Horas  3 dias 23 horas 47 minutos

Coordenadas 9867

Uploaded 24 de Agosto de 2016

Recorded Agosto 2016

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
2.369 m
199 m
0
22
44
88,05 km

Visualizado 6756 vezes, baixado 252 vezes

próximo a Fuente Dé, Cantabria (España)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"
"El Anillo de Picos" é uma grande rota circular de nove dias pelos três maciços que compõem o Parque Nacional dos Picos da Europa. Existem, oficialmente, três modalidades, a primeira delas, de dificuldade média, é conhecida como “El Anillo Vindio” que percorre o maciço Ocidental, a segunda, com dificuldade alta, “El Anillo Extrem” que percorre o maciço Ocidental e Central e por último, com dificuldade muito alta, “El Anillo Três Macizoz” que percorre os três maciços dos picos. A vantagem do Anillo é que não é obrigatório começar em nenhum sítio concreto, pode-se começar em qualquer ponto de acesso ao trilho e percorrer na direção que se preferir. Por recomendação dos próprios guardas dos refúgios é preferível começar pelo maciço ocidental ou pelo oriental, se se deseja fazer “El Anillo Três Macizos”, uma vez que ambos são tecnicamente mais suaves e perfeitos para se prepararem para a hora de fazer o maciço central, tecnicamente mais difícil e exigente! Em 2015 fizemos o Anillo Vindio, este ano optamos por “criar” o nosso Anillo, fizemos o maciço oriental e central, percorrendo cerca de 90kms em cinco dias. Com início em Fuente Dé (El Cable) seguimos o traçado oficial do Anillo (no sentido contrário aos ponteiros do relógio), excepto na etapa que optamos por passar por Bulnes e Poncebos, fazendo a Ruta de Cares completa. Pernoita e/ou passagem nos refúgios Casetón de Andara (1725m), Tenerosa (1300m), Vega de Urriellu (1960m), Jou de Los Cabrones (2034m), Garganta Del Cares - Hotel (183m), Collado Jermoso (2064m) e Cabaña Verónica (2325m). O Anillo dos Picos Oriental e Central tem tanto de exigente como de difícil, quer fisicamente, quer tecnicamente, mas recompensado por magníficas paisagens e experiências proporcionadas pelo ambiente de alta montanha.
A logística de transporte implica uma longa viagem de carro de Paredes (Porto) até Fuente Dé pelo que optamos por sair às 15h do dia anterior e pernoitar em Mansilla de Las Mulas no Albergue “El Jardín del Camino” e assim ficamos a duas horas do nosso destino.

Etapas:
1ª Etapa: Fuente Dé (El Cable) – Casetón de Andara
2ª Etapa: Casetón de Andara – Vega de Urriellu
3ª Etapa: Vega de Urriellu – Poncebos
4ª Etapa: Poncebos – Collado Jermoso
5ª Etapa: Collado Jermoso – El Cable (Fuente Dé)

ATENÇÃO!!!
É um percurso de dificuldade técnica elevado para o que se pode considerar usual em caminhadas, não recomendado a principiantes. Troços muito duros, onde há que vencer desníveis de quase1200 metros em 3 a 4 kms é desaconselhável a quem não estiver em boa forma física. Há, ainda, muitos troços onde o uso das mãos é constante, existem várias passagens por zonas rochosas e pedras. Num meio de progressão difícil como são as escarpas rochosas dos Picos da Europa, qualquer desatenção pode ser muito perigosa. Além disso, na maior parte das etapas, não há cobertura de telemóvel, e as cotas elevadas, juntamente com a falta de vegetação pode causar flutuações significativas de temperatura. O meu conselho, para os percursos mais longos e complicados, é levantar muito cedo, aproveitar todas as horas do dia, para fazer com calma as etapas e dispor de tempo para fazer frente a possíveis imprevistos.

FICHA TÉCNICA

Datas de realização: 13, 14, 15,16 e 17 de Agosto 2016
Acumulado: 6677 m D+; 6733 m D-
Tipo de percurso: Circular
Distancia: 88 km
Etapas: 5 dias
Duração: 34h:05min (marcha efetiva)

1ª ETAPA: FUENTE DÉ (EL CABLE) – CASETÓN DE ANDARA
Realização: 13 Agosto 2016
Entrada: Por Liébana (Fuente Dé)
Percurso: El Cable - Hotel Áliva - Vegas del Toro - Canal de Jidiellu - Collado Valdominguero - Casetón de Andara
Distancia: 19,6 Kms
Acumulado: 1275 m D+; 1500 m D-
Marcha efetiva: 6h15min
Pernoita: Refúgio Casetón de Andara (1725m)

2ª ETAPA: CASETÓN DE ANDARA – VEGA DE URRIELLU
Realização: 14 Agosto 2016
Percurso: Casetón de Andara - Collado Soles - Majada del Robro - Sotres - Invernales del Texu - Majada de La Robre - Cabanas de Canero - Collado Pandébano - Majada de La Tenerosa - Vega de Urriellu (Naranjo de Bulnes)
Distancia: 16,9 Kms
Acumulado: 1228 m D+; 1003 m D-
Marcha efetiva: 5h35min
Pernoita: Refúgio Vega de Urriellu (1960m)

3ª ETAPA: VEGA DE URRIELLU – PONCEBOS
Realização: 15 Agosto 2016
Percurso: Vega de Urriellu (Naranjo de Bulnes) – Paso de Los Cazadores – Corona del Raso – Horcada de La Arenera – Jou de Cabrones – Collado de Amuesa – Canal de Amuesa – Bulnes de Arriba (El Castillo) – Bulnes (La Villa) – Canal del Tejo – Poncebos
Distancia: 16,4 Kms
Acumulado: 703 m D+; 2345 m D-
Marcha efetiva: 8h25min
Pernoita: Hotel Garganta del Cares (183m)

4ª ETAPA: PONCEBOS – COLLADO JERMOSO
Realização: 16 Agosto 2016
Percurso: Poncebos – Ruta de Cares (Los Collaos – Puente Bolin – Puente de Los Rebecos) – Caín – Monte de Corona – Chorco de Los Lobos – Teja Oscura – Mirador del Tombo – Cordiñanes de Valdeón – Vega de Asotín – Collado Hermoso
Distancia: 24,6 Kms
Acumulado: 2844 m D+; 952 m D-
Marcha efetiva: 8h50min
Pernoita: Refúgio de Collado Jermoso (2064m)

5ª ETAPA: COLLADO JERMOSO – EL CABLE (FUENTE DÉ)
Realização: 17 Agosto 2016
Percurso: Collado Jermoso - Las Colladinas - Pico de Caseres - Cabana Verónica - La Vueltona - Horcadina de Covarrobres - El Cable (Fuente Dé)
Distancia: 10,5 Kms
Acumulado: 627 m D+; 933 m D-
Marcha efetiva: 5h00min
Pernoita: Não foi necessário, regresso a Portugal com paragem em Potes.

5 comentários

  • Foto de fernandapacheco

    fernandapacheco 24/ago/2016

    I have followed this trail  View more

    El Anillo de Picos é provavelmente um dos trilhos de trekking mais exigente do mundo, devido à dureza do seu ambiente... mas valeu bem a pena!! Panorâmicas fabulosas, pequenas aldeias de montanha, refúgios no meio do nada, um retiro com a natureza !!! Um verdadeiro desafio para com nós próprios.

  • PicosAlpinos 25/ago/2016

    Obrigado pela partilha.

  • marcosblaspalacios 4/nov/2017

    Hola!!!
    una pregunta, que dificultades me puedo encontrar para hacer este recorrido a finales de noviembre????
    un saludo y mil gracias

  • DiogoHiker 4/nov/2017

    Já está nos meus favoritos, será o próximo!

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 5/nov/2017

    Olá!
    As condições meteorologicas este ano estão atipicas, estive na ultima semana no maciço central e não escontrei neve, essa seria uma dificuldade, outra são os dias mais curtos e por ultimo verificar se os refugios para as pernoitas estão abertos. Un saludo

You can or this trail