• Foto de Cachoeira do Gato (Ilhabela/SP)
  • Foto de Começo
  • Foto de Reto
  • Foto de Lounge
  • Foto de Árvore caída
  • Foto de Cachoeira

Tempo em movimento  43 minutos

Horas  uma hora 19 minutos

Coordenadas 533

Uploaded 18 de Abril de 2019

Recorded Abril 2019

-
-
131 m
0 m
0
0,8
1,5
3,08 km

Visualizado 11 vezes, baixado 2 vezes

próximo a Paranabi, São Paulo (Brazil)

A cachoeira do Gato é uma das mais belas de Ilhabela e a trilha até ela é uma delícia.

Pra quem não conhece, o município fica na ilha de São Sebastião e tem uma boa parte da sua área protegida por um parque estadual. Todo o lado Leste da ilha (onde fica a trilha para a cachoeira), tem o acesso controlado e é habitado apenas por comunidades tradicionais caiçaras (pescadores do Sudeste).

A trilha da cachoeira do Gato fica da praia de Castelhanos, a mais visitada deste lado Leste. Praticamente todos os dias, várias operadoras de turismo levam turistas em jipes nos passeios que cruzam a ilha do lado Oeste até a praia de Castelhanos. É uma estrada de terra que sobe até altitudes de mais de 600 metros e depois desce até a praia. O passeio já é uma ótima oportunidade pra contemplar a geografia singular desta ilha: altitudes incomuns pro litoral brasileiro e uma floresta muito bem preservada.

Chegando à praia, é preciso caminhar até o canto Norte (esquerdo). Há dois caminhos: uma trilha aberta, que sai à esquerda do estacionamento dos jipes, e a praia. Indo pela praia, é preciso atravessar a foz de um rio e, se a maré estiver alta, a água pode chegar até perto do peito, como no meu caso.

A trilha começa perto das casas caiçaras e tem uma infraestrutura invejável: placas, degraus, corrimãos e deck no acesso à cachoeira. Até licitação a prefeitura fez pra revitalizar a trilha. É toda autoguiável. Na cachoeira, é preciso ter cuidado. Quando fui, o nível da água estava alto por causa de chuvas recentes, então não consegui chegar muito perto porque o risco de escorregar nas pedras era alto. A água corre em direção a pedras grandes e um acidente pode ser fatal. Tenha cuidado!

É importante saber também que os operadores de turismo podem tentar te desencorajar a fazer a trilha. Vão dizer que não estão recomendando mais o pessoal a ir pra lá, porque "os caiçaras estão reclamando", que "muita gente vai com repelente, se banha nas águas e eles bebem daquela água".
O fato: na alta temporada grupos enormes vão e poluem a água com o repelente anti-borrachudo (mosquito abundante na ilha), o que gera conflitos e, eventualmente, turistas são barrados pelos caiçaras. O ideal é fazer a trilha fora da alta temporada e lembrar sempre de respeitar a população local. Quando fui, não tive nenhum problema.

Comentários

    You can or this trail