• Foto de Cachoeira do Meu Deus (Eldorado/SP)
  • Foto de Começo
  • Foto de Atravessar
  • Foto de Atravessar
  • Foto de Subida
  • Foto de Cachoeira

Tempo em movimento  23 minutos

Hora  uma hora 19 minutos

Coordenadas 226

Enviada em 12 de Abril de 2019

Registrada em Abril 2019

-
-
232 m
157 m
0
0,3
0,7
1,33 km

Visualizado 75 vezes, baixado 3 vezes

perto de Sítio Corda, São Paulo (Brazil)

Tilha para a Cachoeira do Meu Deus em Eldorado, na região do vale do Ribeira. Esta é uma das mais belas cachoeiras paulitas e fica numa região que merece ser conhecida por trilheiros.

A cachoeira fica dentro de uma propriedade particular e o acesso é garantido com o pagamento de uma taxa de visitação (R$ 20 em abril de 2019). O casal que mora ali é descendente de quilombolas e cuida muito bem da trilha.

Pra chegar, basta pegar a estrada SP-165, que liga Eldorado a Iporanga. Esta estrada é acessada pela Régis Bittencourt (nome da BR-116 entre Curitiba e São Paulo), a parir de Registro ou Jacupiranga. Os primeiros quilômetros da estrada são sofríveis - um verdadeiro queijo suíço. À medida que se afasta do perímetro urbano de Eldorado ela melhora um pouco.

No sentido Iporanga, a cachoeira estará à esquerda, e tem placas avisando. O visitante tem duas opções: 1) fazer a trilha pelo rio, atravessando uma série de pequenas quedas d'água e terminando na cachoeira do Meu Deus. Nesta opção é obrigatório estar com um guia credenciado, que você pode localizar na sua hospedagem; 2) seguir de carro por uma estrada lateral e continuar por uma trilha mais curta, que sai direto na cachoeira do Meu Deus. Esta opção - a que fiz - é autoguiável.

A estrada é de terra, com subidas de morro, e exige algum cuidado. Tem pedras e pequenas valas. Depois de uma chuva forte, com um carro leve, é recomendável deixá-lo no estacionamento e seguir a pé pela estrada. Como o tempo estava razoavelmente seco, subi sem problemas com um Sandero alugado.

Este tracklog começa no fim desta estradinha, onde tem um ponto de estacionamento e começa a trilha. É preciso atravessar o rio algumas vezes e ela estava muito bem cuidada. No último trecho antes da cachoeira há uma escada com corrimãos, o que deixa o acesso bem facilitado.

A queda é lindíssima e muito alta, é possível chegar embaixo dela, mas a força da água torna isto bem complicado.

Sobre a escolha das opções 1 e 2, diria que, se o objetivo for tomar um banho numa cachoeira majestosa, a trilha pelo rio vai ficar dispensável. Porém, se não for um trilheiro tão experiente e quiser um pouco de emoção, especialmente se estiver em grupo, pode ser uma boa opção fazer o caminho completo, contratando um guia. Não esqueça que, neste caso, é preciso estar preparado pra se molhar bastante.
foto

Começo

foto

Atravessar

foto

Atravessar

foto

Subida

foto

Cachoeira

Comentários

    Você pode ou esta trilha