Horas  8 horas 39 minutos

Coordenadas 3053

Uploaded 9 de Junho de 2014

Recorded Junho 2014

-
-
1.075 m
778 m
0
7,0
14
27,91 km

Visualizado 1366 vezes, baixado 37 vezes

próximo a Prainha de Cima, Azores (Portugal)

|
Mostrar original
2 de junho de 2014

CONSIDERAR
Agradecimentos
Agradecer a Vera França por ter me contado sobre as maravilhas naturais que este canto de sua ilha é o lar, e é por isso que projetei esse exigente passeio de exploração da região.

Viagem
Esta rota segue a rota da PR19 (setor ocidental), mas percorre longos trechos fora de pista.
Às 16h02, devido à densa neblina que predominava, não exploramos a zona caótica existente no N da Lagoa da Rosada.

Esforço físico
IBP = 121 HKG

Dificuldade técnica
A subida ao vulcão Topo, apesar de atravessar a maior parte do país, é relativamente simples; Algo diferente será o retorno ao lago de Paulo, porque teremos que atravessar um denso bosque seguindo os caminhos corretos abertos pelo gado.

Catálogos
Outras rotas pelos Açores .

CRÔNICA
Esta segunda excursão da cordilheira vulcânica da ilha, embora tenha um cruzamento e é cheia de crateras e lagoas, é menos "selvagem" do que a primeira que fiz.
Começando na Lagoa do Caiado, vou para o Paul e subo ao Topo adjacente, um dos mais antigos vulcões da ilha.
Dos outros picos a que subo os mais exigentes são os Grotoes e o Cabeço Aguado Grande.
O percurso termina pelas grandes lagoas de Rosada e Peixinho.

Anedotas
Comportamento atípico de uma vaca; a coisa normal é que eles fogem quando você se aproxima deles, mas não para de mugir e até se aproxima de mim. Eu pensei que ele estaria chamando seu bezerro, mas esse não parecia ser o caso.
Pela primeira vez deixo algo inexplorado, porque no N da Lagoa da Rosada há "alguma coisa". Em uma depressão do terreno muito abrupto, um abismo pode se abrir, mas estou imerso em um denso nevoeiro que só se dissipa esporadicamente. Superar a prudência e não descer até a beira do chão que esconde aquele "algo" que está por trás.

DESCRIÇÃO
08:42 Estrada, entre Lagoa de Caiado (N) e Cabeço da Bola (S). Através do asfalto nos dirigimos para o E.
08:45 Bifurcação: esquerda (E).
08:52 À direita e abaixo de nós, Lagoa Seca.
08:56 À nossa frente (ao O) o lago do Caiado. Virando nos voltamos para o ...
09:08 Bifurcação (a partir das 08:45): esquerda (SE).
09: 14-09: 15 Saindo da estrada à direita, em direção a O-SO, chegamos a uma ...
09:17 Trilha, que pegamos à direita (NÃO) para percorrer o Cabeço da Cruz em sua encosta norte.
09:23 Deixando a pista à sua esquerda nós ascendemos, cruzando o país, dirigindo E-SE.
09:31 Atingindo a borda da cratera, em cujo fundo contemplamos um lago, começamos a contorná-lo na direção oposta ao sentido horário.
09:43 Cimeira do Cabeço da Cruz. Descendo na direção E alcançar o ...
09:55 Rodovia, que nós tomamos para a direita (E).
10:06 Bifurcação: à direita, em direção ao S com os Grotoes à nossa direita e o Cabeço Aguado Grande à nossa esquerda.
10:09 Bifurcação: direita, pelo asfalto.
10:14 Ao lado da estrada, no seu lado esquerdo, uma lagoinha. Em E deixamos o Cabeço Aguado Pequeno.
10:38 Bifurcação: direita, frente, por trilha.
10: 40-10: 41 Na margem norte do lago Paul; Do outro lado de suas águas, o vulcão Topo se ergue. Seguindo o caminho que, correndo horizontalmente, começa à direita (O), começamos a cercá-lo na direção oposta ao sentido horário.
10:45 Quando tomamos o curso S, começamos a subida.
10:54 Completamos o meio do desvio, com o lago de Paulo muito abaixo de nós; Virando à direita, continuamos a subida, cruzando a encosta por um declive suave, carregando SE.
11: 19-11: 20 Vértice geodésico do vulcão Topo. Sua encosta oriental é um penhasco muito alto. Torcendo para a esquerda, fomos para o E-NE, subindo suavemente ao longo da borda do penhasco.
11:26 No ponto mais alto do penhasco. A ascensão até aqui, apesar de atravessar a maior parte do país, é relativamente simples; Algo diferente será o retorno ao lago de Paulo, porque teremos que atravessar um denso bosque seguindo os caminhos corretos abertos pelo gado. Começamos a descida em direção ao NE, seguindo a borda do penhasco.
11:35 Começamos a virar à esquerda para terminar o curso O-NO. No final da descida íngreme, enfrentamos o desafio de cruzar o bosque.
11:59 Na margem leste do lago Paul, onde nos conectamos com o caminho que nos leva ao N.
12:02 Bifurcação (de 10:38): direita (NE) refazendo o caminho.
12:26 Lagoinha (a partir das 10:14).
12:31 Bifurcação (a partir de 10:09): esquerda, frente, por asfalto.
12:33 Cerca de 20 metros antes de chegar à bifurcação às 10:06, deixando a estrada à esquerda, começamos a subida ao vulcão Grotoes, atravessando o país, na direção O.
12:50 Atingindo a borda da cratera, no fundo da qual há uma lagoa, em direção a O, começamos a cercá-la no sentido oposto ao sentido horário (o vértice geodésico é diametralmente oposto).
12:56 Mantendo o curso Ou continue circulando, sempre na direção oposta ao sentido horário, uma segunda cratera dentro da qual há outra lagoa de tamanho menor.
13:05 Torcer para a direita (S) finalmente subiu para ...
13: 07-13: 08 Vértice geodésico dos Grotoes. Descendo na direção E passamos por uma pequena cratera, localizada no meio da vertente oriental, e atingimos a ...
13:29 Bifurcação (a partir de 12:31): atravessando a estrada, subindo a trilha gramada que, no sentido oposto ao sentido horário, circunda o Cabeço Aguado Grande em seu lado S, deixando o Cabeço à direita Aguado Pequeno
13:34 Como o cume do Cabeço Aguado Grande é diretamente para o N de nós, deixando a trilha à sua esquerda, começamos a subida pelo país.
13:43 Atingindo a borda da cratera, no fundo da qual há uma lagoinha, em direção ao O, começamos a circunavegar no sentido horário.
13:51 Cima do Cabeço Aguado Grande; continuamos o desvio.
13:54 Cerca de 20 metros antes de completar o círculo, começamos a descida pela encosta gramada e muito íngreme.
14:00 Chegando à pista (ponto 13:34) nós a levamos de volta para a esquerda (E).
14:07 Bifurcação: direita (SE) pelo asfalto. À nossa esquerda deixamos as cabeças Raso e Escalvado.
14:25 Deixando a estrada nós ascendemos, atravessamos o país, em direção ao NE.
14:32 Torcendo para a esquerda, estamos indo para o O.
14: 33-14: 37 Próximo a uma lagoinha; no fundo da cratera que temos ao O (entre o Caveiro e o Cabeço Escalvado) contemplamos outra lagoa. Virando-nos pela metade, partimos cruzando o país em direção à E-SE.
14:42 Virando para a esquerda (INE) subimos para ...
14: 44-14: 49 Vértice geodésico de Caveiro. Depois de traçar o caminho, começamos a descida para virar imediatamente para a esquerda para continuar descendo para SE.
14: 56-14: 59 Na borda norte de uma pequena cratera dentro da qual existe um lago. Cercando-o na direção oposta ao sentido horário, nos dirigimos para S.
15:01 Virando para a direita (NÃO) nós vamos virar à esquerda, enquanto cercamos um bosque denso, até que vamos para o SO.
15:08 Chegando à estrada, voltamos para a esquerda (S-SE, que imediatamente se dirige para E).
15:29 Virando à esquerda, a estrada circunda o Cabeço do Caveiro, deixando-o à direita.
15: 37-15: 42 À direita, a cerca de 25 metros da estrada, lago ao qual nos aproximamos por caminho horizontal.
15:48 Deixando a estrada à direita nós escalamos, cruzamos país, para contemplar outro ...
15: 54-16: 01 - Lagoa. Avançando em direção ao E fomos para o ...
16: 02-16: 18 Rodovia, que nós levamos para a direita (E-SE). À direita e muito abaixo de nós, a Lagoa da Rosada.

Nota Neste ponto, uma trilha leva ao N em direção a uma zona caótica; imediatamente vira para a direita e sobe para a direção do SE. Devido ao forte nevoeiro que prevaleceu, optamos por não investigá-lo.

16:25 Bifurcação: descemos à direita.
16:30 Na margem norte da Lagoa da Rosada. Virando nos voltamos para o ...
16:35 Bifurcação (a partir de 16:25): direita, o que nos leva ao E.
16:50 Bifurcação: esquerda (NO).
16: 53-16: 59 Nas proximidades da Lagoa do Peixinho. Retornando nossos últimos passos, voltamos ao ...
17:02 Bifurcação (a partir das 16:50): esquerda, contornando a encosta sul do Cabeço Verde.
17: 10-17: 17 A cerca de 60 metros à direita da trilha, caminhando em direção ao cruzamento, podemos contemplar outra lagoinha. Ao redor do vulcão Laje em sua face sul, chegamos ao ...
17:21 Cruzamento de estradas, para o E do vulcão Laje, ponto final do nosso percurso.

3 comentários

  • Pequeño Cid 14/jun/2014

    qué bonito, y muy buena foto https://es.wikiloc.com/rutas-outdoor/2014-06-02-pic-pr19-caminho-das-lagoas-sector-occidental-7048658#wp-7048660/photo-3992750

  • Pequeño Cid 14/jun/2014

    expectacular https://es.wikiloc.com/rutas-outdoor/2014-06-02-pic-pr19-caminho-das-lagoas-sector-occidental-7048658#wp-7048669/photo-3992780

  • Pequeño Cid 14/jun/2014

    si que dan de sí las islas estas, impresionantes https://es.wikiloc.com/rutas-outdoor/2014-06-02-pic-pr19-caminho-das-lagoas-sector-occidental-7048658#wp-7048676/photo-3992823

You can or this trail