Baixar

Distância

13,42 km

Desnível positivo

640 m

Dificuldade técnica

Difícil

Desnível negativo

640 m

Elevação máx

2.420 m

Trailrank

71 5

Elevação min

1.821 m

Tipo de trilha

Circular

Hora

5 horas 28 minutos

Coordenadas

4233

Enviada em

14 de agosto de 2021

Registrada em

agosto 2021
  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
Compartilhar
-
-
2.420 m
1.821 m
13,42 km

Visualizado 169 vezes, baixado 4 vezes

perto de Puerto de Cotos, Castilla y León (España)

VÊ AS NOSSAS FOTOS PARA INSPIRAR A TUA PRÓXIMA AVENTURA
Never Stop Exploring
Caminhantes, trails to inspire your next adventure





CIRCULAR INTEGRAL DE PEÑALARA - SIERRA DE GUADARRAMA

O Maciço de Peñalara é um complexo montanhoso de granito que guarda os melhores vestígios glaciares da zona. Este maciço tem uma cornija de picos de 5,8 kms de comprimento que se estende de sul a norte desde o Puerto de Cotos (1830m) até ao Puerto de Los Neveros (2096m). Primeiro foi declarado Sítio Natural de Interesse Nacional e depois Parque Natural, até passar a fazer parte do Parque Nacional de Sierra de Guadarrama desde 2013. A Peñalara, com 2428 metros de altitude, é a montanha mais alta da Serra de Guadarrama, no Sistema Central. Localiza-se na fronteira entre as comunidades autónomas de Madrid e Castilla y León, nas províncias de Madrid e de Segovia.

A Circular Integral de Peñalara é um dos percursos de trekking mais famosos de Madrid. Os seus 14 quilómetros de percurso revelam a incrível paisagem de lagoas e formações glaciares do Parque Nacional de Sierra de Guadarrama, coroada pela ascensão ao Pico de Peñalara, o ponto mais alto da região. É um dos picos mais emblemáticos e importantes deste sistema montanhoso, sendo a culminação do referido maciço montanhoso. A Circular Integral de Peñalara não é um trekking para todos as pessoas, pois tem uma parte do percurso bastante exposta - o Risco de los Claveles (2388m), uma aresta de caos rochoso, mas que pode ser contornada por um caminho um pouco abaixo da referida aresta.

Por se tratar de um circuito muito popular, com acessos por transportes públicos, e parte do trajeto coincidir com outros percursos mais simples e muito procurados ao domingo, há uma grande afluência de visitantes. Aconselha-se a fazer o percurso preferencialmente em dias da semana, em caso de ser ao fim de semana, começar bem cedo para terminar no horário de maior afluência.




DESCRIÇÃO DA TRILHA

O início da trilha é em Puerto de los Cotos, ponto de partida para grande parte das opções que existem em torno de Peñalara. Decidimos fazer o percurso no sentido anti-horário, percorrendo, assim, inicialmente o Parque Natural de Peñalara pelas diferentes lagoas, subindo ao vértice geodésico de Peñalara pelo Risco de los Pájaros e pelo Risco de los Claveles, para regressar ao ponto de partida por Hermana Mayor e Hermana Menor.

Saímos do parque de estacionamento e seguimos por um passadiço em direção ao Centro de Visitantes de Peñalara. Aqui tomamos o amplo caminho florestal que começa na pequena casa do guarda, sempre a subir, atravessamos um belo pinhal até ao Mirador de La Gitana. As suas fabulosas vistas são apenas a antecipação do que nos espera mais para a frente. O caminho continua até alcançar o Cobertizo del Depósito, cruzamento que nos permite iniciar a parte circular do percurso. Aqui, como decidimos fazer o percurso no sentido anti-horário, seguimos o caminho à direita.

Agora o caminho torna-se mais estreito e sobe a meia encosta, passa pela Fuente del Cedrón, o panorama é magnifico! Excelentes vistas para a Cuerda Larga e o Vale do Lozoya. Voltamos a encontrar nova Caseta del Guardia. Prosseguimos pela Hoya de la Laguna Grande, em grande parte do caminho por passadiço até alcançar a Laguna Grande de Peñalara, local de especial interesse e em processo de regeneração devido à sobre-exploração sofrida em anos anteriores. Não nos podemos aproximar da beira da lagoa, existe uma cerca que o delimita para proteger a regeneração da vegetação.

Saímos da Laguna Grande de Peñalara à nossa direita e vamos ao encontro do Mirador de Javier, onde intersetamos o “Camino a Las Lagunas de Claveles y los Pájaros”, trilho ascendente, que segue para norte, até às referidas lagoas, passando por um Mirador Natural, local escolhido para a pausa do reforço da manhã, enquanto desfrutávamos das esplendidas panorâmicas.

Retomando o trilho pela Hoya de Pepe Hernando, o percurso atravessa a zona de Las Charcas e de Los Llanos de Peñalara, passando pelas Las Cinco Lagunas e Laguna de Los Claveles. Este setor está salpicado por pequenas lagoas. O caminho leva-nos inequivocamente à grande Laguna de los Pájaros, nas fraldas do Risco de los Pájaros e Risco de los Claveles, à nossa direita estende-se todo o Valle de Lozoya. Aqui, o trilho roda à esquerda para seguir para sul em direção ao Risco de Los Pájaros.



O caminho torna-se mais ingreme e pedregoso. Seguimos pelo Risco de los Pájaros e, o mais conhecido, Risco de los Claveles, que formam a Aresta de los Claveles. De longe impõe respeito, embora então não seja tão difícil quanto parece, mas é preciso ter sempre o máximo cuidado na progressão pelo caos rochoso, nenhum erro pode ser cometido. É a parte mais íngreme do percurso e que pode apresentar alguma dificuldade, não aconselhável a quem não se sinta confortável neste tipo de terrenos, as quedas de ambos os lados podem ser fatais. Para os mais cautelosos, há um caminho à direita que contorna a aresta. As vistas são excelentes. Vemos todo o vale e Lozoya. O reservatório de La Pinilla e as cidades de Rascafría e Lozoya, entre outros. Também vemos o planalto norte - La Granja de San Ildefonso, Valsaín, Palazuelos de Eresma, Segovia e até Navalmanzano. Em dias claros, pode-se ver até Valladolid.

Depois de passar pela Arista Claveles, chegamos a um pequeno penhasco que antecede Peñalara, uma placa indica Peñalara de um lado e Risco Claveles do outro. Se nesse ponto olharmos para trás para ver parte da aresta percorrida, a imagem não pode ser mais bonita! Daqui, não resta nada para o atingir o objetivo do dia…

Chegamos! Pico de Peñalara (2428m), marcado pelo seu Vértice Geodésico, estamos no teto da Serra de Guadarrama, Segóvia e Madrid. As vistas que nos oferece são imbatíveis. O esforço valeu a pena e é hora de descansar e aproveitar o momento. A única coisa menos boa é que, sendo um pico tão fácil de fazer, há uma grande multidão de pessoas, apesar disso, o sitio é espetacular e tem lugar para todos.



Aqui, fizemos a pausa de almoço enquanto apreciávamos as panorâmicas: Siete Picos - Somontano (2138m); Peña del Águila (2008m); Torozo (2021m); Pico Zapatero (2158m); Peña del Oso (2196m), entre muitos outros…

Depois deste merecido descanso, retomamos o percurso que agora é sempre a descer até Puerto de Cotos. Seguimos o caminho bem definido que desce ao longo da cumeada do Circo de Peñalara, passando pelos dois últimos cumes - primeiro e à nossa esquerda Hermana Mayor (2284m) e logo depois, à nossa direita, Hermana Menor (2269m). As vistas durante a descida são muito bonitas. Em frente temos a Cuerda Larga, com as Cabezas de Hierro, que dominam a paisagem, e à nossa esquerda, o Circo de Peñalara com a área do Refúgio Zabala a seus pés. O caminho é marcado com mariolas e também com sinais que depois de Hermana Menor dá lugar a um amplo caminho florestal pedregoso que nos leva até ao Mirador de la Gitana. A partir daqui seguimos o amplo caminho florestal que fizemos no inicio e que nos leva de volta ao Puerto de los Cotos. Terminamos a atividade, uma vez mais, na “Terraza” da Venta Marcelino onde refrescamos as gargantas com umas cervejas acompanhadas pela famosa "tortilla" espanhola.


FICHA TÉCNICA
Realização: 8 agosto de 2021
Percurso: Puerto de los Cotos (1830m) - Mirador de la Gitana - Laguna Grande de Peñalara - Laguna de los Claveles - Laguna de los Pájaros - Risco de los Pájaros (2334m) - Risco de los Claveles (2388m) - Peñalara (2428m) - Hermana Mayor (2280m) - Hermana Menor (2271m) - Mirador de la Gitana - Puerto de los Cotos (1830m)
Distancia: 13,4 km
Duração: 5h12min
Tempo em movimento: 3h11min
Tempo parado: 2h01min
Movimento médio: 4,2km/h
Acumulado positivo: 671m
Acumulado negativo: 690m







Se gosta das nossas trilhas adiciona a tua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes
Waypoint

PUERTO DE LOS COTOS

Waypoint

CASA DEL PARQUE

Waypoint

FUENTE DE CUBEIRO

Waypoint

MIRADOR DE LA GITANA

Waypoint

DERECHA (R3)

Waypoint

FUENTE DE CEDRÓN

Waypoint

INDICADOR (REF. ZABALA - LAGUNA GRANDE)

Waypoint

LAGUNA GRANDE DE PEÑALARA

Waypoint

MIRADOR DE JAVIER

Waypoint

VISTA HOYA DE PEPE HERNANDO

Waypoint

HOYA DE PEPE HERNANDO

Waypoint

LAS LAGUNILLAS

Waypoint

CINCO LAGUNAS

Waypoint

PANORAMA EMBALSE DE LA PINILLA

Waypoint

LAGUNA

Waypoint

LAGUNA DE LOS PÁJAROS

Waypoint

VISTA DEL RISCO DE LOS PÁJAROS

Waypoint

RISCO DE LOS PÁJAROS

Waypoint

RISCO DE LOS CLAVELES

Waypoint

PEÑALARA (2428M)

Waypoint

HERMANA MAYOR

Waypoint

HERMANA MENOR

Waypoint

INDICADOR (REF. ZABALA)

Waypoint

INDICADOR (LAGUNAS CHICA Y GRANDE)

2 comentários

  • Foto de PicosAlpinos

    PicosAlpinos 18 de ago de 2021

    Espetacular!
    Já está nos meus favoritos.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 18 de ago de 2021

    Obrigado pelo comentário e avaliação da trilha. Saudações.

Você pode ou esta trilha