Horas  5 horas 51 minutos

Coordenadas 1213

Uploaded 6 de Maio de 2013

Recorded Maio 2013

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.427 m
1.184 m
0
5,6
11
22,27 km

Visualizado 7159 vezes, baixado 257 vezes

próximo a Antiga Senzala, Minas Gerais (Brazil)

ATENÇÃO: desde novembro de 2015 não é mais possível fazer este trajeto. Além de a Centralidade Sul - C Sul ter instalado cercas nas proximidades do primeiro quilômetro, a empresa cortou eucaliptos e os deixou caídos por um trecho longo, exclusivamente por onde passa a trilha, justamente para evitar o tráfego de ciclistas. Parece que estas medidas estão relacionadas a um novo empreendimento imobiliário-urbanístico na região. Caso conheçam alguma alternativa em direção à Cachoeira da Codorna, que não passe pelo asfalto, por favor informem.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Trajeto circular, de 22km, no sentido anti-horário*, partindo da Av. Picadilly, n.º 100, no Alphaville Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima – MG, passando por estradas de terra e single tracks até a Cachoeira da Codorna, retornando pelo topo de alguns morros, com uma subida muito íngreme e cansativa e alguns poucos trechos difíceis. No total, apenas 1,6km são percorridos no asfalto, no início e no fim do percurso.
Para encontrar o ponto de partida por meio do Google Maps, utilize a ferramenta "como chegar pela estrada a este local", na coluna à direita. O endereço indicado possui locais para estacionar o carro com segurança, sem restrições, no Alphaville Mall, onde há restaurantes, padarias, caixa eletrônico do Banco do Brasil, banheiros e bebedouros.
No início da pedalada é necessário atravessar a BR-356, o que requer atenção, pois às vezes o tráfego de veículos é intenso. Além disso, é preciso tomar cuidado com as valetas para escoamento d’água no canteiro central da rodovia, porque elas podem causar alguns capotes.
Na ida até a cachoeira, o caminho é fácil do ponto de vista técnico, composto na maior parte por estradas de terra com raro movimento de veículos e alguns single tracks, ambos com cascalho. Ainda nesse aspecto, próximo à subestação da CEMIG existem algumas erosões e valas que demandam certo cuidado, sendo este um dos trechos mais críticos. Quanto ao esforço físico, o percurso até a cachoeira também é pouco exigente, tendo em vista que as subidas têm inclinação leve.
Como indicam os waypoints, até a cachoeira será preciso atravessar um pequeno córrego e saltar uma cerca e uma porteira, tarefas que não são difíceis, principalmente se a trilha for feita por duas ou mais pessoas que possam dividir o esforço. O trajeto também passa próximo a um campo de golfe e perto da Represa da Codorna.
A Cachoeira da Codorna é espetacular, com um bom volume d’água cristalina e gelada, muito fria, e profundidade de até 4m. É necessário tomar cuidado nas bordas, pois há um cânion rochoso que deve ter mais de 10m de profundidade. O entorno da cachoeira também é muito bonito.
No retorno, as coisas se dificultam bastante. Logo depois de sair da cachoeira, são percorridos 2km de subidas íngremes, extremamente exigentes, com muitas pedras soltas. Considero impossível pedalar nesse trecho em razão da forte inclinação e do terreno pedregoso. Portanto, prepare-se pra empurrar a bike e se esforçar bastante (confira as fotos).
Mas não são só as subidas que são difíceis, no caminho de volta da cachoeira as descidas em alguns pontos apresentam valas, erosões, cascalho e terreno irregular. Há, ainda, outro pequeno riacho para atravessar, mas que não oferece dificuldades, exceto pelo barro que emperra o mecanismo das sapatilhas.
Quanto ao panorama, a natureza em todo o trajeto está pouco preservada, com ressalva da área em torno da cachoeira. Apesar disso, o percurso é bonito, quase sempre feito no interior da mata de reflorestamento (eucalipto), como se observa nas fotos. O visual da Represa da Codorna, na ida (confira o waypoint), e do horizonte, na volta, também merece destaque.
Salienta-se, ainda, que o sinal de celular está disponível na maior parte do trajeto.
Enfim, em razão do caminho de volta da cachoeira, a trilha possui dificuldade moderada, tanto do ponto de vista do condicionamento físico quanto da técnica. O trajeto é bonito, mesmo nas matas de eucalipto, bem como perto da Represa da Codorna, no topo dos morros com a vista do horizonte e, principalmente, na cachoeira.
*OBSERVAÇÃO: Conforme sugestão do usuário Eduardo Cordeiro, esta trilha pode ser feita no sentido horário. Desse modo, torna-se desnecessário carregar a bike na subida forte mencionada no texto, sendo possível, para quem tem um bom condicionamento físico, pedalar durante todo o caminho. Entretanto, no sentido horário será preciso enfrentar um downhill de 2km, antes de chegar à Cachoeira da Codorna, em um terreno extremamente pedregoso, íngreme e, consequentemente, perigoso. Sugiro essa opção para quem tem experiência nesse tipo de trajeto.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
RESUMO DAS INFORMAÇÕES SOBRE O PERCURSO FEITO NO SENTIDO ANTI-HORÁRIO
Distância total: 22km
Dificuldade técnica: 6/10
Dificuldade física: 6/10
Inclinação das subidas e descidas: moderada
Presença de sombra em aproximadamente 40% do trajeto
Presença de cachoeira(s): sim
Beleza natural: 6/10
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATENÇÃO: esta trilha foi feita em maio de 2013. Como as condições do percurso são continuamente alteradas, inclusive pelos períodos das chuvas e das secas, considere as descrições acima como indicativas das dificuldades existentes. Preserve a natureza, utilize equipamentos de segurança e, antes de iniciar uma trilha, observe as precauções divulgadas neste link.
CEMIG

16 comentários

  • luciano.x 7/mai/2013

    Muito boa as fotos!!

  • Foto de Eugênio Ribeiro

    Eugênio Ribeiro 16/mai/2013

    Valeu, Luciano! Abraço!

  • Foto de Eduardo Cordeiro

    Eduardo Cordeiro 27/ago/2013

    Trilha bacana! No entanto sugiro realizar o percusso no sentido horário, evitando-se assim algumas boas subidas com empurra bike, como o trecho mais cansativo logo após a cachoeira que é impossível de subir pedalando (a menos que você seja um "fodão" no xc e trial). Transformando-as em bons trechos em DH muito técnico. Percorrendo o circuito no sentido horário o pedal se torna zerável! Pretendo refazer a trilha como sugiro acima; postos comentários depois.

  • mrsonaquino 29/ago/2013

    Vou conhece-la seguindo a sujestão do Eduardo ! Valew pelas dicas tb Eugênio !!!

  • Foto de Eugênio Ribeiro

    Eugênio Ribeiro 29/ago/2013

    Realmente, a ideia do Eduardo Cordeiro, sobre o sentido horário, é muito boa! Abraço!

  • Foto de luiz Leles

    luiz Leles 18/dez/2013

    Uma das melhores que já fiz...show de bola!!!!!!!! https://pt.wikiloc.com/trilhas-outdoor/nova-lima-alphaville-trilha-ate-a-cachoeira-da-codorna-dificuldade-moderada-4432464#wp-4432465/photo-2206620

  • Foto de Eugênio Ribeiro

    Eugênio Ribeiro 18/dez/2013

    Valeu, Luiz! Abraço! https://pt.wikiloc.com/trilhas-outdoor/nova-lima-alphaville-trilha-ate-a-cachoeira-da-codorna-dificuldade-moderada-4432464#wp-4432465/photo-2206620

  • Dalila Machado 23/dez/2013

    I have followed this trail  View more

    Subidinha na volta pesada, mas eh estradão então é tranquilo

  • Victor Sabioni 11/mar/2014

    I have followed this trail  View more

    Realizei este percurso dia 09/03/2014 e continua como descrito. Realmente, a subida na volta da cachoeira é forte e impossível pedalar. Fazer o percurso no sentido horário, como sugerido anteriormente, deve tornar a trilha bem mais prazerosa, com descidas bem técnicas. Como havia chovido no dia anterior, trechos do estradão onde não havia cascalho estavam extremamente escorregadios, sendo difícil manter a tração mesmo com pneus vazios e com pouca frenagem. Com cautela dá para fazer com segurança.

  • Tvvasconcelos 19/jun/2014

    I have followed this trail  View more

    Percurso realizado em 15/06/14.
    Marcação muito fácil de seguir, trilha muito bem conservada!
    Fiz o caminho no sentido horário, contrário do log, para evitar a subida técnica logo depois da cachoeira e a trilha fica bem divertida. Algumas subidas durante a ida exigem mais esforço físico, que é recompensado na descida pra cachoeira. O downhill pra chegar na cachoeira é bem técnico e exige um pouco de experiência e o caminho de volta fica mais tranquilo e menos acidentado.

  • Foto de Eugênio Ribeiro

    Eugênio Ribeiro 9/nov/2015

    Pessoal, desde novembro de 2015 não é mais possível fazer este trajeto. Além de a Centralidade Sul - C Sul ter instalado cercas nas proximidades do primeiro quilômetro, a empresa cortou eucaliptos e os deixou caídos por um trecho longo, exclusivamente por onde passa a trilha, justamente para evitar o tráfego de ciclistas. Parece que estas medidas estão relacionadas a um novo empreendimento imobiliário-urbanístico na região. Caso conheçam alguma alternativa em direção à Cachoeira da Codorna, que não passe pelo asfalto, por favor informem.

  • Foto de Bruno F Costa

    Bruno F Costa 23/nov/2015

    Amigo, fiz a trilha neste sábado 21/11. A alternativa é seguir o asfalto paralelo à BR até o final (+ ou - 1km por uma via pouco movimentada), onde tem uma estação da cemig ao lado da torre de celular que fica ao final da estrada de terra que tem os eucaliptos cortados. Chegando lá, basta contornar o muro da torre e retomar o percurso do alto do morro - ao lado da torre. Deste ponto adiante não tem nenhum obstáculo.

  • Foto de Eugênio Ribeiro

    Eugênio Ribeiro 23/nov/2015

    Obrigado pela orientação, Bruno.
    Assim que possível corrigirei o tracklog.
    Até mais!

  • Tvvasconcelos 15/set/2016

    Bruno, e Eugênio,
    Se eu entendi bem, pegando a alternativa sugerida pelo bruno, eu entraria no tracklog e passaria a seguir ele aproximadamente no km 1,9, certo?

  • Foto de Eugênio Ribeiro

    Eugênio Ribeiro 15/set/2016

    Ainda não fiz este trajeto conforme as orientações do Bruno. Mas acho que é isso mesmo que você mencionou, Tvvasconcelos.
    Abraço!

  • Foto de viagem.bruno

    viagem.bruno 16/out/2016

    Fiz essa trilha ontem. Show de bola! Valeu!

You can or this trail