metros, a estrada e a via romana divergem, esta para a direita.

Um pouco depois da milha XXIX é necessário tomar um atalho para o estradão dado que a via romana está submersa pelas águas da albufeira da barragem. Trata-se de um atalho que sobe de forma acentuada (a subida mais íngreme de todo o percurso) mas que compensa pela vista que subitamente se tem do vale.

Continua-se em seguida pelo estradão ao longo de 3 milhas até sairmos para a esquerda num local onde há vestígios de duas pontes romanas. O percurso no estradão tem secções de floresta bem interessantes, assim como os vestígios das milhas XXXI e XXXII mas tem o lado desagradável de nos cruzarmos com alguns carros. Afinal, este é o caminho automóvel mais directo entre a Portela do Homem e o Campo do Gerês.

A partir das duas pontes, o percurso embrenha-se na Mata da Albergaria onde o verde impera até à Portela do Homem. Pelo caminho o piso tem secções bastante irregulares e um dos pontos de interesse é a Ponte de São Miguel, uma imponente estrutura de madeira que substitui a ponte romana de dois arcos da qual ainda se vêm alguns vestígios.

A Portela do Homem convida a uma paragem. Vale a pena entrar no velho edifício alfandegário para ver a sala dos miliários que se encontra para lá da cafetaria e que inclui também uma pequena exposição de material usado outrora na "velha" fronteira luso-galega.

Cruzando a fronteira, há que ter cuidado para não nos enganarmos (o que foi o meu caso) entrando na via ciclista nº6 "Via Nova" em vez de continuar para a estrada romana. A seguir à fronteira, a via romana encontra-se sob a estrada actual por cerca de 800m devendo-se virar à esquerda por um caminho de terra e depois logo à direita.

Chegando à zona da Ponte Nova, onde a via romana está bem assinalada no alcatrão da estrada, vale a pena sair para a esquerda para ver os miliários que se encontram mais abaixo junto à estrada. Regressa-se depois à Via Nova, caminhando-se pela calçada "restaurada" até à junção com a via ciclável nº6.

A partir daqui, o percurso é interessante até Vila Meá, tendo um forte componente etnográfica para além dos vestígios da villa/mansio de Aquis Originis. É possível visitar um moinho de rodízio e já na aldeia de Vila Meá, o largos dos espigueiros e da eira. Seguindo a indicação de via ciclável "Via Nova", chegamos a outro moinho e a uma pequena ponte de arco único com calçada. Termina aqui o interesse patrimonial do percurso, pelo menos até Lobios, valendo o lado paisagístico. Entramos num caminho florestal que a dada altura sobe de forma pronunciada, antes de começar a descer para Lobios.

Sugestão: A partir de Vila Meá (que vale a pena visitar), voltar atrás até à indicação de "Vila Termal" que se encontra junto à Via Nova para descer até Os Baños, terminando a caminhada junto à piscina termal pública na margem do Rio Caldo. A água brota a 77º e é uma excelente forma de descontrair depois desta fantástica etapa.

Comentários

    You can or this trail