Hora  3 horas 48 minutos

Coordenadas 1420

Enviada em 30 de Dezembro de 2016

Registrada em Dezembro 2016

  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
-
-
1.714 m
1.598 m
0
2,4
4,9
9,76 km

Visualizado 4148 vezes, baixado 167 vezes

perto de Sabugueiro, Guarda (Portugal)

Caminhada em família, utilizando um estradão, que nos leva do inicio da Lagoa Comprida, onde utilizamos o estacionando junto aos estabelecimentos comerciais.
Todo o caminho é simples, onde efetuamos alguns desvios, para observar algumas lagoas ao longo do percurso.
O ponto alto é mesmo a lagoa dos conchos, onde temos o “funil”, que parece algo já integrado naturalmente na lagoa, mas foi obra do homem, para transportar as águas desta lagoa, para a lagoa comprida.
Waypoint

Aglomerado de pedras

Um local que se assemelha a uma eira, onde se encontram estendidas um grande aglomerado de pedras, de grandes dimensões.
Waypoint

Casa na Serra

Uma casa virada para a Lagoa comprida, provavelmente uma propriedade privada, mas que tem umas vistas fantásticas. Quem se aventurar até aqui poderá utilizar o veiculo 4x4, mas a partir daqui, só mesmo uma máquina muito bem artilhada.
Waypoint

Covão dos Conchos

Barragem do Covão dos Conchos - esta pequena barragem desvia as águas da Ribeira das Naves para a Barragem da Lagoa Comprida através de um túnel com 1519 metros de comprimento.
geocache

GC4B123

Lagoa do Covão dos Conchos by Sphinx_n_Sophie, Traditional Cache (1/2.5)
geocache

GC4B12D

Fraga da Pena Ruiva by Sphinx_n_Sophie, Traditional Cache (1/2)
geocache

GC6T53P

Outra vista para a Lagoa by Los Martins, Traditional Cache (1.5/2.5)
Waypoint

Lagoa

Uma pequena Lagoa, gelada, que se encontra perto do Covão dos Conchos, mas ainda da parte de cima, sendo que é necessário avançar mais um pouco para se avistar os Conchos. Local com uma beleza fantástica.
Waypoint

Lagoa comprida

A barragem da lagoa Comprida, construída a partir de uma lagoa natural, constitui o principal reservatório de água da serra da Estrela. É a maior das lagoas do maciço superior e o seu potencial hidroelétrico elevado levou à construção da barragem em 1911, sendo uma das primeiras obras de engenharia desta natureza levadas a cabo em Portugal. Na vertente norte da lagoa observa-se um dos mais interessantes campos de blocos erráticos da serra da Estrela. Estes blocos de granito foram transportados pelos glaciares e abandonados aquando da fusão e recuo do gelo. Encontram-se, muitas vezes, depositados sobre afloramentos com natureza geológica diferente da sua. O estudo das características litológicas destes materiais permite determinar a origem e reconhecer o sentido do movimento do glaciar, revelando a dinâmica glaciária.
Waypoint

Lagoa pequena

Pequena Lagoa, no inverno completamente gelada, que se encontra entre o caminho e Lagoa Comprida
Waypoint

Vista para as Lagoas do Covão do Curral e do Covão do Forno

Lagoa do Covão do Curral A Lagoa do Covão dos Curral faz parte do complexo de barragens da central do Sabugueiro, de produção de energia eléctrica da EDP na Serra da Estrela, juntamente com as barragens do Vale do Rossim, Covão da Penhas Douradas, Covão da Erva da Fome, Covão do Vale do Conde e Lagoacho. Esta central faz o aproveitamento da energia das águas das Ribeiras da Fervença e do Covão do Urso, e é alimentada pelas barragens de Vale do Rossim e do Lagoacho, e ainda por este açude do Covão do Curral, interligados por um túnel em carga, um canal de adução que sai da barragem do Lagoacho, uma câmara de carga e uma conduta forçada. A Central tem um único grupo, com a potência nominal de 10 MW, equipado com turbina Pelton horizontal. A produtibilidade média anual é de 28 GWh. A lagoa artificial nasceu com a construção deste açude na Ribeira da Nave Travessa Está a uma altitude de 1480m, tem cerca de 1,1 km2 e capacidade de armazenamento de 159 mil m3 de água. Lagoa do Covão do Forno Situada ao "lado" da Lagoa Comprida, ao qual está ligada por um canal, onde esta última descarrega, a Lagoa do Covão do Forno é uma lagoa artificial (foi aproveitado uma lagoa natural já existente no Covão do Forno), devido à presença de um pequeno dique.
Waypoint

Vista para o Covão dos Conchos

Vista para o Covão dos Conchos. Apesar de ser possível observar a Lagoa, não é possível, a partir deste local, ver o "funil".

2 comentários

  • mjosecaceres 10/dez/2018

    Eu fiz esta trilha  verificado  Ver mais

    Es fácil, si bien puede complicarse en un tramo empedrado con agua.

  • Christian Rucho 29/jun/2019

    Eu fiz esta trilha  Ver mais

    Der Trail entspricht dem Weg zum Ziel. Er ist mit festem Schuhwerk gut begehbar. Wir waren zwei Erwachsene und ein 2 jähriges Kind. Das Kind saß in einer Kraxe auf dem Rücken seines Vaters. Selbst laufen wäre nicht auf der gesamten Strecke möglich gewesen. Zum einen wegen der Länge und zum anderen weil Teile des Weges mit Geröll zugeschüttet waren. Da muss man dann sehr vorsichtig laufen und ein Kind auf dem Arm wäre auch hinderlich für das Gleichgewicht. So war es aber relativ einfach.
    Weiterhin ist guter Sonnenschutz (am besten lange luftige Kleidung und ein großer Hut) und Wasser wichtig, denn es gibt keinerlei Schatten.
    Wir haben mit Kind auf dem Rücken 1 Stunde und 20 Minuten hin (ohne Pause) und 1 Stunde zurück gebraucht.

    Was in der Trailbeschreibung noch fehlt ist das letzte Stück um den See rum, damit man das Loch sieht. Das ist nämlich nur von einer Stelle sichtbar. Hier in der Beschreibung endet der Weg aber zu schnell.

Você pode ou esta trilha