-
-
382 m
228 m
0
5,9
12
23,59 km

Visualizado 76 vezes, baixado 8 vezes

próximo a São Miguel de Machede, Évora (Portugal)

Via Nascente Lusitana.

2ª ETAPA:
S. MIGUEL DE MACHEDE – ÉVORA MONTE.
KMS: 23.5

POVOAÇÕES INTERMÉDIAS:
A 13 kms Azaruja

NIVEL DIFICULDADE DE 0 A 5:
A PÉ: 2
BICICLETA: 2

RELEVO: Pequenos declives e pouco alcatrão. Estradões. Alguns sobreiros.

DORMIDAS: Necessário fazer marcação prévia por telefone
Évora Monte – Junta de freguesia de Évora Monte.. Dá para fazer refeição. 268098049 (Tel.) Futuro Albergue perto do Castelo
[email protected] (Mail)

SINALÉTICA: Nos postes, vedações, estacas de madeira. Foram feitos pequenos portões de propósito para a passagem dos peregrinos a modo que não saia o gado. Caso não encontrem setas voltem à ultima. Ter atenção. Mas está tudo marcado.

OBSERVAÇÕES:
Em Azaruja há café.
Évora Monte há café, mercearia e restaurante.

“Descritivo
Nesta etapa o trajeto é fácil até Azaruja (ao km 10). Após sair de Azaruja passa a Ermida de Nossa Senhora do Carmo que merece ser visitada. Depois atravessa diversas herdades, com portadas. Conserve sempre as portadas como as encontrou. Esta segunda parte da etapa tem dificuldade média, dado o relevo de terreno e a irregularidade do piso”


A Via Portugal Nascente é um dos Caminhos de Santiago e, na sua totalidade, vai ligar Tavira, no Algarve, a Trancoso, onde se junta ao Caminho de Torres, que vem de Salamanca em direção a Compostela. A identificação e sinalização deste traçado foram realizadas pela Associação de Peregrinos Via Lusitana, com o apoio do Turismo de Portugal, ao abrigo do Programa Valorizar, dos municípios abrangidos, da Direção Regional de Cultura do Alentejo e da Arquidiocese de Évora.
“Tratam-se de caminhos que recuperam a história, o passado, a tradição, a cultura e que, no caso do trajeto apresentado e da Via Portugal Nascente, permitem “o conhecimento do Portugal interior, de um daqueles ‘portugais’ de que se fala menos um caminho que põe em ligação o cristianismo com “o mundo islâmico”, uma vez que o trajeto, antes de chegar a Évora, passa por Mértola, e com “a cultura judaica”, visto que, até Trancoso, também passar por Belmonte ”. “Todos somos peregrinos na nossa vida, para metas diferentes mas somos. E o presidente não é exceção, é peregrino, sabe como começa a função, o que o espera, não sabe como é que lá vai, e encontra muitas surpresas, muito inesperado ao longo da vida” “Nos caminhos físicos é possível parar, é possível descansar, medir o ritmo. Em termos espirituais, no tempo que se vive, ninguém sabe o que nos aguarda, num momento em que estamos em ligação com todo o mundo. A parte espiritual do caminho é sempre mais difícil, mais desafiante”,
Marcelo Rebelo de Sousa

Comentários

    You can or this trail