-
-
1.092 m
-4 m
0
15
30
59,02 km

Visualizado 1105 vezes, baixado 83 vezes

próximo a Parati Mirim, Rio de Janeiro (Brazil)

************ O WIKILOC LIMITOU OS PONTOS DE INTERESSE. SE ALGUÉM QUISER O TRACKLOG MAIS DETALHADO, É SÓ ME PEDIR.

1º Dia:

Oratória x Sono - 25 min
Sono x Água Jamanta (quase cume) - 4 hrs e 15 min
Água Jamanta x Cume Jamanta - 25 min

2º Dia:

Cume Jamanta x Cachoeira do Rio Grande - 2 hrs e 45 min
Cachoeira do Rio Grande x Praia Cruzeiro - 1 hr e 10 min
Praia Cruzeiro x Praia Grande de Cajaiba - 2 hrs e 40 min
Praia Grande de Cajaiba x Pouso de Cajaiba - 2 hrs 30 min
Pouso de Cajaiba x Martins de Sá - 55 min

3º Dia: Só descansei

4º Dia:

Martins de Sá x Farol da Juatinga - 2 hrs e 15 min
Farol da Juatinga x Martins de Sá - 3 hrs
Martins de Sá x Caiuruçu das Pedras - 1 hr e 40 min
Caiuruçu das Pedras x Ponta Negra - 3 hrs
Ponta Negra x Sono - 1 hr e 30 min
Sono x Oratória - 40 min


OBS: Para a realização do trajeto Praia do Sono x Pedra do Jamanta x Cachoeira do Rio Grande (Mamanguá), foi utilizado o tracklog do angelone (https://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=2488423).

Esse trecho foi o mais confuso de toda o meu circuito, sendo que em algumas partes eu me perdia, cortava alguns cipós e matos, e voltava para o resquício de trilhas de caçadores e mateiros da região. Realmente é SÓ PARA PESSOAS MUITO EXPERIENTES, E COM MUITO DOMÍNIO DO GPS!!! VÁ PREPARADO PARA ENFRENTAR UM TERRENO HOSTIL, E DE EXTREMA DIFICULDADE DE ORIENTAÇÃO E DE TRANSPOSIÇÃO DO TERRENO NATURAL, COM MUITOS CIPÓS, BAMBUZINHOS CORTANTES, BURACOS ENTRE RAÍZES, TEIAS DE ARANHA E TRECHOS BEM ESCORREGADIOS.

OBS: Sobre o trecho Praia do Sono x Pedra da Jamanta X Cachoeira do Rio Grande, o ponto de água no tracklog do angelone (https://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=2488423), situado no km 8,7, à 453 metros de altitude, NÃO É CONFIÁVEL EM DIAS DE SECA. ESTE PONTO ESTAVA COMPLETAMENTE SECO NO DIA EM QUE LÁ PASSEI. PORTANTO, SOMENTE HAVERÁ ÁGUA LÁ QUANDO ESTIVER EM ÉPOCA DE CHUVA CONSTANTE. O PONTO REALMENTE CONFIÁVEL E QUE, PROVAVELMENTE, SEMPRE ESTARÁ COM ÁGUA, É O PONTO EM QUE DEIXEI MARCADO NO MEU TRACKLOG, QUASE CHEGANDO AO CUME DO JAMANTA. PORÉM, PARA ACESSAR ESSE PONTO DE ÁGUA, APESAR DE ESTAR BEM PRÓXIMO DA TRILHA PRINCIPAL, DEVE SE SUBMETER A UM DESGASTANTE VARA MATO. Estou colocando a dificuldade "Só para experientes" justamente por causa desse trecho. O restante da travessia é razoavelmente tranquilo de se orientar.

OBS: A área no cume da Pedra do Jamanta é bem pequeno, cabendo, no máximo umas 3 barracas. Talvez seja possível dormir com redes no cume,pois existem poucas, porém boas árvores para a fixação das redes. No dia em que lá dormi, pernoitei em uma barraca pequena.

OBS: Fiz a trilha do Farol da Juatinga de noite, saindo da Praia de Martim de Sá às 2:30 da madrugada, e chegando no farol as 4:45. Fui bem rápido, parando pouquíssimas vezes apenas para marcar pontos de água. A ideia era fazer a trilha noturna para pegar o nascer do sol do Farol. Realmente valeu MUITO a pena. Além de um ótimo ponto de observação de estrelas, o nascer é exuberante! Acredito que se fosse mais devagar e parando mais vezes, chegaria no farol as 5:30.

Ainda sobre o trajeto Martim de Sá x Farol da Juatinga, o trecho Martim de Sá x Praia da Sumaca é o pior de todos, principalmente se você optar por fazê-lo ao contrário (Farol x Martim de Sá), pois você pegará quase o dobro de subida, e são subidas bem desgastantes para se fazer no sol escaldante da região!

O trecho Sumaca x Farol é MUITO bonito, e muito gostoso de se fazer! Existem vários trechos com visual. Foi um dos trechos mais bonitos de todo o circuito, ou talvez O MAIS bonito e agradável.

OBS: A Enseada de Cajaiba (Itaoca, Calhaus, Panema e Pouso) foi o trecho menos agradável do circuito, COM EXCEÇÃO DA PRAIA GRANDE DE CAJAÍBA, a qual preserva ainda a paz, a limpeza e o bom equilíbrio entre homem e natureza. Por ser a região MAIS povoada de todo o circuito, a região da Cajaíba foi o local que escolhi não voltar em uma próxima vez (visão particular).

OBS: Em uma próxima ocasião em que voltar ao local, novamente optarei por ficar mais dias em Martim de Sá. Para mim, o que impressiona nessa praia não é o tom da sua água, ou a beleza da areia ou algo assim, mas sim, é o nível de preservação absurda que existe no local! É a praia mais preservada de toda aquela região, sobretudo pelo grande esforço do Seu Maneco e família em manter o local intocado por grandes corporações e pessoas descompassadas com o ambiente natural que desejam fincar bandeira naquela praia.

Além disso, Martim de Sá pode ser uma "base" para a realização de BELAS trilhas ao redor, como o Praia de Cairuçu das Pedras, Pico do Miranda, o Poção, Praia da Sumaca e Farol da Juatinga. Todas com possibilidade de se fazer, curtir e voltar ainda de dia para Martim de Sá.

Lembrando que o camping de Martim de Sá está R$ 20,00 por pessoa; NÃO conta com energia elétrica; a cozinha comunitária do camping só possuí FOGÃO À LENHA (não possuí fogão à gás), mas possuí pratos, talheres e panelas para o uso de todos, além, claro, de mesas de madeira, uma pia, esponja e sabão de coco para lavar as louças; as áreas do camping são bem limpas e organizadas, dando inveja a qualquer outra camping de outras praias; não há venda de bebida alcoólica, porém, acho que eles não proíbem o consumo de bebida alcoólica no camping; o Seu Maneco e família vendem PF, bolos, pasteis e outros tipos de lanches para os habitantes temporários do camping; não há papel higiênico disponível, por isso, leve de casa (pelo menos eu não vi nos banheiros); existem regras bem razoáveis para que todos possam contribuir com a mantença da preservação da paz e tranquilidade do local.

OBS: Falando em Caiuruçu das Pedras, realmente é um local muito bonito! Fiquei com uma baita vontade de acampar por lá, mas não tinha mais dias sobrando, e acabei passando chutado pelo local, só parando para perguntar ao Seu Aprígio, dono do camping, sobre a estrutura do camping e o preço (R$ 20,00). O camping possuí cozinha comunitária (FOGÃO À GÁS E A LENHA), contando com panelas, talheres, copos e pratos comunitários, além de esponja e sabão para limpeza dos utensílios; energia elétrica (SOMENTE PARA LUZ); chuveiro com água fria; área bem plana, extensa e limpa de camping;

OBS: Para o pessoal que deseja ficar no Mamanguá, aconselho a Praia do Cruzeiro, pois é o ponto de saída para a Pedra do Pão de Açúcar de Mamanguá. Fiquei com uma baita vontade de pegar o pôr do sol lá do cume,porém, cheguei extremamente cedo a praia (14:00 hrs), e tive que optar pelo nascer no Farol ou por do sol no Pão de Açúcar. Já ficou claro qual foi a minha escolha. =)

OBS: As duas subidas mais TENSAS de todo o circuito são nos trajetos Praia do Engenho x Praia Grande de Cajaíba e, ganhando disparado, é o trecho Praia de Caiuruçu das Pedras x Ponta Negra, com uma subida bem longa e íngreme, e com um desnível BEM acentuado que despenca até Ponta Negra.

OBS: O trecho Pouso de Cajaíba x Martim de Sá é bem tranquilo. Fiz em 55 minutos. Indo bem devagar e parando, acredito que dê para fazer em 1 hora e 30 min.

OBS: Segundo a Teresa, filha do Seu Maneco, o valor de barco de Paraty Mirim até Pouso de Cajaíba (ida), está na faixa de R$ 50,00, em grupos de no mínimo 3 pessoas. Ou seja, em grupos de 2 ou apenas 1 pessoa, o valor mínimo a ser pago é de R$ 150,00. O preço do barco que saí de Paraty Mirim e vai direto para Martim de Sá (ida), esta saindo R$ 100,00 por pessoa (no mínimo 3 pessoas), ou seja, R$ 300,00 o preço mínimo.


** Qualquer outra dúvida a respeito do circuito, podem perguntar. Assim que visualizar a pergunta, eu respondo o mais breve possível.


*** Esse circuito também está contido na plataforma aventurebox.com no link: https://aventurebox.com/luisfelipeads/travessia-mamangua-via-jamanta-x-juatinga-com-farol/report

View more external

583m
Essa água é super confiável. Na dia em que passei por lá (26.08.2017) não chovia há 2 semanas, e ainda havia água por lá!
Praia dos Antigos
Praia dos Antiguinhos
Praia do Baixio
Praia do Bananal
Cachueira
Cachoeira do Índio
Praia do Cairuçu
Praia dos Calhaus
Camping com luz elétrica (placa solar), cozinha comunitária (com fogão à gás e a lenhas), área de camping plana, limpa e muito boa. Preço: R$ 20,00

27 comentários

  • Foto de Robson Ð Oliveira

    Robson Ð Oliveira 5/out/2017

    Luiz, perfeito relato e travessia, parabéns!!

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 10/out/2017

    Valeu Robson!! Espero ter ajudado! Se quiser o track mais detalhado, é só falar!

    Grande abraço!

  • Foto de Keila Beckman

    Keila Beckman 18/nov/2017

    Olá Luis. Tudo bom?
    Quanta informação. Muito obrigada.
    Já fiz a travessia da Juatinga, de Pouso da Cajaíba até a vila Oratório e depois de ver seu post do circuito fiquei interessadíssima. Será que vc poderia me passar o track mais detalhado? Vou fazer esse circuito daqui 2 semanas ([email protected]).
    Me diz uma coisa, qual seu ritmo de caminhada? Parece que vc anda bem. Achei o trecho Jamanta direto para Martim de Sá bem puxado. Estou pensando então em dormir na Praia Grande de Cajaíba, no segundo dia.
    Pensando em fazer os campings assim: Jamanta, Praia Grande de Cajaíba, Cairuçu, Ponta Negra.
    O que você acha? Será que fica mais leve a caminhada do segundo dia assim? Ou será que eu tenho que dormir antes ainda, na Praia do Cruzeiro?

  • Foto de Keila Beckman

    Keila Beckman 18/nov/2017

    A ideia é ter também um tempo para curtir as praias.

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 19/nov/2017

    Olá, Keila Beckman, tudo bem?

    Eu iria te explicar tudo por aqui mesmo.. Mas vou mandar todos os detalhes por email então, já que vou lhe enviar o track.

    Tudo bem?

    Já te envio agora mesmo.

  • Foto de Keila Beckman

    Keila Beckman 19/nov/2017

    Claro Luís. Tudo bem sim. Muito obrigada =)

  • Luis Paulo Pinto 17/jan/2018

    Oi Luis, beleza?
    Cara, tem como mandar o tracking completo para mim por favor?
    mandei meu email no pvt.
    Abs

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 18/jan/2018

    Fala Luis Paulo, tudo bem?
    Acabei de enviar um email com o track..
    Espero que lhe ajude.

    Grande abraço.

  • tiagomortatti 3/fev/2018

    Oi Luis, muito bacana o relato to querendo fazer (pelo menos parte) desse circuito. Pode mandar esse track pra mim completo? valeu. [email protected]

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 3/fev/2018

    Opa, eai tiago, tudo bem?
    Acabei de mandar os tracks. Dê uma olhada lá no seu email.

    Abração

  • Max Warner 30/abr/2018

    Fala luis! Beleza? Parabéns pela aventura, cara! Muito bom seu relato! Poderia me passar o track completo por email por favor? [email protected]

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 30/abr/2018

    Opa.. Olá Max Warner. Muito obrigado. Posso lhe passar assim.
    Grande abraço.

  • Thiago T D Silva 10/jun/2018

    Salve Luís! Muito show essa travessia, mandou muito bem! Já fiz a travessia clássica, me resta conhecer o Pico da Jamanta! Se puder, por gentileza, me enviar todo o tracklog, agradeço!
    [email protected]
    Abraço e obrigado!

  • Foto de julianoafernandes

    julianoafernandes 21/jun/2018

    Bom dia ! Seu relato está ajudando muito no meu planejamento para fazer todo circuito incluindo o pico Pão de Açúcar! Poderia me enviar todo track log?

  • Gmota10 29/jun/2018

    Otimo relato Luís Felipe Backpacker.
    Parabens pela travessia e pelo grande numero de informações.
    Fiz a volta da Joatinga com 2 amigos no inicio do ano e estavamos falando a respeito de repetir a dose.
    Se possivel mi envie o Track mais detalhado por genrtileza. Pretendemos dormir no topo da jamanta.
    Obrigado desde já.

    Um abraço.

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 29/jun/2018

    Olá Thiago, tudo bem?
    Primeiramente, muito obrigado! Fico feliz que esteja ajudando.

    Desculpe a demora. Acabei de enviar o tracklog para você.

    Boa trilha! Abração

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 29/jun/2018

    Olá juliano, tudo bem?

    Primeiramente, fio feliz demais por estar lhe ajudando!

    Cara, só enviar seu email para mim, por favor, que eu te envio na mesma hora!

    Fico no aguardo. Grande abraço

  • Foto de Carvalho diogo

    Carvalho diogo 25/jul/2018

    parabéns Luis, ótimo post.
    ajuda bastante a pessoa que quer fazer esta atravessia.

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 26/jul/2018

    Olá Carvalho! Muito obrigado pelas palavras! Espero ter lhe ajudado de alguma forma.

  • Foto de Alessandro Jaral

    Alessandro Jaral 22/set/2018

    Olá Luís tudo bem?
    Fiz este ano a travessia da Juatinga da Praia do Engenho até a Vila Oratório, via cachoeira do Saco Bravo, e fiquei interessado em fazer uma volta completa. Estava estudando uma trilha que parte da Vila Oratório até o Saco do Mamanguá, daí encontrei este seu tracklog via Pico do Jamanta e fiquei muito interessado pois não seria preciso pegar barco, além de conhecer um dos pontos culminantes da reserva. Outro ponto que faltou para mim foi a Praia da Sumaca e a ponta da Juatinga.
    Li também o relato do Angelo Neto sobre a dificuldade em encontrar a trilha até o cume, inclusive você deixou o link do tracklog dele, que levou um dia inteiro para subir até o cume. Você teve a mesma dificuldade ou com a ajuda do tracklog foi mais fácil?
    Seria possível me enviar seu tracklog mais detalhado? ([email protected])
    Outra pergunta, é possível acampar na Sumaca?
    Parabéns pelo seu relato e pela travessia!

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 25/set/2018

    Olá Alessandro, tudo bem?
    Alessandro, respondi você pelo email, tudo bem?
    Desculpe a demora.
    Grande abraço.

  • Foto de Alessandro Jaral

    Alessandro Jaral 26/set/2018

    Olá Luís Felipe, beleza?
    Não recebi o e-mail, enviou para este mesmo que indiquei no comentário acima? Se puder confirmar, agradeço muito.
    Grande abraço.

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 26/set/2018

    Ola Alessandro.. Fiz nova tentativa de envio.
    Depois dê uma olhada no seu email.
    Grande abraço.

  • Foto de Alessandro Jaral

    Alessandro Jaral 26/set/2018

    Olá Luís Felipe!
    Agora recebi!
    Percebi mesmo que deve ter feito um esforço hercúleo para ir do Jamanta direto para Martim de Sá, sei como é puxada a trilha. Mas devo ir com bem mais dias para ter mais tranquilidade.
    Muito obrigado pelas infos!
    Grande abraço

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 26/set/2018

    Perfeito, Alessandro.
    Sim! Foi um desafio extremo! Antes tivesse me programado para 5 dias, e não me desgastado tanto.
    Mas eu aconselho demais conhecer o Jamanta. A vista de lá é espetacular.
    De nada.. Espero que ajude.
    Boa trilha!

  • Foto de Amigos de Trip

    Amigos de Trip 6/nov/2018

    Beleza cara, muito legal seu relato, não conheço ainda a travessia mas quero ir agora nesse mês, vi que você indica 5 dias para fazer tranquilo, acho que vou fazer isso. Quando você foi, fez sozinho inteira? Acha ruim fazer solo? Pergunto pois lá pelo menos no começo é região mais popular já que é no sono. E você poderia mandar pra mim o track completo? [email protected]
    Muito obrigado e parabéns pelas fotos, te ad no insta

  • Foto de Luís Felipe Backpacker

    Luís Felipe Backpacker 9/nov/2018

    Fala Amigos da Trip.
    Primeiramente, muito obrigado pelo comentário.
    Sim, fiz a travessia inteira sozinho, pois infelizmente não encontrei ninguém na época pra entrar nessa comigo.
    Particularmente, não acho ruim fazer trilhas sozinho. Mas essa é uma opinião particular, porque a experiência é diferente. Quando faço trilhas com outras pessoas, o aprendizado é diferente da experiência de caminhar solo na natureza. Nem pior e nem melhor. Espero que tenha conseguido explicar direito. ;P
    Então, depois do sono, indo em direção ao Jamanta, você não encontrará nada além de floresta. E, depois, descendo até o Mamanguá, só encontrará um resquício de estruturas primitivas provavelmente feitas por caçadores.
    Já no Mamanguá em diante, você encontrará estrutura humana por quase todo o percurso.
    Vou te enviar o trackog e mais infos sobre o caminho.
    Grande abraço.

You can or this trail