• Foto de BH x Macacos (trekking)
  • Foto de BH x Macacos (trekking)
  • Foto de BH x Macacos (trekking)
  • Foto de BH x Macacos (trekking)

Coordenadas 965

Uploaded 7 de Agosto de 2016

Recorded Agosto 2016

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.151 m
846 m
0
2,6
5,3
10,57 km

Visualizado 1056 vezes, baixado 23 vezes

próximo a Tapera, Minas Gerais (Brazil)

Tracklog para trilha simples até o distrito de Macacos (Nova Lima). O título da trilha está "BH" mas ela já começa em terras de Nova Lima mesmo.

DESCRIÇÃO:

Localizado a 20 km de Belo Horizonte, São Sebastião das Águas Claras, também conhecido como Macacos, é um distrito de Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, com aproximadamente 3 mil habitantes. O distrito está cercado por algumas serras com belo visual da região.

Nos últimos anos, o distrito ganhou fama pelo ecoturismo, porém, na minha opinião, que conheço muitos outros distritos em MG e na grande BH muito mais interessantes, considero que a fama é maior do que o que tem a oferecer. As poucas cachoeiras de Macacos são pequenas, não tem queda de tamanho considerável, lembram mais cascatas. As serras podem ser interessantes, mas tem o problema dos motoqueiros (ver descrição abaixo). Os atrativos históricos são poucos. E, principalmente, é um lugar caro. Há mil pousadas em Macacos que servem mais pra quem quer fugir de BH e tem preguiça de pegar estrada. O distrito não tem tantos atrativos ecoturísticos interessantes para justificar tantas pousadas (e, em sua maioria, caras).

Macacos também tem vários restaurantes, bares (caros também) e alguns festivais gastronômicos que acontecem ao longo do ano com alguns shows. Pra mim, nada de mais. Há mil outros lugares próximos a BH mais interessantes e pouco conhecidos (melhor assim, deixe que eles fiquem intocados mesmo).

LOGÍSTICA.

Basicamente, para se fazer essa trilha a logística é feita por ônibus.

Ida = Pegue na avenida Afonso Pena qualquer ônibus que vai para Nova Lima, Raposos ou Rio Acima. Acompanhe o GPS dentro do bus mesmo e veja onde descer. Na dúvida, peça ao trocador para avisar quando chegar ao Colégio Santo Agostinho, que é o ponto de descida.
Volta = Para voltar, use a linha 3915. Há alguns horários durante o dia. Consulte os horários no site http://www.santafetransportes.com.br/

TRILHA

O caminho começa em asfalto ao lado do Colégio Santo Agostinho. Passe pela rotatória, pela ponte e suba todo o asfalto. Ao seu lado direito, haverá o condomínio Vale dos Cristais. Parada em um mirante onde há uma trilha que, se seguir, também vai sair na trilha que usei neste tracklog (fique ao seu critério). Saia do mirante e siga a cerca do condomínio. Haverá uma descida íngreme e depois uma subida, sempre ao lado do condomínio. Use a cerca para se apoiar porque o local é ótimo para cair.

Terminando a cerca, pegue a esquerda e siga na crista da serra. O visual aí é bem interessante. Guinada à direita, descida e você sairá no primeiro riacho. Local ótimo para descansar um pouco. Saia do riacho, siga em frente, subindo, e pouco depois você sairá na trilha conhecida como "Perdidas" (descrição abaixo). Cuidado a partir deste ponto. Direita e esquerda rápida, pegue uma trilha que vai na encosta, pela curva de nível, muito bonita por sinal. Após o contorno, a trilha fica péssima. Muitas voçorocas, local já destruído por motos com muita poeira. Passe rápido neste trecho de subida (que é o pior do caminho).

Descida à direita, você vai entrar numa matinha. A trilha vai afunilar. Pelo visto, ela é pouco usada ultimamente, o que é ótimo. Vai andando por ela até sair no Ribeirão Macacos, que deverá ser atravessado. A partir daí, basta subir a trilha principal e você irá sair na área urbana de Macacos. Basta seguir até a igreja e fim (desconsidere a continuação do tracklog, estava procurando um lugar barato para almoçar - obviamente, não achei).

ATENÇÃO: PROBLEMAS.

Boa parte dessa trilha pertence à famosa "Perdidas", trilhas mais usadas pelos motoqueiros de Belo Horizonte, dado à proximidade com a capital. Nos últimos anos, essas serras vem sendo cortadas por motos sem nenhum controle, o que fez com que o processo de erosão aumentasse muito. As trilhas rasgaram as serras sem dó e os danos ambientais provocados podem ser irreparáveis. O problema está de tal forma, que o Ministério Público de Minas Gerais chegou a observar o caso (veja a reportagem de 2014 do EM http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2014/05/06/interna_gerais,525660/trilhas-de-moto-nas-montanhas-ameacam-a-natureza-alertam-especialistas.shtml ), mas, ao que parece, nada foi feito....

Sendo assim, NÃO FAÇA ESSA TRILHA EM FINAIS DE SEMANA OU FERIADOS. Nestes dias, o número de motos cresce bastante, tornando a trilha perigosa de ser feita. Aconselho a fazer este caminho apenas em dias durante a semana, quando você estiver de folga ou de férias.

No mais, boa trilha!!

Bom passeio!!!!

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OBS: Para participar do grupo no WhatsApp "Trilhas Gratuitas de MG", basta enviar seu número por mensagem ou por e-mail.

1 comment

  • Foto de blapertosa

    blapertosa 1/mai/2018

    I have followed this trail  verificado  View more

    Fiz a trilha usando um início diferente. Achei a descrição e o caminho bem tranquilos de seguir. Só que eu achava que ia ser mais fácil. A dificuldade é bem pessoal né. De qualquer forma agradeço demais por ter compartilhado esse tracklog.

You can or this trail