Dificuldade técnica   Moderado

Tempo em movimento  3 horas 11 minutos

Horas  5 horas 4 minutos

Coordenadas 1865

Uploaded 12 de Abril de 2018

Recorded Abril 2018

-
-
1.470 m
1.163 m
0
2,7
5,3
10,62 km

Visualizado 22 vezes, baixado 2 vezes

próximo a Altamira, Minas Gerais (Brazil)

Trekking até a Cachoeira de Braúnas no ParnaCipó.

Estava solo, doente, com pescoço travado e com provisões para 5 dias. Por isso o tempo longo.
Acredito que com carga de pernoite, e saudável, 3h30min deve ser o tempo médio.

Caminhada moderada, não muito longa, com dois trechos um pouco mais técnicos que seriam a subida em leito de nascente no início (e descida na volta) e descida cascalheira bem íngreme na chegada de Braúnas (e subida, na volta).

Local de início sem casas de moradores, apenas casas vazias e de final de semana, então o carro (ou moto) ficará no início da trilha - estacione de modo a não atrapalhar ninguém.

Início em aclive de trilha de terra socada, tranquila. Após a porteira, começa a subida em pedras e degraus. Bem íngreme e as vezes um pouco técnica. Assim atinge-se o ponto culminante do Trekking que também é a entrada do Parnacipó, onde você verá uma placa.

A partir desse momento você irá caminhar sempre no sentido Norte/Noroeste.
Mantenha a montanha ao seu ombro esquerdo e assim permanecerá até começar a descer uns degraus que já te dão a visão de um fundo de rio. Nele você encontrará uma especie de "casa" rustica, sem portas. Acredito que deve ser dos vaqueiros que levam o gado para o alto da serra.

Atravesse o pequeno riacho e procure pela trilha na direção Norte/Nordeste após sair da matinha ciliar. Está um pouco escondida, mas está la.

Siga a trilha no mesmo sentido durante um bom tempo, atravessando alguns charcos de terra preta, quase que numa reta infinita. Ao fim você verá uma mata mais verde e é essa direção que você deverá tomar.

Margeie essa mata mais verde e, no fim, você ja começa a ouvir o ronco da Braúnas.

Pouco adiante você já verá a Cachoeira das Garças, bem no alto da Serra, abaixo a Brauninha (que fica acima da Braúnas), e abaixo dela, o topete da Braúnas. NEsse trecho começa a cascalheira, trecho bem chato, com cascalho de cristal branco, solto. Tenha cuidado. Lembre-se que um tornozelo torcido a essa altura pode ser um problemão.

Pronto! Você chegou!

Se tiver duvidas, mande aqui e terei prazer em sanar.

_Observações:
1- Não há lugar para acampar no poço. Passei poucas e boas tentando isso.
Recomendo um lugar no meio da cascalheira. Cabe umas duas barracas e mesmo assim não é bom
2- Não acampe próximo ao córrego que também deságua no poço...risco de enchente relâmpago.
3- Não recomendo bate e volta. Caminhada de nível médio, estando leve no minimo 3 horas, não daria para aproveitar nada do local.
  • Foto de Porteirinha
Ultrapassar a porteira e andar alguns metros até a tronqueira, próximo Waypoint à sua direita.
  • Foto de Tronqueirinha e Subida de Pedras
Início da subida de pedras que termina no ponto culminante do Trekking.
  • Foto de Placa Parnacipó - Ponto Culminante
Ponto mais alto do Trekking. Atente-se ao fato de que vai entrar no Parnacipó. Desça o vale mantendo-se a esquerda com a montanha em seu ombro esquerdo e foque no sentido Norte/Nordeste.
Cascalheira íngreme e solta. Desça com cuidado e atenção.
  • Foto de Visão da Braúnas
Atravesse o Rio. A trilha está pouco marcada do outro lado, mas está la!
Uma casa rustica de madeira, provavelmente de vaqueiros que cuidam do gado no alto da Serra. Pouca ou nenhuma água boa até Braúnas.
Cascalheira íngreme e solta. Desça com cuidado e atenção.
Atravesse o Rio. A trilha está pouco marcada do outro lado, mas está la!
Uma casa rustica de madeira, provavelmente de vaqueiros que cuidam do gado no alto da Serra. Pouca ou nenhuma água boa até Braúnas.
Continue na Direção Norte/Nordeste. Mantenha um contorno à montanha que está sobre seu ombro esquerdo.
Talvez melhor ponto de água
Acredito que não seque.
De a voltinha a esquerda e evite um atoleiro
Pode secar no inverno.
Vários pontos de areia.
Siga em linha reta até adentrar a mata.

Comentários

    You can or this trail