Coordenadas 8815

Uploaded 4 de Setembro de 2019

Recorded Setembro 2019

-
-
837 m
95 m
0
40
81
161,3 km

Visualizado 181 vezes, baixado 14 vezes

próximo a Cabeceiras de Basto, Braga (Portugal)

Bem-vindo às "Aldeias de Portugal"
Venha conhecer o melhor do genuíno mundo rural!

||| ALDEIAS PORTUGAL - ETAPA 3 |||

VALE DE SOUSA - 160 Km
- Codeçais
- Burgo
- Figueira
- Cabroelo
- Quintandona
- Castromil

Off Road Trips "Aldeias Mágicas"
© Paula Abreu 09.2019
www.portugalprofundo.com
www.instagram.com/aldeiasmagicas
..........................................................................

"ALDEIAS DE PORTUGAL" - Região Norte, em formato Off Road

- Um projeto pioneiro, que liga as aldeias da Rede "Aldeias de Portugal", com recurso à utilização de percursos rurais e de montanha em terra batida, divididos por 16 ETAPAS, cuja extensão média por Etapa é de apróximadamente entre 50 Km a 80 Km, ligando 5 Aldeias por cada Etapa, totalizando 83 aldeias classificadas e integradas nos territórios de intervenção das 15 ADL`s da região norte do país. (NORTE)

- Made By portugalprofundo.com - © Paula Abreu

......................................................................................................

VALORES DAS ALDEIAS
Praias Fluviais

Descubra praias fluviais deslumbrantes no território das Aldeias de Portugal. No campo também é possível aproveitar os dias de sol em pleno. Mergulhe nestas praias de águas puras e límpidas - algumas localizadas muito perto das nascentes -, envolvidas em paisagens naturais imaculadas. Escolha um destino diferente, bem longe da azáfama das praias do litoral e das horas perdidas em filas de trânsito ou na incessante busca por um lugar de estacionamento. Dê valor ao seu tempo e saboreie as coisas simples da vida. Nas aldeias, a tranquilidade e a alegria não têm preço… Com os amigos, a família ou a dois, existem praias para todos os gostos. Umas quase selvagens, para aqueles que não enjeitam uma boa dose aventura, desportos náuticos e atividades radicais. Outras mais populares, com infraestruturas de apoio, muitas sombras, parques de lazer equipados com mesas e zonas de churrasco - o cenário ideal para um dia bem passado. Os amantes da pesca desportiva também podem lançar o anzol nestas águas e, quem sabe, levar o almoço para casa enquanto a família se diverte. Prepare a lancheira, as toalhas de praia e parta à descoberta. Escolha no mapa as suas praias de eleição e comece a desfrutar do melhor que a natureza lhe oferece!

ARQUELOGIA
No território das Aldeias de Portugal é possível revisitar a história. Conheça vestígios que testemunham a evolução da nossa civilização. As estações e núcleos arqueológicos proporcionam-lhe o acesso a este património arqueológico de uma forma simples, lúdica e divertida. Esta é uma experiência para toda a família - os miúdos adoram participar na aventura do conhecimento. Desvende o resultado de escavações arqueológicas e teste a sua cultura

ARTESANATO
Depois de explorar os recantos de cada aldeia, não deixe de conhecer as suas artes e ofícios: os bordados, a olaria, tamancaria e tanoaria...e muito mais! Os ofícios artesanais nasceram com a necessidade de criar utensílios de trabalho para as mais diversas atividades rurais. Com o desenvolvimento do turismo de aldeia, o artesanato assumiu um papel importante no desenvolvimento das economias locais. Fixam jovens artesãos e designers, que com a sua criatividade e saber desenvolvem novas roupagens para o artesanato tradicional. Leve consigo uma recordação do que mais de genuíno se produz em Portugal!

Atividades e Aventura
Entre no modo aventura. O território das Aldeias de Portugal oferece todas as condições para poder desfrutar do desporto na natureza. Por montanhas, vales e rios, usufrua do ar livre para pedalar, fazer caminhas ou praticar desportos náuticos. Respire saúde, aprecie o campo e a vida simples do dia-a-dia numa aldeia. Para os adeptos dos desportos radicais, a imaginação é o limite. Saiba que existem aldeias preparadas para potenciar atividades repletas de aventura e adrenalina. Tome nota destas sugestões e tire o máximo partido do que as Aldeias de Portugal lhe podem oferecer!

MINAS
Foram outrora instalações preponderantes no desenvolvimento económico de algumas regiões. Hoje são pontos de interesse turístico. Trace a sua rota e explore os segredos do subsolo. Visite centros interpretativos, complexos mineiros e antigas explorações romanas. Com percursos sinalizados e painéis informativos, nunca foi tão fácil desvendar o mundo oculto da geologia e das minas. Aventure-se

Miradouros
Há tanto por desvendar pelos caminhos de Portugal! Se é apreciador de paisagens, neste território irá encontrar miradouros fantásticos. Ao longo deste percurso de viagem, não hesite em fazer paragens. Serão talvez as pausas mais saborosas de um passeio pelas aldeias – aqueles momentos em que pode respirar ar puro para carregar energias e apreciar calmamente a paisagem. Leve a máquina fotográfica, prepare-se para a necessidade de fazer caminhadas e aprecie a natureza em todo o seu esplendor. Perante o seu olhar, apresentar-se-ão imagens avassaladoras para socalcos, vinhas, rios, aldeias, serras, florestas...Faça-se à estrada e conheça o Portugal profundo!

MOINHOS
Alguns destes moinhos são hoje visitáveis devido à paixão e persistência de algumas associações e gentes que procuram preservar a memória de um passado em que o trabalho comunitário era o único meio de subsistência. Neste território irá deparar-se com vários núcleos museológicos e trilhos onde terá a oportunidade de ver moinhos de água e de vento. Informe-se junto dos municípios, associações e juntas de freguesia, marque uma visita guiada e poderá até ter a sorte de ver alguns moinhos em funcionamento. Percorra os trilhos e caminhos das aldeias. Este é uma excelente forma de descobrir os encantos mais recônditos, ver os animais a pastar livremente e ver ao vivo como os nossos antepassados aproveitavam de forma sábia e ecológica os recursos naturais.

Monumentos
A visita às Aldeias de Portugal não se esgota na beleza do mundo rural. Há todo um vasto património edificado por descobrir. Estes monumentos assumem grande importância em algumas aldeias, que cresceram junto de castelos, fortes, mosteiros, igrejas, pontes e casas brasonadas. Neste território encontra a perfeita harmonia entre o património histórico e a beleza das coisas simples do campo. Atente nos pontos de interesse aqui identificados e surpreenda-se com alguns dos mais encantadores monumentos de Portugal!

..........................................................................................................................

Mais fotografias e videos em: https://www.facebook.com/aldeiasmagicas/

Rotas & Roteiros "Portugal Profundo"
By Paula Abreu

Ano do vídeo: 2019
Copyright.
Todos os direitos reservados ao autor/fotógrafo: Paula Abreu.

Locais e viagens em Portugal - Conheça o país que lidera a variedade paisagística da União Europeia.
Discover Portugal - A world of history, culture, geographic beauty
Fotografia e Videografia da página portugalprofundo.com

....................................................................................................................
....................................................................................................................

View more external

Codeçais Distrito: Porto | Concelho: Felgueiras | Freguesia: Sendim Codeçais é uma pequena aldeia com alegria para dar e vender! Situada na freguesia de Sendim, celebra a vida com danças e cantares tradicionais, principalmente na altura dos Reis, das desfolhadas e das vindimas, mas a sua festa maior é a 25 de julho, data em que presta homenagem ao padroeiro, São Tiago. Perca-se pelos caminhos deste pequeno conjunto tradicional que mantém visíveis as marcas do passado agrícola, onde se destacam um moinho, diversos espigueiros e palheiros. O granito domina a arquitetura, tradicional e dotada de evidente personalidade rural. Neste pequeno território, observe os dois tipos de casas: quintas e moradias tradicionais, as dos senhores e a dos caseiros, cada qual com características muito próprias. A aldeia é toda ela um miradouro natural sobre o vale de Sendim e o rio, oferecendo à sua contemplação um agradável horizonte em tons de verde! Por isso mesmo, diversas habitações senhoriais possuem varandas, em granito, para apreciar o vasto horizonte e a paisagem bucólica a perder de vista... Bem perto de Codeçais situa-se a Villa Romana de Sendim (Estação Arqueológica), cujos primeiros vestígios de cerâmicas de tipografia romana e restos de muro foram descobertos em 1992, aquando da abertura dos alicerces para a construção de uma moradia. As escavações arqueológicas, realizadas a partir de 1997, atestaram a existência de uma grande villa romana com compartimentos pavimentados com mosaico de tipo geométrico, provavelmente começada a construir na segunda metade do século I d.C. Junto às ruínas, numa casa rural restaurada do século XIX, funcionam o Centro de Interpretação e o Gabinete de Arqueologia da Câmara Municipal de Felgueiras. Aqui poderá conhecer melhor o espólio recolhido nas escavações arqueológicas: milhares de fragmentos de cerâmicas de utilização comum na cozinha e na mesa, cerâmicas de luxo, vidros, metais e moedas de bronze, potes, pratos, vasos e taças. Reponha energias com as delícias gastronómicas típicas da aldeia: carnes assadas no forno a lenha, mas também rojões e arroz de cabidela, sempre acompanhados pelo apreciado vinho verde. Nos doces, delicie-se com o pão-de-ló de Margaride, com as cavacas e as lérias.
Burgo Distrito: Porto | Concelho: Felgueiras | Freguesia: Pombeiro de Ribavizela A aldeia de Burgo convida-o para uma viagem medieval! Situada entre Vila Fria e Pombeiro de Riba Vizela, aqui domina o ambiente da Idade Média, nas construções de granito e no ex-libris da aldeia: o Mosteiro de Pombeiro. Parta à descoberta deste importante monumento nacional, fundado em 1059, por D. Gomes Aciegas, que foi o mais notável convento beneditino do norte do país. A sua importância histórica está associada à fundação da nacionalidade, tendo desempenhado um relevante papel na história de Portugal. Hoje, o monumento representa um bonito e importante exemplar da arquitetura românica e setecentista que vale a pena conhecer! Demore-se num passeio pelos dois percursos pedestres existentes no local, os “Caminhos Verdes” e os “Caminhos Medievais” que permitem conhecer em detalhe os mais relevantes pontos de interesse da aldeia, como o moinho, a ponte e a calçada romanas, o marco do Pombeiro, o rio Vizela, os caminhos rurais e os edifícios de traça tradicional. Ambos os percursos partem do parque de campismo de Vila Fria, um parque de campismo rural onde poderá pernoitar, em tenda, caravana ou num dos dois bungalows disponíveis. Em alternativa, instale-se mesmo no centro da Aldeia de Burgo, nos alojamentos rurais “Paço de Pombeiro” ou “Quinta do Mosteiro”. Em clima de festa, Pombeiro celebra a Festa de São Brás em cada primeiro domingo de fevereiro, uma boa altura para visitar a freguesia. Rica em história e interesse cultural, a aldeia de Burgo e a freguesia a que pertence, Pombeiro de Riba Vizela possuem diversos pontos de interesse a não perder, como a igreja, os solares de Valmelhorado, o Paço com brasão dos Melos, e a típica Rua do Burgo. Mas há mais património para usufruir além do edificado: o gastronómico, por exemplo. Delicie-se com os sabores do cabrito assado, do bacalhau recheado, do cozido à portuguesa, do arroz de cabidela, dos rojões, e da broa de milho, que usufruem da companhia do vinho verde. Nas sobremesas, não deixe de degustar o saboroso pão de ló de Margaride, as cavacas e as lérias.
Figueira Distrito: Porto | Concelho: Penafiel | Freguesia: Figueira Situada numa ligeira encosta, a bonita aldeia de Figueira desce calmamente até chegar a uma planície. Rodeada de verde, a povoação data de há quase mil anos, como comprova o primeiro documento que lhe faz referência, datado de 1085! Deixe-se encantar por esta antiga aldeia, pertence ao concelho de Penafiel, integrada na baía do rio Sousa. Passeie junto a este rio e renda-se a um dos ex-líbris de Figueira, que por si só vale uma visita: um conjunto de oito moinhos de rego distribuídos desde o topo do Mozinho, servidos pelo ribeiro de Pisão, até às casas. Uma caminhada pela natureza a não perder! Ao longo de um passeio pela aldeia encontra, também, diversas referências religiosas, como a Nossa Senhora de Fátima e os três pastorinhos, um antigo cruzeiro ou a Igreja de Figueira. Com uma história sempre ligada à pastorícia, na aldeia ergue-se uma estátua que homenageia os pastores da terra, existentes desde tempos antigos e agora imortalizados nesta imagem de pedra. Depois do passeio, a paragem seguinte é no restaurante Aventuras no Prato, quer pela envolvente do lago e do edifício moderno rodeado de verde, quer pelo que se encontra no seu interior: um elogio aos sabores tradicionais de Figueira como o cabrito assado, o arroz de cabidela e típica sopa seca! Figueira enche-se de festa no fim de semana seguinte ao dia 18 de julho, data em que celebra a padroeira da paróquia, Santa Marinha. A população junta-se também de dois em dois ou de três em três anos para comemorar outra curiosa tradição: no domingo seguinte ao dia de Reis, o povo da freguesia organiza-se para representar o “Auto dos Reis Magos”, teatro religioso, único na região cujas origens se acredita remontarem à Idade Média. Então como hoje, a representação passa oralmente de pais para filhos e é apresentada no adro da Igreja. Certamente vai levar a aldeia de Figueira na memória. Moinhos, cozinhas rurais e alfaias agrícolas são objetos que pode levar consigo para casa como recordação. A estes trabalhos artesanais em madeira, elaborados em Figueira, juntam-se os bordados em linho e os trabalhos em cestaria.
Cabroelo Distrito: Porto | Concelho: Penafiel | Freguesia: Capela Inserida no vale do rio Mau, Cabroelo é uma aldeia rural preservada em torno da qual desponta a paisagem verde da serra da Boneca. É obrigatório passear a pé nesta suave encosta e apreciar os seus contornos verdes! Suba até à Capela de São Mateus que, do alto, vigia a aldeia pertencente à freguesia da Capela, concelho de Penafiel. Pode optar por diferentes caminhos que conduzem até às casas e que vale a pena percorrer, em passeio, ou durante a festa que celebra o padroeiro, no mês setembro. A celebração religiosa herdada do passado é anunciada pelo erguer de um alto mastro decorado com vegetais! No centro do antigo casario aprecie as habitações tradicionais e preste especial atenção à casa Alves, de 1805, um exemplo de arquitetura tradicional com a sua longa fachada virada para o caminho. A broa é um dos alimentos típicos do local, tanto que lhe ergueram um museu! O Museu da Broa fica na parte baixa do povoado, nas margens do ribeiro da Trunqueira, um local tranquilo, verde e fresco em que vale a pena demorar-se. Aqui, além de ficar a conhecer as diversas fases de fabrico da broa, aprecie os interessantes moinhos recuperados, distribuídos ao longo do ribeiro. Depois do passeio, descanse no Parque de Lazer de Capela e ganhe fôlego para continuar. É que esperam por si outras maravilhas naturais, como a fauna e flora que se desenvolvem entre lameiros e prados naturais, onde nasce o ribeiro de Entre Águas, também conhecido como rio Mau. O nome, vem do caráter tempestuoso deste curso de água que galga a serra em tempo de chuva!
Quintandona Distrito: Porto | Concelho: Penafiel | Freguesia: Lagares A beleza da paisagem e da arquitetura de Quintandona saltam à vista logo à chegada. Recheada de história, a aldeia pertence à freguesia de Lagares e ao concelho de Penafiel, estando próxima dos centros urbanos, o que não a impede de preservar toda a tradição. A sua arquitetura é singular: as construções da aldeia utilizam três materiais diferentes: granito, xisto e lousa, que lhe conferem uma personalidade muito própria. Quintandona é marcada por uma bonita paisagem rural que deve ser apreciada percorrendo o caminho que liga a aldeia ao Monte da Pegadinha, e que é simultaneamente um miradouro natural de toda a zona. Demore-se ao longo deste percurso pedestre, observando a bucólica paisagem, os lavadouros tradicionais, a capela com mais de 200 anos e o antigo cruzeiro. Sabia que nesta pequena aldeia se faz teatro? A associação Os ComeDEantes elegeu este local para se inspirar e aqui dinamizar esta arte! Reza a história que o local tende a atrair os viajantes. É que ali perto, a cerca de dois quilómetros, a Citânia do Monte Mozinho-Cidade Morta, considerada a mais extensa da Península Ibérica, terá sido a “Cividade Gallaeci” capital dos Galegos, que aqui terão habitado. Uma ótima altura para visitar a aldeia de Quintandona é no terceiro fim de semana de setembro, data em que todos os anos se comemora a típica Festa do Caldo. Venha provar os caldos tradicionais da aldeia numa viagem às décadas de 50 e 60, quando estes eram a base da alimentação da população rural. Presunto e enchidos de porco, pão de regueifa, cabrito assado, arroz de forno e, nos doces, pão de ló, pão podre, tortas de Penafiel, leite-creme, bolinhos de amor e tortas de São Martinho são outros pratos típicos que pode degustar, sempre acompanhados da bebida que é um dos ex-líbris do concelho de Penafiel: o vinho verde, sendo o “Wine-Bar Casa da Viúva” o local ideal. Para usufruir em pleno de tudo o que o local tem para oferecer, instale-se num dos três alojamentos rurais da aldeia, a “Casa de Aguieiro” ou a “Casa de Valxisto”.
Castromil Distrito: Porto | Concelho: Paredes | Freguesia: Sobreira Castromil é uma aldeia dourada! Venha descobrir um local que é de peregrinação há pelo menos dois mil anos: as minas de Ouro de Castromil. Situadas num pequeno monte coberto por mato e árvores, as minas preservam marcas do seu já longo passado e da exploração que aqui terá decorrido, pelo menos desde o tempo dos romanos. Para chegar a este local, aventure-se nos trilhos do percurso pedestre organizado pela Câmara Municipal e visite o Centro Interpretativo das Minas de Ouro de Castromil e Banjas. Situada em Sobreira, a aldeia é banhada pelo rio Sousa, nas margens do qual encontra um parque de merendas e lazer onde apetece ficar a contemplar a paisagem rural, pontuada por terrenos agrícolas e florestais. É também das minas que resulta hoje, uma paisagem diferente, digna de um olhar cuidado sobre as Covas de Castromil. O nome revela as extensas covas ou buracos que ficaram das técnicas de extração de ouro utilizadas pelos romanos. Moinhos, espigueiros, palheiros e eiras são outras construções que pode apreciar ao deambular pela aldeia. Quanto aos sabores típicos, a gastronomia de Castromil esmera-se, em várias épocas do ano, na confeção de iguarias tradicionais como broa de milho, gerimus (doces de Natal feitos a partir da abóbora jerimu) e sopa seca (na Páscoa). A cerca de meio quilómetro da aldeia encontra o restaurante Napoleão indicado para, nestas paragens, saborear os típicos paladares locais. Os amantes de festas populares vão apreciar as celebrações em honra de São Sebastião, sempre antecedidas por uma via sacra ao longo da aldeia e que acontecem em agosto.

2 comentários

  • Foto de ParolaGoncalves

    ParolaGoncalves 6/set/2019

    Olá.
    Mais uma partilha excelente, dá um enorme prazer ler as descrições.
    Obrigado

  • Foto de Paula Abreu

    Paula Abreu 9/set/2019

    Boa noite, carissimo Parola Gonçalves!
    Sempre grata pela enorme nobreza e simpatia das suas palavras!...
    Será sempre com enorme entrega e dedicaçao por esta "causa" que debitaremos ("Aldeias Mágicas" - Portugal Profundo) toda a nossa paixao pela magia desta "Alma Lusitana", que nos envolve a todos enquanto entusiastas do Todo-o-Terreno Turistico!

    Bem haja!

You can or this trail