Horas  3 horas 59 minutos

Coordenadas 1172

Uploaded 9 de Junho de 2014

Recorded Junho 2014

-
-
815 m
15 m
0
3,9
7,8
15,52 km

Visualizado 1094 vezes, baixado 20 vezes

próximo a Prainha de Cima, Azores (Portugal)

|
Mostrar original
3 de junho de 2014.

CONSIDERAR
Viagem
PR2 (Caminho dos Burros Vertente Norte) + PRC8 (Ladeira dos Moinhos).

Esforço físico
PPI = 61 HKG

Catálogos
Outras rotas pelos Açores .

CRÔNICA
Passando por lava cruzo o Mistério da Prainha, fruto da mais longa erupção do Pico desde que a ilha é habitada.
Desça, cruzando uma floresta primitiva, até a cidade de São Miguel Arcanjo.
Continuando no caminho, chego a São Roque do Pico; aqui ando, acompanhado pelos leitos rochosos de dois riachos, alguns caminhos que me permitem visitar antigos moinhos hidráulicos: um deles, o Moinho da Paciência, foi restaurado, mas eu o acho fechado; outro, embora em ruínas, mantém suas máquinas em boas condições.

Anedotas
A igreja de São Roque abriga objetos interessantes no interior: vitrais, capelas, púlpito, uma concha batismal e, acima de tudo, uma estante de música excepcional capaz de suportar quatro livros. Mas eu não vou ver isso; o pároco está no Continente, ele não volta até amanhã.

DESCRIÇÃO
Estrada 08:45, a cerca de 2 km do O-NO da Lagoa do Caiado, ponto de início sul da trilha PR2. Seguindo as marcas do PR2, seguimos em direção ao N; daqui a pouco deixamos a trilha tomando o caminho que, a partir da direita, corre levemente sobre as lavas do Mistério de Prainha.
09:05 Chegando à altura do vulcão Chão Verde, que deixamos à esquerda, a trilha começa a descer decisivamente em direção a N.
09:19 Saindo na estrada, nós levamos para a direita.
09:24 Bifurcação: esquerda, descendo a faixa larga e vermelha. Bifurcação: direita, mantendo-se em declive nesta pista, que continua nos levando ao N.
09:40 Bifurcação: direita (E) por faixa com layout horizontal.
09:41 Bifurcação: escolhendo a variante do PR2 que vai para a Baía das Canas, passamos pela pista à direita (E), mantendo-a horizontal. À esquerda temos uma floresta extensa e ancestral que, em breve, atravessaremos.
10:01 Bifurcação: saindo da trilha nós entramos na floresta pelo caminho que, partindo à esquerda, nos coloca no curso N.
10:08 Bifurcação: saindo da rota PR2, tomamos o caminho que, com uma rota horizontal, começa à esquerda (O-NO). Neste trecho da jornada pelo interior da floresta, caminhando sobre um tapete de folhas secas, teremos que superar os obstáculos colocados por várias árvores mortas espalhadas pela estrada.
10:25 Bifurcação (na saída da mata): retomando a rota da trilha PR2, variante São Miguel Arcanjo, vamos para a direita, por trilha, mantendo o curso O-NO.
10:44 A estrada se torna asfalto.
10:53 Chegando à estrada regional em São Miguel Arcanjo (ponto final dessa variante da trilha PR2), a levamos para a esquerda.
10: 54-10: 56 Ermida e miradouro. Bifurcação: saindo da estrada regional descemos o secundário que começa à direita.
11:01 À esquerda, a Casa do Comendador.
11:04 Bifurcação: certo, descendo o caminho que leva ao N-NO.
11:25 Cemitério. Bifurcação: direita, pelo asfalto.
11: 29-11: 39 Bifurcação: começando a rota do caminho da PRC8 subimos à esquerda (SW) subindo o curso de ribeira das Dores na sua margem direita; mas antes podemos nos aproximar da Ponte Nova, localizada a cerca de 30 metros do N-NO, ponto de confluência da Ribera de Dentro e um dos seus afluentes.
11: 44-11: 50 À esquerda, moinho de água da Paciência (restaurado, pelo menos, externamente). Saindo para a estrada regional, levamos 50 metros à direita (O-NO) para ficar na ponte sobre a Ribera das Dores, um excelente miradouro sobre a cidade de São Roque do Pico. Depois de traçar esse trecho curto da estrada regional, cruzamos o asfalto para retomar a rota da PRC8 que, na rota da S-SO, continua subindo, deixando a represa Água da Baleia à esquerda.
11: 55-12: 00 À direita, do outro lado da ribeira das Dores, uma eira circular que serve como um ponto de vista excepcional.
12:04 Bifurcação: esquerda, através do estreito e sombrio Caminho do Engenho.
12:08 Bifurcação: direita (NÃO) ao longo de um caminho largo que atravessa a ponte sobre a ribeira das Dores.
12:17 Bifurcação: sem cruzar a ponte sobre a Ribera da Laje, descemos à direita, acompanhando-a em sua descida ao longo da margem direita.
12: 22-12: 29 À esquerda, moinho de água; Em um estado razoável de conservação, podemos contemplar seu maquinário.
12:31 Virando para a esquerda cruzamos a ponte sobre a riveira de Laje; imediatamente, virando à direita, tomamos o caminho que nos mantém ao longo de sua margem ao longo da margem esquerda.
12:35 A estrada atravessa o leito do rio da Laje e nos leva à estrada regional que atravessamos.
12:36 Garfo: esquerda. Bifurcação: certo. O caminho torna-se um caminho que leva a descida à margem direita da ribeira de dentro (com a qual a Laja ribeira acaba de se unir). Em algum momento, temos que descer até a cama para continuar nosso progresso; Assim que pudermos, devemos retornar ao caminho, que sempre corre ao longo da margem direita.
12:43 Indo para a Rua das Dores, vamos para a esquerda (N-NO); na direção oposta, a cerca de 30 metros está a Ponte Nova.
12:44 Igreja de São Roque, punto final de nuestro recorrido.

Comentários

    You can or this trail