Horas  5 horas 57 minutos

Coordenadas 1431

Uploaded 14 de Setembro de 2019

Recorded Setembro 2019

-
-
23 m
6 m
0
5,5
11
21,81 km

Visualizado 24 vezes, baixado 1 vezes

próximo a Ofir, Braga (Portugal)

- Trilho linear, sem marcações, com início na praia de Ofir (junto às Torres) e fim em Vila do Conde (na avenida Brasil, em frente ao restaurante Caximar);
- Este trilho desenvolve-se ao longo da orla costeira pelo Parque Natural do Litoral Norte, quer por passadiços (quando existem), quer por calçada (marginal), assim como pela praia (alternativa aos caminhos mais interiores);
- Coincide com o Caminho da Costa para Santiago, embora este decorra no sentido inverso;
- Trilho descontraído, sem declive, sempre com a excelente companhia da orla marítima. Destaque para as diversas praias consecutivas;
- Considerei este percurso de dificuldade técnica moderada exclusivamente pela distância percorrida, pois o trajeto é acessível a qualquer pessoa, de qualquer idade. Apenas há que adequar a distância a percorrer;
- Um excelente percurso para ser realizado na primavera, verão ou outono, em família, com crianças ou com amigos, pois é muito relaxante, descontraído, sem grande exigência física (a distância pode sempre ser encurtada) e com todo o apoio que as estruturas junto às praias oferecem. Apenas não é aconselhável no inverno, ou mesmo em dias de chuva e vento, pois o piso de madeira fica muito escorregadio, e o vento frio não será de todo uma boa companhia.

NOTA: por se tratar de um trilho linear, o ideal será deixar ficar um carro no final e seguir noutro para o ponto inicial (se existirem dois veículos). Caso prefira, pode sempre voltar pelo mesmo caminho (duplica a distância percorrida).


__________________________________________________________________________________________


CAMINHO PORTUGUÊS DA COSTA
Sobre o Caminho Português, tal como para todos os outros, não se pode falar com rigor de um único caminho. O Caminho Português da Costa, que liga o Porto a outros concelhos costeiros, com a alternativa de ligação à Galiza, ultrapassando o rio Minho em La Guardia (frente a Caminha), Goian (através de Vila Nova de Cerveira) ou mesmo Tui (por Valença do Minho) era, segundo alguns historiadores, um dos eixos mais importantes para alcançar a casa do apóstolo em Santiago de Compostela. Este caminho da orla marítima a partir do burgo portuense passando por Matosinhos, Maia, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Esposende, Viana do Castelo, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Valença surgirá com a devida importância somente na época moderna, a partir do século XV, sendo utilizado pelas populações costeiras e pelos que desembarcavam nos portos marítimos. A “Valorização dos Caminhos de Santiago - Caminho Português da Costa” resulta de uma candidatura, conjunta dos 10 municípios, ao Norte 2020, com o objetivo de valorizar e reconhecer oficialmente este Caminho como itinerário da peregrinação a Santiago. Esta rede intermunicipal apresenta uma imagem de marca única e uma comunicação integrada que vai potenciar o valor intrínseco do Caminho Português da Costa.
Praia

Praia de Ofir

A sul da foz do Rio Cávado, integrada na Área de Paisagem Protegida do Litoral de Esposende, a Praia de Ofir, rodeada por dunas e pinhais, é um dos mais belos trechos do litoral norte de Portugal. Uma curiosidade natural são os rochedos que na maré baixa emergem no mar e que pelo seu formato são popularmente designados por cavalos de Fão. Nos meses de verão a animação não para. Durante o dia, os banhistas preferem a zona central da praia, enquanto os surfistas elegem a zona sul, com melhor ondulação. Pela noite dentro a agitação continua nos muitos restaurantes, bares e discotecas que rodeiam o areal.
Arquitetura religiosa

Casa do Facho e Capela da Bonança

Considerando ser dois corpos diferentes, a Casa do Facho é o mais curioso. A Casa e a Capela estão situadas no cimo de uma grande duna de areia, precisamente junto à praia, e esta dá-lhes o nome de Bonança. Pela razão da sua situação, a Casa do Facho foi inicialmente pensada para ajudar na navegação orientando os barcos para evitarem aquela zona costeira de Fão, devido à formação pedregosa dos "Cavalos de Fão". Também contribuiu para a vigilância da costa durante a Guerra da Restauração e das Lutas Liberais. A Casa do Facho, apresenta-se parcialmente destruída mantendo-se a fachada e parede lateral sul. A fachada mostra uma pequena porta de arco de volta perfeita encimada pelo brasão real. Na parte traseira interior existe uma espécie de cantareira, a que lhe chamavam o banco dos poveiros que aí se sentavam para comer os farnéis da romaria. Quanto à capela, foi edificada no século XVIII, de planta longitudinal composta por uma nave e capela-mor curva e sacristia. A fachada é de frontão triangular encimada por cunhais de pilastras, em que o portal ao centro é de verga reta ladeado por duas janelas quadrangulares. No frontão abre-se um óculo gradeado.
Building of interest

Moinhos da Apúlia

Praia

Praia da Apúlia

Integrada na Área de Paisagem Protegida do Litoral de Esposende, a Praia da Apúlia possui um enorme areal, rodeado por dunas que o protegem dos ventos mais fortes, onde subsistem os antigos moinhos de vento, transformados atualmente em casas de férias. Muito procurada durante o verão, esta praia possui completas infra-estruturas de apoio e é recomendada pelos próprios médicos pela riqueza em iodo. A abundância de algas é uma das características mais marcantes e esteve na origem de uma das figuras mais pitorescas do litoral norte - o Sargaceiro da Apúlia, assim denominado por se dedicar à apanha do sargaço (nome dado às algas), que era utilizado como fertilizante nos campos agrícolas das redondezas.
Praia

Praia da Ramalha

É uma Praia Oceânica situada na costa de Portugal — Península Ibérica — no concelho de Esposende, banhada pelo Oceano Atlântico. A Praia da Ramalha é ideal para aqueles que, estando hospedados em Apúlia, preferem uma área mais calma. Possui um areal bastante extenso e um sistema dunar em bom estado de preservação. A Norte é delimitada pela Ribeira da Fonte da Senhora e pelo pontão que a separa da vizinha praia urbana. A Sul, a linha limítrofe entre os concelhos de Esposende e Póvoa de Varzim definem a sua fronteira. Ainda nesta zona, corre o Ribeiro da Ramalha.
Praia

Praia da Estela

Situada a norte da Póvoa do Varzim, a Praia da Estela é cada vez mais procurada por nudistas, apesar de não ser uma praia oficial. O seu extenso areal e a mágnifica paisagem dunar, são uma das suas características principais. É uma Praia Oceânica situada na costa de Portugal — Península Ibérica — a norte do concelho da Póvoa de Varzim, banhada pelo Oceano Atlântico. A Praia da Estela tem um areal muito extenso e é cada vez mais procurada por nudistas, apesar de não ser uma praia oficial. O seu extenso areal e a magnifica paisagem dunar são duas das suas características principais. É bastante visitada pelos utentes do Camping Orbitur Rio Alto, sendo também a praia predileta dos golfistas que se aventuram no Estela Golf Club, construído "paredes meias" com a área de veraneio. A Norte é delimitada pelo Club House das instalações do campo de golfe. Este é o sítio ideal para os que procuram uma praia menos cheia aliada à possibilidade de dar umas tacadas.
Waypoint

Início / fim dos passadiços

Praia

Praia da Aguçadoura

É uma Praia Oceânica situada na costa de Portugal — Península Ibérica — no concelho da Póvoa de Varzim, banhada pelo Oceano Atlântico. A Praia da Aguçadoura tem como principal atrativo as poças que facilmente aqui se criam e fazem as delícias da miudagem. Tem um areal extenso e um sistema dunar na zona Norte, encimado por um moinho antigo em ruínas. A praia ficou conhecida por aqui ter sido instalado o primeiro parque de energia de ondas do mundo. Na zona Sul desagua a Ribeira da Barranha. Este é um local apreciado pelos amantes de surf e outros desportos aquáticos.
Praia

Praia de Sto. André

A Praia de Santo André é uma praia marítima da Póvoa de Varzim, entre o cabo de Santo André e a Praia da Pedra Negra, nas freguesias de A Ver-o-Mar e Aguçadoura. A praia de Santo André encontra-se junto ao Lugar de Santo André, uma localidade com características piscatórias próprias, influenciada pelo Bairro Sul, dividida entre A Ver-o-Mar e Aguçadoura. Apesar de bastante extensa, a praia é calma dado situar-se afastada do centro da cidade, próxima à povoação rural de Aguçadoura. Em Santo André existe uma capela junto a um rochedo chamado Penedo do Santo, que tem uma marca que acreditam ser uma pegada do próprio Santo André. Os pescadores acreditam que este santo liberta as almas dos que se afogam no mar, indo pescá-las ao fundo do mar depois de um naufrágio. A festa deste santo acontece na madrugada do último dia de Novembro, em que grupos de homens e mulheres, envolvidos em mantos pretos e segurando lampiões, vão até à ermida pela praia, entoando cânticos e no final circundam a capela, formando assim o "Ponto das almas". Também na Praia de Santo André, entre as duas freguesias, encontra-se a Estalagem de Santo André, erigida no meio da praia, em frente à capela e ao penedo do Santo, separando este sítio ligado ao mar pela geografia, lendas e costumes locais. Desconhece-se se, com a reorganização da orla costeira portuguesa, a estalagem será ou não demolida.
Praia

Praia de A Ver-o-Mar

Na costa da Póvoa do Varzim, a Praia de A Ver-o-Mar ou Praia de Fragosinho é conhecida pela sua pacatez. As boas infra-estruturas, satisfazem as necessidades dos mais exigentes, mas as suas barraquinhas de lona são sem dúvida a sua imagem de marca. Os acessos à praia são facilitados pela proximidade da zona urbana, mas acima de tudo a Praia de Fragosinho convida não só a banhos, como também a refrescantes passeios à beira-mar.
Praia

Praia Redonda (Póvoa de Varzim)

A Praia Redonda, historicamente conhecida como Praia de Banhos, é uma extensa praia marítima na área urbana da Póvoa de Varzim, localizada entre a Enseada da Póvoa (Porto de Pesca da Póvoa de Varzim) e a Praia da Salgueira. A Praia Redonda é uma praia bastante frequentada de areia dourada com pouca penedaria visível. É uma praia balnear histórica que tornou a Póvoa, em pleno século XIX, na mais turística das praias nortenhas. Ramalho Ortigão, no livro As Praias de Portugal, diz que «a Póvoa é o caravansará dos habitantes do Minho, em uso de banhos ou de ar do mar; que nenhuma outra praia oferece tão variada concorrência». Em 1844, foi edificada no areal a capela de São José, junto ao porto na antiga rua da Areosa. A rua foi alargada e tornada no Largo do Passeio Alegre e a capela demolida para embelezamento da praça de praia. Tendo sido criada a Igreja de São José na Avenida Mousinho de Albuquerque para a substituir. No entanto, dá-se o processo inverso no final dos anos 30 do século XX são edificados o Diana Bar e o Café Guardassol, até então construído em madeira, passa a ter uma estrutura permanente, causando debate entre a população na altura. Nos anos 70 é edificado o Café Enseada, hoje designado Hit Club. O Passeio Alegre encontra-se hoje quase fechado da praia devido ao conjunto de edíficios. O areal entre o paredão e o Hit Club denomina-se Praia do Leixão e entre o Hit Club e o Café Guarda-Sol denomina-se Praia do Loulé.
Praia

Praia de Vila do Conde

A Praia de Vila Conde possui um longo areal que se estende por cerca de 6 kms até à foz do Rio Ave, quase sem interrupções. Neste espaço, que vai tomando diversos nomes conforme o concessionário e os frequentadores, destacam-se praias como a de Caxinas, utilizada pelos pescadores, a Praia do Turismo, muito concorrida por estar perto do centro urbano, e a Praia Azul, a mais procurada pelos surfistas. Terra de estaleiros de construção naval e de pescadores, Vila do Conde é conhecida pelas belíssimas rendas de bilros, fabricadas com muito saber e paciência pelas mulheres da região.

Comentários

    You can or this trail