Horas  4 horas 34 minutos

Coordenadas 1019

Uploaded 28 de Setembro de 2014

Recorded Setembro 2014

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.075 m
814 m
0
5,6
11
22,59 km

Visualizado 2110 vezes, baixado 91 vezes

próximo a Agés, Castilla y León (España)

O Caminho Francês é a rota das estrelas, é o Caminho de Santiago por excelência. Partindo de Saint Jean Pied de Port, é uma viagem de quase 800 quilómetros até o oeste, com a Via Láctea que acompanha, desde o céu, a essência de uma rota milenar na terra… até Santiago de Compostela.
Como a rota é muito extensa, necessitando de 31 dias para a percorrer a proposta é dividir o Caminho Francês em três fases, um em cada ano, isto é, começar no ano de 2014 e terminar no ano de 2016.

Ano 2014
Saint Jean Pied de Port – Burgos (287,5 Kms)
Ano 2015
Burgos – Ponferrada (282,5 Kms)
Ano 2016
Ponferrada – Santiago de Compostela (216 Kms)
Santiago de Compostela – Finistera (91 Kms)

As etapas do 1º ano:
1ª Etapa: Saint Jean Pied de Port - Roncesvalles 
2ª Etapa: Roncesvalles - Zubiri 
3ª Etapa: Zubiri - Pamplona/Iruña 
4ª Etapa: Pamplona/Iruña - Puente la Reina/Gares 
5ª Etapa: Puente la Reina/Gares - Ayegui 
6ª Etapa: Estella/Lizarra - Torres del Río 
7ª Etapa: Torres del Río - Logroño 
8ª Etapa: Logroño - Nájera 
9ª Etapa: Nájera - Sto. Domingo de la Calzada 
10ª Etapa: Sto. Domingo de la Calzada - Belorado 
11ª Etapa: Belorado - Agés 
12ª Etapa: Agés - Burgos 

As etapas do 2º ano:
13ª Etapa: Burgos - Hontanas 
14ª Etapa: Hontanas - Boadilla del Camino 
15ª Etapa: Boadilla del Camino - Carrion de los Condes 
16ª Etapa: Carrion de los Condes - Terradillos de los Templarios 
17ª Etapa: Terradillos de los Templarios - Bercianos del Real Camino 
18ª Etapa: Bercianos del Real Camino - Reliegos 
19ª Etapa: Reliegos - León 
20ª Etapa: León - San Martin del Camino 
21ª Etapa: San Martin del Camino - Astorga 
22ª Etapa: Astorga - Foncebadón 
23ª Etapa: Foncebadón - Ponferrada 

As etapas do 3º ano:
24ª Etapa: Ponferrada - Villafranca del Bierzo
25ª Etapa: Villafranca del Bierzo - Laguna de Castilla
26ª Etapa: Laguna de Castilla - Triacastela
27ª Etapa: Triacastela - Sarria (Por Samos)
28ª Etapa: Sarria - Portomarín
29ª Etapa: Portomarín - Palas de Rei
30ª Etapa: Palas de Rei - Arzúa
31ª Etapa: Arzúa - O Pedrouzo
32ª Etapa: O Pedrouzo - Santiago de Compostela
Epílogo a Finisterre
33ª Etapa: Santiago de Compostela - Negreira
34ª Etapa: Negreira - Olveiroa
35ª Etapa: Olveiroa - Cabo Finisterre

12ª ETAPA AGÉS - BURGOS

Esta é a última etapa deste ano (2014), quer para nós, Joaquim e Carlos, quer para a Sílvia. Mantivemos a rotina de levantar cedo e fazermo-nos à estrada… Burgos fica a pouco mais de vinte e três quilómetros.

Saímos do albergue e palmilhamos o alcatrão da estrada que atravessa a localidade em direcção a Atapuerca, particamente sempre em linha reta, deixamos Agés pela ponte cuja construção á atribuída ao Santo Juan de Ortega e facilmente chegamos a Atapuerca.

À saída de Atapuerca seguimos por caminho à esquerda que sobe a Serra de Atapuerca, no alto encontramos uma grande cruz. Este local tem umas vistas privilegiadas sobre a cidade de Burgos, podendo-se inclusive ver as torres da Catedral. Iniciamos uma descida por caminho um pouco rochoso, no início, e posteriormente de terra entre os campos até Villalval, continuamos pela estrada, passamos algumas localidades que distam entre si pouco mais de um quilómetro: Cardeñuela Rio Pico; Orbaneja Rio Pico e Villafria.

Em Villafria seguimos pela N-1, uma reta sem fim da zona industrial até Gamonal e ao seu Templo La Antigua de Gamonal. Da antiga vila de Gamonal só restam pouco mais de quatro casas para além da Igreja (Antigua de Gamonal), agora é um bairro limítrofe populoso da cidade de Burgos. Seguimos um traçado totalmente urbano, bem sinalizado com as setas amarelas que nos levam ao centro da cidade.

Existe um caminho alternativo, evitando assim a N-1 e a respectiva zona industrial, que deve ser tomado em Villafria em direcção ao Rio Arlanzón. Este caminho percorre as margens do rio até Burgos, sendo o caminho que, apesar de o não ter realizado, aconselho pela sua beleza e tranquilidade.

Optamos por pernoitar no Albergue Paroquial EMAÚS, por isso aproximamo-nos da margem do rio Arlanzón, tendo-o atravessado em direcção à Calle San Pedro de Cardeña, e chegamos ao albergue da Paroquia San José Obrero. Espaço muito agradável, com excelentes condições, a hospitaleira, Maria Noel, muito acolhedora, afável e simpática, com jantar e pequeno-almoço comunitário, gostamos muito!

Aproveitamos a tarde para visitar a cidade, o seu castelo, a catedral e as igrejas (são muitas!), deambulamos pelas ruas do casco velho e paramos na Plaza Mayor a ver passar os transeuntes. Regressamos ao albergue ao fim da tarde. Como é um albergue paroquial, e está inserido numa igreja, foi-nos proposto participar na missa antes do jantar, apesar de não ser um afinco praticante, fomos à missa e assim terminamos (a etapa deste ano) com a bênção e o espirito religioso do caminho. Durante o jantar comunitário conversamos com outros peregrinos e a hospitaleira, trocamos experiências e vivências do caminho. Depois de lavar a loiça e limpar a cozinha e sala, juntamo-nos na sala para a leitura (cada um para si) da Bênção dos Peregrinos, foi-nos pedido que partilha-se-mos uma frase que nos marca-se da leitura… cada um leu a sua frase no seu idioma, umas diferentes outras não! Recordo-me que Eu, o Carlos e a Sílvia, sem saber, escolhemos a mesma frase: “Que ao longo do caminho, seus olhos se familiarizem com a beleza da criação, a beleza de cada peregrino, a beleza de cada gesto de afeição e de serviço…” “Que al recorrer el camiño, sus ojos se vayan familiarizando con la belleza de la creación, con la belleza de cada peregrino, con la belleza de cada gesto de cariño y de servicio…”

Pela terceira vez neste caminho tivemos de viver o momento da separação, da despedida… desta vez iriamos deixar a Sílvia de Barcelona, ficamos um pouco mais na conversa, momento nostálgico, já sentíamos as saudades do “camiño”. As despedidas são sempre difíceis!

Mas também era a despedida, por este ano, do “camiño”. As despedidas custam!(…) Para mim, que vivo intensamente o “camiño” é desconfortável voltar ao movimento citadino, às rotinas habituais… e sentia que este momento era o fim da tranquilidade que o “camiño” me proporciona. O Caminho entranha-se, é viciante, sem qualquer dúvida. Não tanto porque se quer voltar à cidade de Santiago, mas porque se quer repetir toda a vivência.

Até para o ano!

4 comentários

  • Foto de MYFAIR

    MYFAIR 8/nov/2014

    I have followed this trail  View more

    Etapa del Camino Frances, que puede hacerse algo pesada a la llegada a Burgos.

  • DiogoHiker 11/abr/2018

    Sou um seguidor assíduo das vossas aventuras.
    Estou a planear esta aventura...
    Uma vez mais parabéns pela trilha e discrição das etapas.
    Obrigado pela vossa partilha.

  • Foto de JRBAlgete

    JRBAlgete 9/set/2018

    I have followed this trail  verificado  View more

    Todas las rutas de este perfil perfectas para realizar el Camino de Santiago. Incluso con pequeñas variantes.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 9/set/2018

    Hola JRBAlgete!
    Gracias por tu comentario y valoración.
    Un saludo.

You can or this trail