Coordenadas 512

Uploaded 16 de Julho de 2018

-
-
26 m
3 m
0
12
24
47,95 km

Visualizado 63 vezes, baixado 0 vezes

próximo a Cuó, Rio Grande do Norte (Brazil)

Expedição em canoa canadense (pode ser realizada também em kayak, ou SUP) na Várzea do Assu, num itinerário de aproximadamente 48km de rio, percorridos ao longo de seis dias. As belezas exuberantes da Natureza compensam todos os esforços necessários para chegar ao fim desta aventura.
Como já comentamos em outros relatos deste tipo de expedição, são muitas as cercas de arame farpado esticadas de uma margem à outra do rio. No mapa desta aventura, estão identificadas todas, quinze em total.
Outra dificuldade encontrada, ou melhor, um obstáculo superado, foi uma pequena queda d'água (um metro de altura, ou pouco mais), logo depois da estação de bombeamento, que distribui a água no Baixo Assu. É necessária uma breve portagem, de repente com o auxilio de algum pescador local.
É necessária uma certa precaução ao passar por umas "pedras perigosas", assim sinalizadas no mapa em dois diferentes locais.
Para encerrar o elenco das dificuldades, é bom lembrar a existência de uns ventos bizarros na região, que podem atrapalhar bastante o canoista, soprando improvisamente e com certa força.
Demoramos seis dias para executar a descida desta porção de rio porque dedicamos todos os dias algumas horas à pura contemplação da Natureza, caminhar a esmo e tirar fotos. Com boa disposição e determinação, dá para fazer o inteiro percurso em três dias, se quiser.

Planície de inundação, ou várzea, é toda a região à margem de um curso d'água que fica inundada durante as cheias. São áreas muito propícias à agricultura devido à fertilidade do solo. Tais áreas se desenvolvem sobre a calha de um vale preenchido por solo aluvionar, sobre o qual os meandros serpenteiam devido à baixa declividade do curso do rio, o qual, em épocas de cheia, extravasa sua margem original e inunda a região adjacente. As planícies de inundação ocorrem normalmente no baixo curso dos rios, onde o relevo — mais desbastado pela erosão do que à montante — apresenta pequeno gradiente topográfico; em consequência, a energia da corrente fluvial é diminuída e não consegue carregar muito da carga sedimentar do rio, que é depositada, colmatando o vale.

Obs. Leia as informações contidas em cada "ponto de interesse", marcado com uma bandeirinha amarela

Confira abaixo percurso e dificuldades de cada dia:

1º dia: 8km de percurso, 6 cercas de arame farpado
2º dia: 10km de percurso, sem obstáculos
3º dia: 8km de percurso, uma portagem, uma ponte e uma cerca de arame farpado
4º dia: 4km de percurso, uma passagem por pedras perigosas
5º dia: 12km de percurso, uma ponte, uma passagem por pedras perigosas e 5 cercas de arame farpado
6º dia: 6km de percurso, 3 cercas de arame farpado


Em breve, o relato completo da expedição no blog Igaruana
Assista um vídeo de expedição mesopotâmia no Vimeo

Links úteis:
Vale do Assu na Wikipedia
Expedições Igaruana no Instagram
Local de acampamento, perfeito para armar varias redes e, eventualmente, montar umas barracas
Local de acampamento, perfeito para armar varias redes e, eventualmente, montar umas barracas
Local da portagem, perto da queda de água nas proximidades da Estação de bombeamento do Baixo Assu
Local de acampamento, perfeito para armar varias redes e, eventualmente, montar umas barracas
Ponte sobre o rio Assu
Local de acampamento, perfeito para armar varias redes e, eventualmente, montar umas barracas
Local de acampamento, perfeito para armar varias redes e, eventualmente, montar umas barracas
Ponte sobre o rio Assu
Passagem por pedras perigosas. Todo cuidado é pouco
Passagem por pedras perigosas. Todo cuidado é pouco
Ponto de chegada final
Estação de bombeamento do Baixo Assu
Duto de gás da Petrobras
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Pequena queda de água, com cerca de um metro e meio de altura, nas proximidades da Estação de bombeamento do Baixo Assu
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Ruínas de um poço que parece uma alta torre, no meio de um canal secundário do rio Assu
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço
Cerca de arame farpado, correndo de um lado pro outro do rio. É preciso todo cuidado para efetuar a passagem por baixo dela, escolhendo o local mais apropriado e, eventualmente, soltar uma amarração do arame e depois fazê-la de novo. É bom levar um alicate e um metro de arame de amarra para esse serviço

Comentários

    You can or this trail