Hora  um dia 9 horas 44 minutos

Coordenadas 4914

Enviada em 4 de Novembro de 2017

Registrada em Outubro 2017

  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
-
-
2.386 m
1.033 m
0
10
20
40,19 km

Visualizado 2754 vezes, baixado 95 vezes

perto de Fuente Dé, Cantabria (España)

Trilho circular realizado em dois dias que atravessa o Maciço Central dos Picos da Europa pelo Valle de Las Moñetas, passando por Vega de Urriellu, Collado de Los Horcados Rojos, Cabaña Veronica, Tiros de Caseres, Vega de Liordes e Canal Padabejo com paisagens de beleza e diversidade ecológica impressionantes que são simplesmente de cortar a respiração.

1º DIA: FUENTE DE - VEGA DE URRIELLU

Realização: 28 Outubro 2017
Extensão: 22,2 km
Acumulado positivo: 2076 m
Acumulado negativo: 1218 m
Marcha efetiva: 9:38 horas
Pernoita: Refúgio de Urriellu
Percurso: Fuente Dé - Portillas de Boquejón - Ermita Nª Sª de Las Nieves - Campo Mayor - Vega de Sotres (Inverneiras del Toro) - Lago Moñetas - Hoyacón de Vilasobrada - Collada Bonita - Collada Celada - Vega de Urriellu

O trilho realizado tem início no parque de estacionamento do teleférico de Fuente De e segue o PR 24 em direção a Áliva por entre frondosos bosques de faias e carvalhos que ladeiam a vertente meridional do Pico de Valdecoro. O trilho vai progressivamente vencendo o desnível passando junto das Inverneiras de Iguedri, seguimos por caminho de pé posto e atravessamos o Rio Nevandi para o caminho de terra batida que liga Espinama ao Refugio de Áliva, o qual seguimos em direção às Portillas de Boquejón. Já perto da Ermita Nª Sª de Las Nieves deixamos o caminho de terra e seguimos para Vega de Sotres pelo Campo Mayor até às Inverneiras del Toro. Desde aqui seguimos por um trilho mariolado pelo vale de Las Moñetas, a ascensão a Vega de Urriellu por Las Moñetas e Collada Bonita é um caminho muito pouco usado mas de uma beleza impressionante a par de uma grande exigência física. Temos de ir muito atentos as mariolas e ao gps pois é fácil perdermo-nos. Passamos junto ao Lago Moñetas, de águas cristalinas, e seguimos por zona rochosa onde é necessário fazer uso das mãos para progredir em ligeira escalada. Impressionantes vistas sobre todo o Vale de Sotres e Los Picos de Ándara. O trilho segue para Cuchallón de Vilasobrada que contornamos à nossa direita para subir até Hoyacón de Vilasobrada e estamos exactamente em frente à Collada Bonita, resta-nos uma pequena trepada para atingir Collada Bonita, aqui ficamos surpresos com a beleza e imensidão da face sul de Naranjo de Bulnes. Agora há que descer com muito cuidado o ingreme canal de gravilha até Jou Tras el Picu e daqui seguimos para Collada Celada onde contornamos o Picu Urriellu pela nossa esquerda até ao Refúgio de Urriellu onde pernoitamos.

2º DIA: VEGA DE URRIELLU - FUENTE DE

Realização: 29 Outubro 2017
Extensão: 18 km
Acumulado positivo: 990 m
Acumulado negativo: 1585 m
Marcha efetiva: 7:22 horas
Percurso: Vega de Urriellu - Jou Sin Tierre - Jou Les Bouches - Collado de Los Horcados Rojos - Cabaña Verónica - Tiros de Casares - Las Colladinas - Vega de Liordes - Canal Pedabejo - Majada Remoña - Fuente Dé

Saímos do refúgio de Urriellu em direção a Jou Sin Tierre por caminho de pé posto mariolado, daqui seguimos por Jou Los Bouches para vencer o desnível vertical com a ajuda dos cabos pré instalados nas rochas e chegar ao Collado de Los Horcados Rojos, passagem muito exposta mas segura se feita com cuidado e sempre agarrado ao cabo fixado à rocha. Chegados ao Collado de Los Horcados Rojos seguimos o caminho bem definido do PR e logo avistamos a Cabaña Veronica, à nossa esquerda Los Horcados Rojos e à nossa direita o Tesorero. Continuamos a descer para depois voltar a subir ligeiramente até ao mítico refúgio da Cabaña Verónica. O trilho prossegue em direção a Tiros de Casares com a passagem por uma crista de rocha polida em que o abismo impressiona os mais sensíveis às alturas, e que em dias de chuva pode ser muito perigoso. Atravessamos várias zonas escarpadas com várias fissuras onde se deve ter muito cuidado. Depois o caminho torna-se menos exposto apesar de algumas subidas. O percurso está muito bem marcado com pontos vermelhos e mariolas. Subimos e baixamos o Canal de Tiros de Casares o que requer algum cuidado e uso das mãos para “escalar”. Ao longo do percurso, várias panorâmicas, simplesmente admiráveis e de magnitude espetacular… Seguimos para Las Colladinas onde rodamos completamente à esquerda para seguir o PR25 em direção a Vega de Liordes. Já em Vega de Liordes seguimos pelo caminho à direita em direção a Casetón de Liordes e Collado de Pedabejo, descendo o ingreme Canal de Pedabejo com muito cuidado devido à gravilha até a Majada de Remoña. Pouco depois intersetamos o Camiño de Santiago (segue à direita) e o Camiño Lebaniego (segue à esquerda) seguimos este último por estradão em direção a Fonfria e Fuente De onde terminamos este trilho circular no maciço central dos Picos da Europa
Waypoint

TELEFÉRICO FUENTE DÉ

Waypoint

FUENTE (PR PNPE 24)

Waypoint

PNR PICO DE VALDECORO

Waypoint

RIO NEVANDI

Waypoint

PORTILLAS DEL BOQUEJÓN

Waypoint

ERMIDA NªSª DE LAS NIEVES

Waypoint

CAMPO MAYOR

Waypoint

VEGA DE SOTRES (INVERNEIRAS DEL TORO)

Waypoint

CANAL

Waypoint

HOYO DE LA ARENA (SECO)

Waypoint

LAGO DE MOÑETAS

Waypoint

HOYACÓN DE VILASOBRADA

Waypoint

COLLADA BONITA

Waypoint

COLLADA CELADA

Waypoint

REFÚGIO DE LA VEGA URRIELLU

Waypoint

JOU SIN TIERRE

Waypoint

JOU LOS BOUCHES

Waypoint

COLLADO HORCADOS ROJOS

Waypoint

CABAÑA VERONICA

Waypoint

TIROS DE CASARES

Waypoint

VEGA DE LIORDES

Waypoint

GRUTA

Waypoint

CASETÓN DE LIORDES

Waypoint

COLLADO DE PEDABEJO

Waypoint

CANAL DE PEDABEJO

Waypoint

MAJADA REMOÑA

Waypoint

FUENTE MAJADA REMOÑA

Waypoint

INTERSEÇÃO CAMIÑO SANTIAGO

Waypoint

FUENTE DE FONFRÍA

3 comentários

  • DiogoHiker 4/nov/2017

    Já está nos meus favoritos! Obrigado pela partilha.

  • Foto de ruijcarvalho

    ruijcarvalho 26/jul/2020

    Obrigado pela partilha. Não o conheço bem esta zona e pretendo explorar melhor. Estou a tentar perceber se é possível realizar o trajeto em 3 dias. 20km com este desnivel por dia é puxado. Tens alguma sugestão? Obrigado abraço

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 29/jul/2020

    É sempre melhor fazer em três dias...
    Saudações

Você pode ou esta trilha