• Foto de Sete Lagoas-Trevo Inhaúma-Estrada Esmeralda-faz Velha-Sete Lagoas
  • Foto de Sete Lagoas-Trevo Inhaúma-Estrada Esmeralda-faz Velha-Sete Lagoas
  • Foto de Sete Lagoas-Trevo Inhaúma-Estrada Esmeralda-faz Velha-Sete Lagoas
  • Foto de Sete Lagoas-Trevo Inhaúma-Estrada Esmeralda-faz Velha-Sete Lagoas
  • Foto de Sete Lagoas-Trevo Inhaúma-Estrada Esmeralda-faz Velha-Sete Lagoas
  • Foto de Sete Lagoas-Trevo Inhaúma-Estrada Esmeralda-faz Velha-Sete Lagoas

Horas  9 horas 18 minutos

Coordenadas 5843

Uploaded 3 de Julho de 2017

Recorded Julho 2017

-
-
973 m
685 m
0
17
35
69,39 km

Visualizado 519 vezes, baixado 8 vezes

próximo a Sete Lagoas, Minas Gerais (Brazil)

02/07/2017
Pedal Sete Lagoas-Trevo Inhaúma MG238-Estrada para Esmeralda-Fazenda Velha-Sete Lagoas
Participaram do pedal: Eduardo e Eurico
Percurso: 73,4 Km
Duração total: 9:18 h
Duração em movimento: 8:39 h
Velocidade média: 7,46 Km/h
Elevação acumulada: 1144 m
Variação de altitude: 288 m
Altitude mínima: 685 m
Altitude máxima: 973 m
Saída 7:30 h
Trilha moderada em sua maior extensão, mas difícil na parte de morro próximo a Fazenda Velha.
Sete Lagoas - Trevo Inhaúma MG328
MG328 trecho de asfalto, estrada muito boa, porém sem acostamento. Temperatura: ainda frio. Deslocamento rápido, com mais descidas do que subidas.
Trevo Inhaúma MG328 - ao início dos morros
Estrada terra, com solo bem arenoso, com poucas subidinhas, bem plano, movimento de carros quase zero. Temperatura: agradável.
Num ponto da estrada cachorros que em quantidade, Mas apenas 1, de porte médio, correu atrás de nós, mas sem muita vontade.
Após o trecho plano, começou a subida do morro. Logo no início, numa descida com muito cascalho, a bicicleta do Eurico deu uma rabiada, o pé esquerdo escapuliu do pedal. Ele conseguiu controlar a bicicleta sem cair, mas o pedal bateu na canela e arranhou e furou a canela. Nada grave, mas paramos para fazer um curativo com o kit de primeiros socorros do Eurico, com esparadrapo, plástico de embalar eletrônicos. O meu kit só tinha fita isolante, cordinha de nylon e doce bananinha. O serviço de enfermagem ficou muito bom para engenheiros!
Começamos a subir, uma subidinha bem ingrime, quase desci da bike, mas fui subindo. Chegando a suposto fim, a subida continuou, forte, mas pequena. Novamente fomos enganados, a subida não acabou e fomos enganados mais umas 3 vezes no mesmo trecho! Como disse um outro ciclista, quase encontramos com deus, de tão alto!
Já estava usando o primeiro volume morto de energia.
Nesse ponto o traçado feito para a trilha começou a furar!
Cercas para pular, erros de opção de encruzilhadas, adaptações na trilha traçada, porteiras trancadas com avisos pouco amistosos, travessia em córrego, estradas, se podem ser chamadas assim, bem ruins. Chegamos a um ponto, já perto da BR040, em que já dava para ouvir o barulho dos carros, fomos e voltamos, mas sem o acesso ao bairro em que queríamos entrar.
Finalmente pulamos uma cerca e entramos no bairro. E começamos a subir, subir.... subida que não acabava.
A partir do ponto mais alto do bairro, seguimos ao programado e saímos na BR040, quase em frente a Fazenda Velha, não no ponto programado, mas quase.
Fazenda Velha a Sete lagoas
Trecho conhecido, estrada boa, mas com muita costela. Trecho mamão sem açúcar. Já estava usando o segundo volume morto de energia!
A bateria do celular estava fraca e acabou no início do Padre Teodoro.
Ah! Os deuses ajudaram! As nuvens nos protegeram do sol.
Conclusão: Esta trilha é inesquecível! Para ser lembrada em boas lembranças!

Comentários

    You can or this trail