Horas  6 horas 54 minutos

Coordenadas 3819

Uploaded 22 de Janeiro de 2018

Recorded Janeiro 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
240 m
87 m
0
5,5
11
22,02 km

Visualizado 2240 vezes, baixado 52 vezes

próximo a Palmela, Setúbal (Portugal)

Este é um passeio que faço de vez em quando para "desentorpecer as pernas", sem ter que me deslocar para muito longe de Lisboa. É um passeio fácil, sem grandes desníveis, embora com uma extensão que ultrapassa ligeiramente os 20km. Todo o percurso é ciclável, embora a maioria dos pilotos tenha que desmontar no início da descida dos moínhos para o Vale dos Barris...

Os pontos extremos são em Palmela, onde se faz a partida, e na Ermida de S. Luís, onde normalmente aproveito para comer o piquenique, contemplando o mar do Portinho, e a baía de Setúbal onde o Sado desagua. No local da partida, a Av. D. Maria I, não falta estacionamento.

Iniciamos a caminhada e poucos minutos depois já estamos a passar por um dos pontos de interesse do percurso: os moínhos da Serra do Louro (um ainda abre de vez em quando e pode ser visitado...). Pelo meio deles vamos observar bancos de corais e de ostras que se acumularam quando estes terrenos eram um fundo marinho que se elevou devido à colisão das placas de África e da Eurásia, movimento que começou no Cretácico Superior (66 a 100 milhões de anos atrás). Também ao longo desta cumeada dos moínhos vamos encontrar as ruínas do Castro de Chibanes. Chibanes encontra-se numa zona já fortificada no III milénio AC, o castro própriamente dito foi fundado em finais do séc. IV AC e habitado até metade do séc. II AC. Nos finais desse séc. foi acampamento militar romano. Uma longa história!

Depois descemos rápidamente ao Vale dos Barris, seguimos por estrada e mais lá adiante tomamos um estradão de novo. Mais tarde é um trilho de pé-posto que segue em direcção à Ermida de S. Luís, que já não lhe fica longe. Ao longo deste troço vamos ser brindados com fantásticas vistas para Setúbal e sua baía. E muitas pútegas, no início da Primavera.
A Ermida de S. Luís está num ponto sobranceiro, com belas e abrangentes vistas, desde o Sado até à Serra do Risco. Teria dependido da Ordem de Santiago, vem citada nas Visitações dessa Ordem em 1510, 1534, 1552 como sendo templo de romaria frequente.

Depois de um descanso e reforço alimentar (há uns banquinhos com belas vistas na Ermida, e há mesas de piquenique mais atrás), inicia-se o fecho do anel, mais 12km por zonas sempre verdejantes e encantadoras. Já perto da chegada, o caminho deixa-nos contemplar por largos momentos toda a Península de Setúbal até Lisboa, vendo-se perfeitamente as pontes 25 de Abril e Vasco da Gama. Por fim, nos últimos metros, o caminho une-se com o da partida, e estamos de volta a Palmela!
Capela de S Luís
Parking
Parque Natural Da Arrábida

2 comentários

  • Pedro Laia 25/fev/2019

    I have followed this trail  View more

    Agradável, não foi Uau mas bons cenários e relaxante. Como eu sou um fã por montanhas altas, acho que falta a subida ao monte, acabei por fazer por um caminho com subida "a pique" e valeu bem a pena.

  • Foto de papaleguas

    papaleguas 25/fev/2019

    Deixo essas para os Pirenéus... por aqui é mais para manter o treino. Obrigado, Pedro Laia!

You can or this trail