Horas  8 horas 20 minutos

Coordenadas 2218

Uploaded 29 de Dezembro de 2018

Recorded Dezembro 2018

-
-
649 m
92 m
0
5,2
10
20,8 km

Visualizado 222 vezes, baixado 19 vezes

próximo a Sistelo, Viana do Castelo (Portugal)

- Trilho circular, com início e fim na aldeia de Sistelo e que resulta do encadeamento de vários trilhos: PR27 - Trilho do Miradouro da Estrica, Caminho dos Mortos, PR24 - Trilho dos Socalcos de Sistelo e PR14 - Trilho das Brandas de Sistelo;
- todo o percurso está devidamente sinalizado;
- passagem pelas aldeias de Estrica e Sernades, Capela do Senhor dos Passos, aldeias de Arado e Portela do Alvite e socalcos de Sistelo;
- trilho belíssimo no outono e ideal para dias quentes de verão, pois tem muita sombra;
- embora apresente algumas subidas bem íngremes e um acumulado significativo, de uma forma geral é um trilho muito acessível.

__________________________________________________________________________________________

- PR 27: Trilho do Miradouro da Estrica - AVV
Tipo de Percurso: Pequena Rota
Distância: 4.37km
Duração: 1.3h
Dificuldade: Médio
A calçada inicial deste trilho conduz-nos ao rio Vez para nos deslumbrar com uma magnífica floresta ribeirinha. Entre os aromas fluviais, o coaxar dos anfíbios e os cantares das aves do rio revela-se a biodiversidade que se enconde no amial. Aqui e ali as gilbardeiras chamam a atenção com as suas bagas vermelhas. Depois de atravessado o rio e percorrido o passadiço o caminho é sombreado pelo carvalhal alvarinho levando-nos a um dos pontos em que a imponência da paisagem arrebata – o miradouro da Estrica. Aqui a perpectiva sobre o vale é única. Os socalcos entre Sistelo e Padrão prendem o olhar numa beleza estonteante.

- Caminho dos Mortos - MNC
É um trilho de âmbito ecológico-paisagístico, inserido numa topografia de vale e montanha, com uma distância aproximada de 12,5 Km e uma duração média de realização de 05H00. Apresenta um nível de dificuldade moderada, com cotas mínimas a rondar 105 metros e máximas cerca de 650 metros de altitude. O nome do trilho deve-se ao facto de, antes da construção das novas vias rodoviárias, os funerais desde os lugares mais montanhosos até à igreja paroquial se fazerem por este caminho. Os finados eram transportados em carros de bois, demorando dias até chegar à Igreja Paroquial. Além desta particularidade, podem-se encontrar ao longo do percurso vestígios das primeiras civilizações que assentaram nesta região no 4º milénio A.C., mais específicamente a Mamôa do Cotinho, um monumento funerário colectivo e local de culto, onde eram depositados os mortos. Tem cerca de 30 metros de diâmetro com elevação central muito pronunciada, sendo visíveis vestígios da couraça pétrea e alguns esteios. Nesta freguesia, uma das mais populosas do concelho de Monção, encontra-se a Igreja de Merufe que, após várias reformas, ainda conserva o rasgado da porta que comunicava com o antigo convento. À entrada, existe uma antiga pia baptismal. O exterior é românico, tendo-lhe sido acrescentada uma torre no século XVIII. Hoje, a povoação é dominada pelo belo edifício da junta de freguesia. Inaugurado em 22 de Setembro de 1992, resultou da recuperação e aproveitamento de um antigo celeiro. Trata-se de uma obra, feita em pedra da região e por artistas da freguesia, que se evidencia pelo seu aspecto monumental e funcionalidade dos serviços.

- PR24: Trilho dos Socalcos de Sistelo - AVV
Tipo de Percurso: Pequena Rota
Distância: 5.12km
Duração: 2.3h
Dificuldade: Fácil
Este trilho desenvolve-se no quadro que é a marca de Sistelo – os socalcos. A subida entre socalcos desvenda o maneio ancestral que muda de cor com as estações do ano. A consociação milho-feijão tarreste e os campos de feno pontuados de medeiras estivais dão lugar aos luminosos prados lima no Inverno. As corgas que correm para o rio Vez são corredores de vida. Bordos, bidoeiros, amieiros e aveleiras dão refúgio às aves canoras. As cachenas e as ovelhas lembram que o ecossistema vive da interação com a agrosilvopastoricia e as transumâncias sazonais. Os muros de granito coloridos pelas urzes sustentam os socalcos regados pelas levadas. Em Padrão, a organização do casario e os espigueiros acolhem os visitantes e as vistas sobre Sistelo permitem o voo do olhar.

- PR 14: Trilho das Brandas de Sistelo - AVV
Tipo de Percurso: Pequena Rota
Distância: 8.55km
Duração: 6h
Dificuldade: Médio
O Trilho das Brandas de Sistelo, percurso pedestre de pequena rota (PR), marcado e sinalizado segundo as normas internacionais, localiza-se nas fraldas da Serra da Peneda, mais precisamente na aldeia de montanha de Sistelo. A caminhada inicia junto a um curioso edifício vulgarmente designado por Castelo de Sistelo, residência do 1º e único Visconde de Sistelo, comerciante local que fez fortuna no Brasil, de onde seguimos por entre o rústico casario e os típicos espigueiros, ao longo de um carreteiro que nos conduzirá, numa serpenteante subida, até belas paisagens.
- ALDEIA DE SISTELO A aldeia de Sistelo situa-se no concelho de Arcos de Valdevez, em pleno Parque Nacional da Peneda-Gêres, junto à nascente do rio Vez. Famosa pelas suas paisagens em socalcos, onde se cultiva o milho e pasta o gado, a aldeia encontra-se muito bem preservada, tendo sido recuperadas as casas típicas de granito, os espigueiros e os lavadouros públicos. O Castelo de Sistelo, ex-líbris da aldeia, merece uma cuidadosa visita: trata-se de um palácio de finais do século XIX onde viveu o Visconde de Sistelo. Pelas ruelas de Sistelo pode-se apreciar a Igreja Paroquial, a Casa do Visconde de Sistelo, a Ponte Romana e o Moinho, a ponte de Sistelo de jusante, a Ermida de Nossa Senhora dos Aflitos e as Capelas de Santo António, de São João Evangelista, da Senhora dos Remédios e da Senhora do Carmo.

Comentários

    You can or this trail