Tempo em movimento  3 horas 51 minutos

Hora  8 horas 28 minutos

Coordenadas 2397

Enviada em 10 de Agosto de 2020

Registrada em Agosto 2020

-
-
1.111 m
981 m
0
3,3
6,6
13,14 km

Visualizado 328 vezes, baixado 17 vezes

perto de Cachoeira de Fátima, Santa Catarina (Brazil)

Data: 08 de agosto de 2020
Tempo: céu aberto
Temperatura: em torno de 28º (sem sinal, não sabíamos a temperatura exata)
Grupo: 12 pessoas

Saindo de Porto Alegre, seguimos pela Freeway (BR-290) até Gravataí, onde pegamos a RS-020 até a cidade de Cambará do Sul. De lá, pegamos a estrada que leva até os Parque Nacional da Serra Geral. A estrada é asfaltada e bem conservada até as proximidades do parque, depois, vira uma estrada de chão e pedras, mas dá pra ir com qualquer carro.

Chegando no parque, deixamos todas as pessoas e bagagens em um recuo na estrada, próximo à trilha que leva à Cachoeira do Tigre Preto, seguimos com todos os carros até o estacionamento e voltamos com todos os motoristas em apenas um, que ficou no recuo até o fim do dia. Essa estratégia nos economizou 3km de caminhada pela estrada, por isso a trilha não é cíclica.

Partimos à pé a partir do recuo perto da Cachoeira do Tigre Preto, passamos pela cachoeira, fomos até a Pedra do Segredo e depois fizemos (quase) toda a borda sul do cânion, terminando a trilha de volta ao estacionamento.

Observando o mapa, pode-se notar que desviamos um pouco o curso para retornar até os veículos. Esse trecho nós passamos por um charco, que não deveríamos passar. O melhor é seguir pela borda até a estrada que conduz ao estacionamento ou contorná-lo pelo lado direito.

Quando retomamos a trilha, acabamos não fazendo um pequeno trecho, perdendo um dos mirantes. Nossa intenção era avançar um pouco mais para explorar os últimos mirantes mas nesse ponto já tínhamos "perdido" parte dos integrantes do grupo para o cansaço, então, ficamos no mirante principal.

Classifiquei a trilha como moderada apenas pela distância percorrida. Fora isso, o caminho é muito bem definido e com bastante sinalização. Tivemos subida apenas no Pico da Jararaca e no alto do mirante, mas são subidas bastante tranquilas de fazer, o restante da trilha tende a ser bastante plano ou pouco inclinado.

Nesse dia, quase não teve vento e o sol foi bastante intenso. O cânion estava bem visível no início do dia e foi ficando enevoado mais no fim da tarde.

Dica: Existem muitos pontos de sombra próximo à cachoeira e praticamente nenhum ponto de sombra no restante do trajeto. Se organizem para lanchar e descansar na região da cachoeira e caprichem no protetor solar e bonés.

Ver mais external

Estacionamento

Recuo na estrada

Queda d'água

Cachoeira do Tigre Preto

Panorama

Mirante para Pedra do Segredo

Waypoint

Pedra do Segredo

Vista pelo outro lado
Interseção

Bifurcação

Rio

Passo Brinco de Princesa

Nós cruzamos esse córrego umas três vezes. Se for pegar água do córrego, não esqueça de sempre usar Clorin.
Queda d'água

Mirante Cachoeira do Tigre Preto

Esse é o mirante que tivemos a melhor visão da cachoeira.
Interseção

Caminho para o mirante

Seguindo nessa direção, existe mais um mirante para a Pedra do Segredo.
Interseção

Indicação para o Mirante da Pedra do Segredo

Panorama

Mirante para a Pedra do Segredo

Panorama

Mirante

Pico

Pico da Jararaca

Panorama

Mirante

Panorama

Mirante

Panorama

Mirante da Costa

Infelizmente, nesse horário, já tinha bastante névoa.
Panorama

Mirante Principal

Rio

Travessia do córrego

Estacionamento

Estacionamento

Comentários

    Você pode ou esta trilha