-
-
1.504 m
743 m
0
11
23
45,84 km

Visualizado 1335 vezes, baixado 41 vezes

próximo a Retiro das Pedras, Minas Gerais (Brazil)

45.9 km in 1:23:25 (33.0km/h)
Boa pra treinar nas dunas de areia

1 comment

  • Foto de MUNDO OUTDOOR

    MUNDO OUTDOOR 21/jun/2014

    I have followed this trail  View more

    MAIS INFORMAÇÕES:
    www.mundooutdoor.com.br

    O percurso de 45,84 km passa pela maravilhosa Serra do Rola Moça, Casa Branca, Brumadinho e terminava nas dunas à margem do Rio Paraopeba.

    O TRACKLOG inicia próximo à Praça Quatro Elementos, no Bairro Jardim Canadá. Para chegar lá são aproximadamente 20km a partir do centro de BH. Siga pela BR 040, sentindo Rio de Janeiro. Entre à direita no Posto Chefão, depois pegue segunda rua à direita, Av. Montreal, e siga até a praça.

    Após um trecho curto por estrada de terra, você chegará à entrada do Parque Estadual do Rola Moça. O horário de funcionamento do parque é de 08h00 às 17h00 (diariamente). Para realizar as atividades monitoradas (trilhas, mananciais, cachoeiras e viveiros) é necessário agendamento prévio. Telefone para contato: (31) 3581.3523. A entrada não tem custo.

    A partir da portaria, o caminho segue por uma estradinha asfaltada em ótimas condições, porém sem acostamento. Como queria usar o 4x4, na primeira entrada à esquerda, sai do asfalto e peguei um trecho de terra para brincar um pouquinho. Este caminho é tranquilo, mas quando a estradinha estava quase se juntando novamente ao asfalto havia uma cratera no meio a passagem. Resolvi encarar, passei com bastante cuidado, ficando a tração em apenas 3 rodas e a outra no ar. Situação normal para pilotos experientes, mas esta foi a minha estreia.

    De volta ao asfalto, logo a frente, do lado direito, existe um mirante bem amplo. Vale a pena parar e dar uma boa curtida no visual. Tiramos várias fotos e pegamos a estrada novamente. Quando o trajeto faz uma curva acentuada para esquerda, em direção à Casa Branca, segui reto pela estrada de terra por 1km, chegando a outro mirante. Tiramos algumas fotos e retornamos pelo mesmo caminho voltando à estrada asfaltada.

    Após 4km de descida acentuada avistamos o MARCO da Estrada Real de Casa Branca. Mais uma vez sai do TRACKLOG seguindo à esquerda. Como conhecia previamente a região, optei por passar na pracinha e na Igreja. Na pracinha existem vários bares, restaurantes e até um supermercado. Compramos rocas e bolos caseiros em uma barraquinha. Casa Branca possui ótimas opções para almoço.

    Na sequência, voltamos ao MARCO e pegamos novamente o trajeto em direção às dunas. O caminho segue por estradas de terra bem conservadas, inclusive cruzamos com um caminhão que jogava agua ao chão para abaixar a poeira. Provavelmente, “cortesia” de alguma mineradora. Após vários quilômetros a estrada passou a ser de asfalto. Por todo o trajeto era possível avistar belas paisagens.

    Uma boa prática que procuro ter é visualizar o TRACKLOG no Google Earth antes de cair na estrada. Assim, já dou uma analisada no que está por vir, mas em especial procuro através das fotos e marcações de lugares, encontrar novos pontos de interesse nas proximidades. Desta vez não foi diferente. Identifiquei uma Estátua de Índia que fica na entrada da Fazenda Nova Índia e também uma ponte suspensa que sobre o Rio Paraopeba, no povoado de Melo Franco. Estes 2 POIs merecem uma parada. Fotos tiradas, seguimos nosso caminho.

    Já chegando às dunas existem placas indicativas para o BAR DO BETO, que fica na margem oposta à prainha. Seguimos tranquilamente até nosso destino.

    Aparentemente, o nome correto do local seria Praia da Toca ou Cachoeira Toca de Cima. Não encontrei registros para Dunas de Paraopeba. O local foi uma surpresa agradável. As dunas realmente existem (rsrss), são uma grande extensão de areias as margens do Rio Paraopeba, formando uma espécie de praia.

    Como era feriado, o local estava bem movimentado, haviam até mesmo algumas pessoas acampadas na área. A cachoeira em si não é das mais bonitas, pois a região é plana, sendo na verdade uma corredeira. Suas aguas parecem limpas e convidativa para um banho.

    Das areias, era possível avistar o BAR DO BETO. Para chegar lá é preciso fazer a travessia em canoas motorizadas ao custo de R$0,50. O ambiente parece ser legal e dizem que oferece

You can or this trail