-
-
2.048 m
466 m
0
64
128
256,59 km

Visualizado 309 vezes, baixado 9 vezes

próximo a Bairro Pedregulho, São Paulo (Brazil)

Saindo de Guaratinguetá, pegamos a Estrada Real que, até Cacheira Paulista foi o mesmo trecho que fizemos ano passado com minha Duster 4x2. Na proximidade de Cruzeiro, a derivada foi por uma caminho mais punk de mata fechada e largura no máximo para uma viatura mesmo. Começa ai uma subida íngreme e trilha de pouco uso porquê a mata vai fechando, as poucas erosões tornam a subida muito mais difícil e córregos com margens muito enlameadas o que dificulta a subida com curvas muito acentuadas dificultando a manobra face a baixa visibilidade em função das curvas, subida íngreme, mata e etc. até perto dos 1.100 m de altitude, que chega ao cume tendo uma visão completa da "Garganta do Embaú". Tive sorte de não estar chovendo porquê usada pneus AT, mas a mata mantém a lama no piso por vários dias. Cruzando Passa Quatro/MG, errei a continuação da ER, mas recuperei mais adiante, saindo do asfalto até chegar em Itanhandu/MG e de lá para Itamonte. Iniciamos a subida parte famosa como "Terras Altas da Mantiqueira", saindo de Itamonte/MG. Pegamos um grande trecho por via pavimentada até a "Garganta do Registro" e saída para início do contorno do Parque Estadual de Itatiaia/RJ e alcançarmos mais de 2.000 m de altitude. A trilha é boa, percebe-se que ha anos houve pavimentação que já foi quase totalmente destruida. Muita neblina, que deve ser o natural da região face a altitude. Iniciamos o trecho sentido Fragária e Campo Redondo que deduzo serem vilarejos ou distritos. Nesta região, só contamos com as belezas naturais. Acredito que para chegar as cachoeiras, é necessário conversar com a população local para obter instruções. Pouca ou nenhuma sinalização e as cachoeiras não ficam no campo de visão, por isso deve ser de difícil acesso, sem ter prévia orientação, lembrando que não é fácil ter sinal de internet para consulta em algum mapa de orientação. Pegamos sentido Norte uma trilha bem conservada, pois deve ser utilizada pela população local, sentido Serra do Papagaio e de lá até a LMG-881, estrada pavimentada que leva a Alagoa/MG. Cidade recatada e em destaque pelo seus queijos artesanais (tipo parmezão), premiados nas grandes capitais, inclusive uma medalha de Bronze na França. Pegamos uma trilha saindo de Alagoa, sentido Santo Antônio do Rio Grande que passa ao lado do acesso a Cachoeira 5 Estrelas que é uma trilha muito hard no início com pedras grandes soltas e depois uma quantidade de barro argiloso de grande volume e escorregadio que, com a inclinação significativamente descendente fez que usasse a primeira da Duster (que é quase uma reduzida), com ar ligado e descendo a 2 ou 3 km/h e com pneus AT, dificultou o comando da direção. Após passar do acesso da Cachoeira, chegamos a zona rural com estradas rurais em boas condições de utilização que nos levou até Santo Antônio do Rio Grande e de lá vias rurais para Mirantão/MG, Visconde de Mauá/RJ e Penedo/RJ. Após almoço em Penedo, retornamos pela Dutra para Guaratinguetá/SP.

Comentários

    You can or this trail