Horas  3 horas 35 minutos

Coordenadas 755

Uploaded 1 de Julho de 2017

Recorded Junho 2017

-
-
942 m
680 m
0
2,2
4,5
8,97 km

Visualizado 708 vezes, baixado 23 vezes

próximo a Casa Branca, São Paulo (Brazil)

Trilha Biritiba Mirim/Serra do mar, acesso pela SP 092 (Estação de tratamento de água da Sabesp). Seguimos de carro pela estrada de terra até o sítio de criação de peixes onde deixamos o carro sob o cuidado do caseiro da propriedade, deixamos uma caixinha de R$ 10,00 com ele. (fica a dica)
Subimos a trilha (estrada de terra) à pé por cerca de 1km até o topo, lá acabavam as plantações de eucaliptos e iniciava a trilha em mata fechada.
*Obs Até esse ponto daria para subir de carro com espaço suficiente para deixa- lo.
Em frente há uma cerca com uma placa onde se lê: "Proibido pescar e caçar", o acesso é livre, logo na entrada da trilha avistamos uma casa abandonada do lado esquerdo, a partir de lá a trilha é bem batida e o terreno pouco acidentado, seguimos sem problemas e sempre margeando o riacho, nesse trecho o terreno é bem úmido e os pés atolados na lama fazem parte do percurso, água potável é abundante são varios pontos com riachos e nascentes, após 7km aprox. chegamos à margem do rio Guacá com água rasa e super limpa onde atravessamos e logo à frente chegamos a uma base para acampamento com espaço para 4 ou 5 barracas, (cabe lembrar que o solo é muito úmido e irregular sendo mais indicado para acampamento a utilização de redes) até aí existe trilha mas para acessar a Cachoeira tivemos que seguir no "vara mato" por cerca de 2km, esse trecho foi o mais difícil por não existir trilha e o terreno muito íngreme além disso o celular com pouca bateria nos preocupava. Com muito esforço e empenho da equipe em fim chegamos na Cachoeira e ficamos lá por cerca 2 horas onde fizemos a nossa refeição e tiramos aquele cochilo restaurador nas pedras da cachú sem chuva é um local bacana para usar como base, dava para perceber que por causa do difícil acesso ela é quase intocada, é linda! Um lugar preservado e de vibe super positiva.
Tentamos retornar pela mesma "trilha" mas a dificuldade da volta foi igual a da ida, então fizemos um outro caminho no vara mato e economizamos uns 40min sem querer kkkk. A partir da área de acampamento retornamos sem dificuldade e próximo à metade da trilha recebemos a companhia de uma moradora local, uma serpente da espécie Jararaca da Mata nos deu o ar da graça nos lembrando sobre a responsabilidade de preservar a sua casa.
Missão cumprida com sucesso, graças aos guerreiros Edu Santander, sua esposa Mônica e o escoteiro Marcos.
Valeu galera por poder desfrutar desse momento com vocês!

Lucas Marçal
Acampamento para 4 barracas
Base da Cachoeira

1 comment

  • Foto de E Santander

    E Santander 1/jul/2017

    É isso aí, perdigueiro Lucas, com esforço e determinação, gravamos esses trackerlog, para q outros possam desfrutar, com respeito a natureza, sem deixar lixo, e depredação.

You can or this trail