Coordenadas 8524

Uploaded 28 de Março de 2019

Recorded Março 2019

-
-
732 m
145 m
0
44
89
177,45 km

Visualizado 336 vezes, baixado 43 vezes

próximo a Portagem, Portalegre (Portugal)

| portugalprofundo.com |
| ETAPA 12 | "MARVÃO, Portagem - MONSARAZ - 177 Km |
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
REGIÃO SUL DE PORTUGAL - ALTO E BAIXO ALENTEJO
A Paixão por Portugal… O amor pela nossa terra!
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

MARVAO: Uma viagem a um Alentejo diferente.

No alto da Serra de São Mamede fica uma das vilas mais bonitas de Portugal.

Entre Castelo de Vide e Portalegre, a poucos quilómetros de Espanha, encontramos a tranquila vila de Marvão, no ponto mais alto da Serra de São Mamede.
Geograficamente, Marvão é um ponto de defesa estratégico natural, marcado por encostas muito íngremes a Norte, Sul e Oeste, e com acesso a pé apenas pelo lado Este,
para onde se desenvolveu a povoação.

Dentro das muralhas, revela-se um bonito conjunto de arquitectura popular alentejana.
Nas estreitas ruas de Marvão, descobrem-se facilmente arcos góticos, janelas manuelinas, varandas de ferro forjado embelezando as casas e
outros detalhes de interesse em recantos marcados pelo granito local.
Um dos principais motivos para visitar a vila é a bela vista sobre a região.
Elegemos como miradouros a alta Torre de Menagem e a Pousada de Santa Maria, uma adaptação de duas casas da aldeia,
onde também poderá descansar e saborear a gastronomia regional.
Perto de Marvão encontra ainda diversos pontos de interesse e locais dignos de visita, com especial destaque para Castelo de Vide,
para as Ruínas Romanas de Ammaia e para a Serra de São Mamede.
Estes são os melhores locais para visitar em Marvão e arredores.

Não, o Alentejo não é todo igual.
Fomos até a Marvão apanhar castanhas, mas viemos com a mala cheia de cogumelos, azeite, cerveja artesanal, dióspiros e paisagens tão belas quanto improváveis.

Não fazia ideia de que isto era assim, tão bonito, tão diferente, tão calmo, tão verde, tão montanhoso, tão frio, tão bom.
Isto é o Alto Alentejo, cinco e picos da tarde, um frio quase beirão, o sol a pôr-se enquanto pedalamos sobre carris numa espécie de ‘geringonça’ gigante que
desde outubro se tornou na nova e surpreendente proposta turística do concelho de Marvão

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O PONTO DE CHEGADA:
Bem longe do ponto do partida. Tudo o que fica entre um e outro é uma linha esticada no mapa. Os caminhos entre ambos é que são muito cheios de curvas.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Apetece navegar Alqueva, trepar ruas e muralhas de Monsaraz, desvendar velhas artes de olaria no Corval, percorrer sabores, vinhos e cheiros. Apetecem aventuras e desafios nos horizontes abertos. Apetece o conforto e a calma. Apetece o ALENTEJO!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

AS ETAPAS das "ROTAS SUL" de Portugal
ALTO e BAIXO ALENTEJO e ALGARVE

ETAPA 12 - Marvão (Portagem) - Monsaraz, 177 Km

ETAPA 13 - Monsaraz - Castro Verde, 168 Km

ETAPA 14 - Castro Verde - Sagres, 210 Km
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

PORTUGAL Notável sempre em VIAGEM consigo!.
Navegação pelas Serras MONTEJUNTO - S.MAMEDE - MONCHIQUE e CALDEIRÃO
| Travessia pelos Distritos de PORTALEGRE - EVORA - BEJA e FARO |

_______________________________________________________________________

View more external

CASTELO DE ELVAS Elvas é uma pequena e agradável cidade, cheia de monumentos, classificada como Património da Humanidade em 2012 como tendo as maiores e mais bem conservadas fortificações abaluartadas terrestres de todo o mundo, um magnífico exemplo da arte holandesa de fortificar. Elvas é, de facto, um encanto para o visitante e foi ao longo dos séculos uma cidade histórica e estratégica, que defendia o Sul de Portugal dos invsores, que entravam a partir de Espanha, cuja cidade fronteiriça é Badajoz. Esta cidade situa-se a poucos quilómetros de Elvas e pode avistar-se de qualquer um dos seu miradouros. Visitar Elvas é mergulhar no passado de Portugal e na luta pela independência do país. Com o objectivo de dotar a cidade de estruturas defensivas para suster os invasores foram construídos em Elvas mais de cem edifícios militares, que ainda hoje atestam bem a sua natureza e dimensão. Perto da linha de fronteira, Elvas lutou para manter a independência de Portugal e a sua história. E assim se tornou um exemplo para toda a humanidade. Somos recebidos na cidade por um grandioso Aqueduto com 7 km e 843 arcos, construído pelo mesmo autor da Torre de Belém, em Lisboa, o arquitecto Francisco de Arruda. O tamanho e os números impressionam tanto como o que vamos descobrir mais à frente. Afinal de contas, entramos na maior fortificação abaluartada do mundo, cujas estruturas defensivas em forma de estrela e com um perímetro de cerca de 10 km são um testemunho único da evolução da estratégia militar até ao século XIX. Foram muito importantes nas lutas com Espanha pela Independência de Portugal, em meados do séc. XVII, e serviram de base ao General Wellington, durante as Guerras Napoleónicas, no início do séc. XIX. As fortificações de Elvas são hoje Património Mundial. O preservado conjunto militar é formado pelas muralhas islâmicas e medievais e pela cintura de muralhas do séc. XVII influenciada pelo estilo holandês de Cosmander, para além do Forte de Santa Luzia (séc. XVII), do Forte da Graça (séc. XVIII) e de 3 fortins do séc. XIX – São Mamede, São Pedro e São Domingos. Se fossemos pássaros, veríamos o surpreendente desenho destas estruturas no terreno que agora apenas nos é possível entender nas fotografias aéreas ou adivinhar quando visitamos os monumentos e apreciamos a paisagem em redor. No coração de Elvas, a zona do Castelo é a parte mais antiga da cidade. Daí até à Praça da República, onde fica a antiga Sé, agora Igreja de Nossa senhora da Assunção, passamos pela Igreja das Domínicas, com uma original planta octogonal, pelo pelourinho manuelino e pela Torre Fernandina. Nestas ruas é fácil identificarmos os arcos que marcam as antigas entradas nas muralhas. Descubra os melhores locais para visitar em Elvas! --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
CASTELO DE JUROMENHA - Alandroal O Sentinela do Guadiana - portugalprofundo.com, By Paula Abreu De Juromenha, para o Grande Rio SELVAGEM GUADIANA... Perde-se o olhar na imensidão da paisagem… JUROMENHA: bela e maltratada!, <3 Como é possível terem deixado a Fortaleza de Juromenha chegar a este estado de abandono e vandalização?! É incrível ao ponto a que chegou uma fortaleza com séculos de existência e até classificada como Imóvel de Interesse Público. O espanto não é apenas dos visitantes. Há também uma forte indignação das pessoas que residem na aldeia, no concelho do Alandroal, e se insurgem contra o abandono que se verifica há várias décadas e parece não ter solução à vista. Apesar deste estado, a Fortaleza é muito visitada e há muitos espanhóis que atravessam o Guadiana e vêm passar a tarde a Juromenha. À beira do Guadiana e com vista para Espanha, é um local magnífico para se visitar ao final da tarde. A luz dourada a incidir nas paredes da fortaleza, da torre de menagem, das igrejas da Misericórdia e da matriz e nos antigos Paços do Concelho dão o único brilho que resta às ruínas. O espaço entre as muralhas é amplo, pode-se caminhar pelo interior das igrejas, uma delas completamente vandalizada, e ver em detalhe as inscrições nas fachadas. A vista é deslumbrante. A fortaleza está num alto e alcança um vasto horizonte onde sobressai o Guadiana. Devido à sua localização estratégica, a Fortaleza de Juromenha já foi palco de muitas batalhas, guerras e saques. Júlio César mandou reforçar as defesas, seguiram-se os muçulmanos e no final do século XII passou definitivamente para território de Portugal. A própria fortaleza foi reconstruída várias vezes, depois de ter sido devastada pelas guerras, pela explosão de um paiol e pelo tremor de terra de 1755. Em 1920, ficou despovoada e teve início um ciclo de decadência que dura até hoje. As últimas obras de recuperação terminaram em 1996 e agora está quase votada ao abandono. Tem havido vários projetos de recuperação e investimento na Fortaleza. No Convento de São Paulo, na Serra d’Ossa, está em exposição um dos projetos, mas até agora não há avanços significativos
PR4 - Percurso Pedestre do ALANDROAL "Nas Margens de ALQUEVA"
MONSARAZ - Alentejo Monsaraz ali no alto de onde se pode contemplar as cores do imenso Alentejo e das águas do Grande Lago de Alqueva. Vila medieval de Monsaraz, conseguiu manter as suas características ao longo dos séculos. Um passeio a Monsaraz é também uma viagem no tempo, pois é um local único onde ainda se consegue encontrar a paz e a tranquilidade esquecidas pelos tempos modernos. É um verdadeiro Paraíso Rural Interior! É o espaço aberto que parece não ter fim. São as cores e os cheiros que brotam da terra. É a inconfundível traça da arquitetura rural, presente nos "montes” das grandes herdades, no casario mais antigo das cidades, vilas e aldeias ou nas ermidas que pintam de branco o alto dos cabeços. É o que se lê nas formas de ser e de fazer, nas artes que se conservam e se renovam, na tradição que se mantém e se recria, no "cante” que, com alma e coração, só os alentejanos sabem cantar. Apetece navegar Alqueva, trepar ruas e muralhas de Monsaraz, desvendar velhas artes de olaria no Corval, percorrer sabores, vinhos e cheiros. Apetecem aventuras e desafios nos horizontes abertos. Apetece o conforto e a calma. Apetece o ALENTEJO! ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- SOBRE A - Ermida de Santa Catarina de Monsaraz (Ermida e Torre) Foi edificada pelos Monges Cavaleiros da Ordem do Templo, possivelmente no séc. XIII, que participaram na reconquista da praça forte de Monsaraz. Esta ermida foi edificada pelos Monges Cavaleiros da Ordem do Templo, possivelmente no séc. XIII, que participaram na reconquista da praça forte de Monsaraz. Está localizada no lado nascente do sopé da colina e apresenta dois corpos distintos, um retangular que corresponde à nave e outro que tem uma forma hexagonal, de medidas de 5,30m por 5,30m, medidas interiores. Classificação Está classificado como Monumento Nacional. Localização Coordenadas GPS: - DD.DDDDDº: 38.44455º -7.37178º - DDº MM.MMM': N 38º 26.673' W 007º 22.307' - DDº MM' SS": N 38º 26' 40.38" W 007º 22' 18.42"
Camping Alentejo - Parque de campismo Estrada Nacional 18 7100-300 Évora Monte 268 959 283 campingalentejo.com
Parque Campismo Da Piedade Elvas Portugal - Parque de campismo Parque da Piedade/Ap.78 7350-901 Elvas 964 481 167
Seis casas, decoradas com a simplicidade a que convida o ambiente rural, mas com todo o conforto e elegância a que está habituado. Todas as casas estão equipadas com ar condicionado, lareira, cozinha equipada (com microondas, fogão e frigorífico), televisão e internet wireless. Quem chega a Casas de Juromenha é recebido pelo Guadiana que, azul, brilhante e calmo, se estende entre Portugal e Espanha.
COVENTO DA ORADA Situado perto da Aldeia Ribeirinha do Telheiro, no coração da planície Alentejana, a construção do Convento da Orada teve início em 1700, tendo na altura ficado inacabado até ser finalmente inaugurado em 1741. Este Convento albergou até aos princípios do séc. XIX a Ordem dos Agostinhos Descalços. Recuperado pela “Fundação Convento da Orada“ (orientada para a Salvaguarda do Património Arquitectónico, Cultural e Artístico) que aqui implementou uma escola, o Convento da Orada está hoje também adaptado a Hotel Rural e conta igualmente com um Museu Arqueológico e diversas salas para exposição ou eventos. Coordenadas GPS: - DD.DDDDDº: 38.45493º -7.37360º - DDº MM.MMM': N 38º 27.296' W 007º 22.416' - DDº MM' SS": N 38º 27' 17.76" W 007º 22' 24.96"
CROMELEQUE DO XARÊZ O Cromeleque de Xarez representa um dos mais interessantes exemplares do megalitismo em território Português. Pensa-se que este conjunto megalítico seja datado de cerca de inícios de 4.000 a.C a 3.000 a.C, sendo constituído por 55 menires de cerca de 1,20 a 1,50 metros, alguns de configuração fálica, outros de forma almendrada, dispostos em torno do um grande Menir central de configuração fálica, com uns 4,50 metros de altura e cerca de 7 toneladas de peso. Quando foram encontrados e classificados, e com vários estudos efectuados, procedeu-se à sua reconstituição, uma vez que os monólitos estavam dispersos devido a trabalhos agrícolas. Devido à subida das águas com a construção da Barragem do Alqueva, o cromeleque do Xerez, teve de ser transferido da Herdade do Xerês de Baixo, onde se encontrava, para junto do Convento da Orada. Curiosidade… Cromeleque é o conjunto de diversos Menires agrupados em um ou vários círculos, em elipses, em rectângulos, em semicírculo ou mesmo sem ordem aparente. São monumentos da pré-história, associados ao culto dos astros e da natureza, considerados um local de rituais religiosos e de encontro tribal. rituais religiosos e de encontro tribal.
https://www.montesantacatarina.com/en-us Apresentando Wi-Fi gratuito, Monte Santa Catarina oferece o alojamento em pet-friendly em Monsaraz, a 1,4 km do Castelo de Monsaraz. O estacionamento privado gratuito está disponível no local. Todos os quartos estão equipados com uma televisão de ecrã plano. A varanda ou pátio são destaque em alguns quartos. Os quartos têm casa de banho privativa equipada com uma banheira. Os hóspedes podem desfrutar de várias actividades nas imediações, incluindo a pesca, canoagem e caminhadas.
https://www.montealerta.pt/ SITUA SE A 3 KM DAS MURALHAS DE MONSARAZ É no sopé da Vila de Monsaraz que está situado o Monte Alerta dia e noite vigiado pela vila medieval, e ele próprio olhando a zona raiana de Espanha. A 2 kms da casa encontrará o Centro Náutico de Monsaraz, junto ao Grande Lago do Alqueva, local onde poderá praticar actividades relacionadas com a água O monte é um verdadeiro oásis de frescura e paz, com frondosos jardins temáticos, ( jardim da piscina, jardim da meditação ), para além de outras zonas verdes, e de um lago artificial que no verão refrescam o monte. Estes jardins são constituídos por variadas espécies de árvores, algumas de grande porte.

1 comment

  • carloscosta 20/abr/2019

    obrigado pela partilha
    Carlos Costa

You can or this trail