Horas  3 horas 42 minutos

Coordenadas 892

Uploaded 30 de Abril de 2018

Recorded Abril 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.566 m
1.047 m
0
2,7
5,5
10,93 km

Visualizado 652 vezes, baixado 48 vezes

próximo a Orreaga, Navarra (España)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"

Esta área geográfica forma um maciço montanhoso bem diferenciado entre o Puerto de Ibañeta (1.057 m) e o Collado de Arnostegi (1.230 m), onde se entronca com o Monte Urkulu (1.419 m). Os picos mais destacados são Ortzantzurieta (1.567 m), Astobizkar (1.506 m), Txangoa (1.471 m) e Leitzarateka (1.414 m), todos panorâmicos, embora nas encostas se encontrem profundos bosques de faia de beleza exuberante. Ortzantzurieta é um cume geograficamente importante pela sua altitude, uma vez que supera a de outras montanhas que fazem parte desta área geográfica pirenaica como o Gorbeia (1.481 m) ou Aizkorri (1.528 m). Astobizkar é a primeira montanha da cadeia axial pirenaica desde o oceano que supera os 1.500 metros de altitude. No sopé da montanha situa-se a famosa igreja colegial de Orreaga / Roncesvalles (952 m).

Começamos o trilho no Alto de Ibañeta (1.057 m) onde há um monumento comemorativo da batalha de Roncesvalles, embora também haja trincheiras e bunkers de batalhas mais recentes (guerra civil). Desde aqui, seguimos as marcas da GR11, para evitar o asfalto, embora algo seja inevitável. Vamos ganhando altitude progressivamente, circunda-mos o cume de Iralepo (1.282 m) e alcançamos o Collado Ziza (1.248 m). Em seguida, contorna-mos a longa colina de Astobizkar (1.506 m), à nossa esquerda, junto ao Collado Lepoeder (1.429 m), por onde cruza o chamado Caminho de Napoleão. Agora seguimos para a direita para uma cota mais baixa (1.397 m), voltando a subir para rodear o Mendimotz (1.502 m) e alcançar ao Cume de Ortzantzurieta (1.567 m). Depois do descanso e das fotos da praxe voltamos para o Collado Lepoeder para seguir para o cume de Astobizkar (1506 m), mais fotos para eternizar o momento e voltamos para Ibañeta sem passar pelo Collado Lepoeder. Seguimos pela direita da colina do Astobizkar até à intersecção do caminho realizado na subida o qual seguimos depois até ao carro.

História da Batalha de Roncesvalles

O episódio mais conhecido é o da batalha de Roncesvalles, embora alguns historiadores tenham conseguido localizar o cenário mais a leste. Aconteceu em 778 quando a retaguarda de Carlos Magno foi atacada inesperadamente pelas tribos bascas em vingança pelo empreendimento que o próprio Carlos Magno travara em Pamplona, destruindo as muralhas que o defendiam. Na batalha Roldan morreu, o famoso tenente do monarca dos francos e que também era seu sobrinho. Tudo isso tornou-se parte de uma lenda que foi estendida por populares, dando origem, três séculos depois, ao conhecido "Chanson de Roland", a música épica mais antiga da Europa, e na qual eles narram, misturando história e ficção, todas essas aventuras. O texto manuscrito é mantido em Oxford e consiste em 4002 versos.
A partir do século IX, as peregrinações a Santiago de Compostela começam para que os fieis possam ver os restos mortais do santo. Desta forma, a passagem dos Pirenéus começam a ser frequentados pelos fiéis provenientes dos mais remotos sítios da Europa. Por esta razão, um eremitério dedicado a Santiago foi criado em Roncesvalles, e foi criado um hospital para peregrinos. Anteriormente, já deveria haver um mosteiro de San Salvador, na mesma altura de Ibañeta (hoje há uma ermida sob esta invocação), bem como a ermida de Santi Spiritus em Roncesvalles, mais conhecido como Silo de Charlemagne, assumindo que nela descansa os restos dos Francos caídos na famosa batalha. Mas seria Sancho VII, el Fuerte, quem ordenaria a construção da igreja colegiada no século XIII. Numa capela se encontra precisamente sua tumba, que fica sob uma figura de 2,24 m, o que parece ser a estatura do monarca, absolutamente incomum na época. Há também as correntes que entraram na batalha de Las Navas de Tolosa, sendo mais tradição que realidade, são aquelas que aparecem no escudo de Nafarroa. A planta da igreja é uma versão reduzida da Notre Dame.

4 comentários

  • DiogoHiker 26/mai/2018

    Magnifico trilho, com espectaculares panorâmicas...

  • antonrg6 3/jul/2019

    Um dia destes nos encontraremos por estas cumbres espactaculares muita saude e a seguir explorando..

  • alcosa 23/jul/2019

    I have followed this trail  verificado  View more

    Ruta sin complicaciones y con espectaculares vistas desde el inicio.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 23/jul/2019

    Hola alcosa!
    Gracias por tu comentario y valoración.
    Saludos.

You can or this trail