Horas  4 horas 54 minutos

Coordenadas 1484

Uploaded 11 de Setembro de 2017

Recorded Agosto 2017

-
-
239 m
-56 m
0
10
20
40,91 km

Visualizado 1207 vezes, baixado 7 vezes

próximo a Guapimirim, Rio de Janeiro (Brazil)

Confraternização e entrega do DVD da expedição de Luminárias.

Evento família para entrega do DVD da expedição de Luminárias no Sitio Chafariz de Ouro, com direito a trilha.

Saindo do chafariz seguimos para a trilha do cano, no caminho só alguns atoleiros de leve. Até o ponte de um grande atoleiro, os primeiros passaram só no guincho. Como era passeio família, decidimos não passar todos os quadris e UTVs para não perder muito tempo e voltamos.

No caminho achamos um pequeno desnível que rendeu muitos saldos e brincadeiras.

Finalizamos indo até o Poço verde, lindo o lugar. A ponte de bambu parece que que vai abrir.

Vale a visita também em um pequeno lago a direta da ponte.
Subida tranquila
Esse aqui só no guincho, mas onde prender? No matinho?
Tem um lago raso logo a esquerda da ponte, o poço verde é segundo em frete, logo depois das casas abandonadas.
Inicio e final da trilha + almoço

4 comentários

  • Foto de Fabio Pena Vila

    Fabio Pena Vila 3/dez/2018

    Me limou nas fotos

  • Foto de Eduardo Bekman

    Eduardo Bekman 6/dez/2018

    Chora muito, vc está na segunda e na nona foto.

    Manda uma desse dia que adiciono aqui.

  • JONADIR 29/mar/2019

    boa tarde amigo!!comprei um quadriciculo mas só andava na praia em arraial. Mas vendo as suas trilhas me deu coragem de aventurar não tenho experiência,pode me passar alguma dica?sou cinquentão kkkk

  • Foto de Eduardo Bekman

    Eduardo Bekman 30/mar/2019

    Boa Jonadir,

    Dica fica difícil aqui, são muitas.... e em cada trilha se aprende mais.

    Meu tipo de trilha é técnica, ou seja, terreno acidentado, mata, erosão, quanto mais técnica melhor a trilha, não curto velocidade. Mas aí vai de cada um.

    Mas o que eu posso falar, pelo menos do que eu aprendi: nunca andar sozinho, sempre com equipamento de segurança, se acha que não da não insistir e respeitar seu próprio limite.

    Fora os protocolos de quando se anda em grupo, sempre olhar pelo de trás, aguardar nas bifurcações, sempre fechar as porteiras.

    Sei lá essas coisas que no dia a dia da trilha são naturais de se fazer.

    Me chama no Messenger que da para conversar melhor. Procura pelo meu nome lá.

You can or this trail