Tempo em movimento  11 horas 20 minutos

Hora  um dia 5 horas 43 minutos

Coordenadas 8532

Enviada em 7 de Março de 2021

Registrada em Março 2021

-
-
1.752 m
532 m
0
12
24
48,79 km

Visualizado 52 vezes, baixado 1 vezes

perto de Pindamonhangaba, São Paulo (Brazil)

Trilha feita pelos trilhos da estação de Pindamonhangaba até a estação de Campos dos Jordão.
Trilha difícil por ser toda pelos trilhos com isso a caminhada fica mais lenta.
🔻Até onde sei fomos os primeiros a grava esse percurso no wikiloc.🧭
Mais à relatos de outras pessoas que já fizeram.

🔷A Estrada de Ferro Campos do Jordão foi idealizada pelos médicos sanitaristas Emílio Marcondes Ribas e Victor Godinho com o objetivo de facilitar aos seus pacientes um acesso mais rápido e confortável a Campos do Jordão, por esta ser uma vila no alto da Serra da Mantiqueira, com clima da montanha ideal para as pessoas tratarem-se da tuberculose.

A estrada ligaria Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba, a Campos do Jordão e teve sua construção iniciada oficialmente em 1910 através da Lei nº 1.221, de 28 de novembro, assinada pelo Presidente do Estado de São Paulo na época, Sr. Manuel Joaquim de Albuquerque Lins. Ela foi inaugurada oficialmente em 15/11/1914.

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Estrada_de_Ferro_Campos_do_Jord%C3%A3o
Parada de trem

Estação de Pindamonhangaba

Início
Fonte

Bica da Galega

Parada de trem

Monbaça

Ponte

Ponte

Ponte

Ponte sobre o Rio Paraíba

Ponte
Ponte

Ponte

Parada de trem

Cerâmica

Parada de trem

São Miguel

Parada de trem

São Judas Tadeu

Parada de trem

São Judas Tadeu

Parada de trem

Bom susseso

Parada de trem

Expedicionária

Flora

Mato ceco

Ponte

Ponte

Ponte

Ponte

Waypoint

15km

Árvore

Goiabas brancas

Ponte

Ponte

Parque

Porque Reino das água claras

Parque

Próximo ao parque

Parada de trem

Monteiro Lobato

Parada de trem

Vovó Laurinha

A Parada Vovó Laurinda é uma parada ferroviária que atende aos trens de subúrbios da Estrada de Ferro Campos do Jordão (EFCJ). Foi inaugurada em 1986, seu nome homenageando uma das mais antigas moradoras da região de Piracuama. Localiza-se no município de Pindamonhangaba
Parada de trem

Centenário

Foi originalmente inaugurada em 1960 com o nome de Quilômetro 19, sendo renomeada para Centenário em 2014 e reconstruída em 2015. Localiza-se no município de Pindamonhangaba
Parada de trem

Piracuama

A estação foi inaugurada em 1916, dois anos após o início das operações da ferrovia, construída para levar os acometidos pela tuberculose aos sanatórios na então vila de Campos do Jordão, encurtando e acelerando uma viagem anteriormente percorrida por sobre lombos de mulas. Em 2013, foi restaurada pela EFCJ, com diversos serviços de recuperação realizados em uma primeira fase de obras de manutenção.
Parque

Clube de Campo Piraciama

Rio

Rio

Local para almoçar e descanso próximo ao rio ribeirão grande
Ruínas

Antigas

Antigos prédio da ferroviária não é estação
Panorama

Vista da santa

Panorama

Vista

Waypoint

26km

Waypoint

Um breve descanso

Kkk
Ponte

Ponte sobre a pista

Local religioso

Nossa senhora auxiliadora

Local religioso

Nossa senhora auxiliadora

Parada de trem

Eugênio lefevre

A Estação Eugênio Localiza-se na estância climática de Santo Antônio do Pinhal, a 1.162 metros de altitude em relação ao nível do mar. A partir de 2019, encontra-se fechada, após a suspensão temporária dos trens cujos trajetos atravessem a Serra da Mantiqueira, devido a um acidente ocorrido em 2012. Correções na via estão sendo realizados a fim de reabrir o trecho para tráfego, porém, elas não têm previsão para serem concluídas.
Ponte

Ponte sobre a pista

Parada de trem

Pajé

A Parada Pajé foii inaugurada em 1945 e atualmente encontra-se sem uso. Localiza-se no município de Santo Antônio do Pinhal.
Ruínas

30km

Antigas instalações da ferrovia
Parada de trem

Renópolis

A Parada Renópolis foi inaugurada em 1930 e atualmente encontra-se sem uso. É uma das paradas mais antigas da EFCJ. Localiza-se no município de Santo Antônio do Pinhal. Essa parada foi inaugurada em 1930, sendo uma simples plataforma coberta por telhas sustentadas por vigas de madeira, para atender à colônia japonesa que existe nas proximidades. Em 2006, após não ser utilizada por muitos anos, tornou-se ponto de parada para um trem turístico da EFCJ, mas, em 2021, encontra-se novamente fechada.
Pernoite

Renópolis

Local ideal para passar a noite um pouco a frente da estação tem um morador onde nós deixo pegar água em um bica próximo a casa.
Árvore

Tempo fechado pela manhã

Parada de trem

Tanaka

A Parada Tanaka foi inaugurada em 1946 e atualmente encontra-se sem uso. Localiza-se no município de Santo Antônio do Pinhal. Essa parada foi inaugurada em 1946, sendo uma pequena casa com uma plataforma à sua frente, para atender à colônia japonesa que existe nas proximidades, assim como a Parada Renópolis. Seu nome é em homenagem a um dos colonos mais antigos que moravam na região no momento de sua construção.
Panorama

Pegamos um pouco de chuva

Parada de trem

Gavião Gonzaga

A Parada Gavião Gonzaga foi inaugurada em 1930 e atualmente encontra-se sem uso. Localiza-se no município de Campos do Jordão. Foi inaugurada em 1930, sendo uma simples plataforma de concreto, descoberta. Seu nome é uma homenagem a um proprietário de terras local da época de sua inauguração. Em suas cercanias, há uma vila ferroviária desativada, um pequeno vilarejo e estufas de flores.
Pico

Ponta alto da ferroviária. A mais alta do Brasil

A Parada Cacique foi inaugurada em 1916 e atualmente encontra-se sem uso. É uma das paradas mais antigas da EFCJ. Localiza-se no município de Campos do Jordão Ponto culminante ferroviário do Brasil, placa localizada a poucos metros da plataforma da parada. A parada foi inaugurada em 1916, dois anos depois do início das operações da ferrovia, sendo uma das primeiras que ela pôs em operação. Ela é a estação mais elevada do Brasil, localizada a 1 743 metros de altitude em relação ao nível do mar, recebendo, então, uma placa em suas proximidades denotando tal feito. É uma simples plataforma de concreto descoberta, em 2021 sem uso. Foi também, a partir de 1947, a estação terminal do trem de subúrbios que correu por muito tempo em Campos do Jordão, atualmente desativado.
Parada de trem

Toriba

A Parada Toriba foi inaugurada em 1943 e atualmente encontra-se sem uso. Localiza-se no município de Campos do Jordão. Foi inaugurada em 1943, e é uma plataforma com uma sala que serve de área de espera, cuja cobertura estende-se até parte da plataforma. Foi uma das paradas do trem de subúrbios de Campos do Jordão, criado a partir de 1947, e, em 2021, não mais em operação. Depois de desativada durante anos, a parada foi reaberta em 2013, após reforma custeada por um hotel nas proximidades. A reforma instalou nela iluminação elétrica e enfeites de madeira, para que a parada pudesse servir de ponto de embarque do trem do mirante, o qual também encontra-se desativado em 2021.
Parada de trem

São Cristóvão

A Parada São Cristóvão foi inaugurada em 1931. Localiza-se no município de Campos do Jordão. A parada foi inaugurada em 1931, sendo uma simples plataforma coberta por telhas sustentadas por vigas de madeira. Foi, durante certo tempo, ponto final dos extintos trens de subúrbios de Campos do Jordão, e é, em 2021, ponto final dos bondes turísticos, que diariamente partem de Emílio Ribas, vão até a parada e retornam à estação inicial.
Parada de trem

Portal

Entrada da cidade de Campos do Jordão onde também avia uma antiga estação. A parada foi inaugurada em 1988, e é uma plataforma com um pequeno banco de madeira, coberta por telhas sustentadas por pedaços de trilhos. Fica ao lado do portal de Campos do Jordão, de onde obteve seu nome.
Parada de trem

Dr Emílio Ribas

A Estação Emílio Ribas foi inaugurada em 1984, substituindo o antigo prédio de mesmo nome, localizado alguns metros adiante na linha. Localiza-se no município de Campos do Jordão. A estação foi inaugurada em 1984 com o nome de Capivari, sendo uma construção em arquitetura alpina, para substituir o antigo prédio de 1924, localizado alguns metros a frente na ferrovia. Seu nome foi posteriormente alterado para Emílio Ribas, em homenagem a um dos médicos idealizadores da estrada de ferro, o antigo prédio tendo seu nome alterado simplesmente para "Centro de Memória Ferroviária de Campos do Jordão", servindo como museu. Em 2021, atende somente aos bondes turísticos da companhia, após a suspensão, em 2019, do trem da serra, que ia de Pindamonhangaba-Turística a Emílio Ribas, sem paradas intermediárias. É a estação com maior número e variedade de partidas da empresa, sendo, assim, a mais movimentada.

Comentários

    Você pode ou esta trilha