• Foto de Via Portugal Nascente + Caminho Torres + Caminho Português Interior - Évora - Trancoso - Peso Régua - Santiago
  • Foto de Via Portugal Nascente + Caminho Torres + Caminho Português Interior - Évora - Trancoso - Peso Régua - Santiago
  • Foto de Via Portugal Nascente + Caminho Torres + Caminho Português Interior - Évora - Trancoso - Peso Régua - Santiago
  • Foto de Via Portugal Nascente + Caminho Torres + Caminho Português Interior - Évora - Trancoso - Peso Régua - Santiago
  • Foto de Via Portugal Nascente + Caminho Torres + Caminho Português Interior - Évora - Trancoso - Peso Régua - Santiago
  • Foto de Via Portugal Nascente + Caminho Torres + Caminho Português Interior - Évora - Trancoso - Peso Régua - Santiago

Coordenadas 26371

Uploaded 1 de Setembro de 2018

Recorded Agosto 2009

-
-
1.052 m
41 m
0
207
415
829,38 km

Visualizado 673 vezes, baixado 6 vezes

próximo a Évora, Évora (Portugal)

Caminho de Santiago - Via Portugal Nascente, entre Évora e Trancoso, com ligação ao Caminho Torres, que nos leva a Lamego e Peso da Régua, para depois enveredar Pelo Caminho Português Interior, que já vem desde os arredores de Viseu. Trata se de um traçado, que no seu total tem de cerca de 830 km, com algumas componentes de dificuldade assinaláveis, como as Serras de Estremoz e no Tejo, mas principalmente as da Gardunha e Estrela, assim como as subidas à Guarda e a Trancoso, ao Douro vinhateiro, e as subidas a Laza e a Albergaria.

Como opção Para progredir até Santiago de Compostela, pode tomar as marcações do Caminho Torres, que já vem de Salamanca, e nos leva até ao Caminho Português Central, na sua vertente por Braga:

http://caminosantiago.usal.es/torres/?page_id=1452

Link do Caminho Português Interior:

https://pt.wikiloc.com/trilhas-mountain-bike/caminho-portugues-interior-a-santiago-viseu-santiago-3347096

As indicações que se seguem reportam se a todo o traçado, desde Évora até Trancoso e depois, até Santiago de Compostela.

Passagem em localidades e pontos de interesse, de todo o traçado:

Évora, Nossa Sra de Machede, São Miguel de Machede, Azaruja e Évora Monte, Estremoz,

Santo Amaro, Fronteira, Cabeço de Vide, Alter Pedroso e Altar do Chão, Crato,

Flor da Rosa, Vale do Peso, Alpalhão, Nisa, Pé da Serra e Vila Velha do Rodão, Atalaia, Sarnadas do Rodão, Amarelos e Castelo Branco,

Parque de Campismo de Castelo Branco, Alcains, Lardosa, Entrada no Concelho do Fundão, Soalheira, Castelo Novo, Fundão, Ferro, Peraboa, Caria, Carvalhal, Belmonte Gare e Belmonte,

Cemtum Cellas, Valhelhas, Famalicão da Serra, Fernão Joanes, Meias, Trinta, Corujeira, Maçainhas e Guarda, Calçada Romana de Tintinolho, Ramalhosa, Praia Fluvial do Mondego, Aldeia Viçosa, Rapa, Vale de Azares, Aldeia da Serra, Celorico da Beira, Arqueologia de S. Gens, Forno Telheiro, Fiães e Trancoso.

Sernancelhe, Moimenta da Beira, Lamego, Peso da Régua, Santa marta de Penaguião, Vila real, Vila Pouca de Aguiar e Chaves, onde se colará ao Caminho Sanabrês, via Verin, Laza, Albergaria, Vilar de Barrio, Xunqueira de Ambia, Ourense, Cea, A Gouxa, A Laxe Bendoir, Silleda, Bandeira, Chegando finalmente a Santiago de Compostela.

Caminho Torres no NezClinas:
http://nezclinas.blogspot.pt/search/label/A%20Santiago%20em%20BICI.%20-%20Caminho%20Torres%20desde%20Salamanca

Como alguns saberão, e por certo outros virão a saber: - O Caminho autêntico é aquele que cada um de nós vai fazendo por dentro.
Essa máxima também se aplica na vertente física, isto é: - Nem sempre é exequível, por um motivo ou por outro, estar precisamente no local onde “supostamente” se peregrinou durante centenas de anos, desde o século IX, em direcção a Compostela. Apesar da sinalização, maioritariamente na forma de setas amarelas, que nos indicam o Caminho, por vezes somos levados a circular fora dessas marcas. Por uma infinidade de motivos relacionados até com a falta, ou degradação das mesmas, ou pouca atenção, suficiente para as descobrir. Mas também por querer visitar algum local diferente ou por ter que recorrer a serviços fora do delineado originalmente.
Quando fazemos os Caminhos de bicicleta, tais “desvios” podem acontecer também, por factores mecânicos. Furos por exemplo.
Quero com isto deixar claro, que apesar da tentativa ser andar 100% dentro do marcado, por vezes não foi possível. Digamos que estas marcações correspondem a mais de 95% dessa “linha” das setas amarelas. Claro que mais metro menos metro, acabam sempre por lá ir dar….

Vídeo do Youtube de Peregrinos pedonais que fizeram a Via Portugal Nascente:

https://www.youtube.com/watch?v=kF2TJK6Ds5U&feature=youtu.be

Obrigado Pedro Pimenta
- BOM CAMINHO!
28-AGO-09 8:49:13
28-AGO-09 11:26:04
27-AGO-09 9:54:36
22-AGO-09 13:52:22
26-AGO-09 19:10:30
28-AGO-12 17:07:20
28-AGO-09 16:38:04
Segui pela estrada rural até Alter do chão por ser noite. São os últimos dois quilómetros .
27-AGO-09 11:26:17
28-AGO-09 14:24:29
25-AGO-12 18:39:54
27-AGO-09 16:30:30
27-AGO-09 8:02:46
17-AGO-13 14:05:51
27-AGO-09 17:23:20
28-AGO-09 9:15:26
30/06/2007
27-AGO-09 17:34:55
28-AGO-09 14:16:02
27-AGO-12 18:21:26
17-AGO-12 23:20:59
27-AGO-08 11:42:27

Comentários

    You can or this trail