Pirey
135 1 5

Horas  4 horas 2 minutos

Coordenadas 2036

Uploaded 21 de Fevereiro de 2016

Recorded Fevereiro 2016

-
-
1.432 m
1.130 m
0
6,3
13
25,04 km

Visualizado 1367 vezes, baixado 77 vezes

próximo a Lavras Novas, Minas Gerais (Brazil)

Esta trilha parte da entrada de Lavras Novas - MG, sendo percorrida em trajeto circular, no sentido horário. Possui 25 km de extensão, dos quais, aproximadamente, 3km são de asfalto, 10km de estradas de terra com alguns veículos e 12km em trilhas do Parque do Itacolomi, com pessoas em quadriciclos e motos.

Para encontrar o ponto de partida, utilize a ferramenta “como chegar pela estrada a este local”, na coluna à direita. Sendo que é possível estacionar em vários pontos dentro da cidade.

Os primeiros 10km da trilhas você irá passar por dentro da cidade e percorrer um trecho que leva até a represa, com alguns carros indo em baixa velocidade e alguns grupos de quadriciclos, existem alguns trechos bem inclinados e com muita erosão. Saindo por volta de 6/7 da manhã, é muito difícil encontrar outras pessoas pela estrada.

Depois de 10km da entrada da cidade, você chega a represa, que possui alguns avisos de que não é proibido nadar e praticar esportes náuticos, apesar dos avisos as pessoas não o respeitam, é bom ficar atento que na ponta da represa existe uma queda d'água.

Pegando a direita na represa começa a trilha que leva a Ouro Preto, existem diversas placas informando a distância para Ouro Preto, essa é a melhor parte do percurso, que é dentro da Mata Atlântica, com maior parte do trajeto coberto com arvores. Infelizmente não é mais possível ver a lagoa, pois a mata é muito fechada. É bom ficar atento a grupos de quadriciclos e motos, que também fazem trilhas na região.

É bom ficar atento pois existem partes escorregadias e alguns buracos, então é bom ficar atento.

Depois de aproximadamente 4km existe uma pequena trilha indicando o Mirante do Custódio, uma placa grande indica o ponto exato onde é possível ver toda a represa e uma parte de Lavras Novas

Do ponto de vista da técnica, a trilha possui dificuldade moderada, sendo percorrida em estradas de terra e single tracks muito úmidos, valas criadas por erosões, rochas nuas, areia, raízes expostas e córregos rasos para atravessar.

Acima de tudo, merecem cuidado as primeiras descidas existentes no percurso. O terreno é muito arenoso, o que prejudica bastante a aderência.

Sob a perspectiva do esforço físico, a dificuldade do trecho também é moderada, considerando que o ganho de elevação é de 479m, que a distância é de 25km e a maior parte das subidas é em trecho com sombra.

Destaco, ainda, que o percurso possui algumas bifurcaçõe. Assim, para evitar erros de trajeto, preste bastante atenção no curso indicado no aparelho de GPS e siga-o com rigor.

No que se refere ao sinal de celular, o da Tim está disponível na maior parte do percurso. Quanto às demais operadoras, não sei informar.

Concluindo, a trilha é excelente. Apresentando dificuldade moderada tanto sob a perspectiva da técnica, quanto do esforço físico, o trajeto oferece uma boa proporção de single tracks, garante uma ótima diversão e possui pontos de muita beleza, como a represa, a mata atlântica e o mirante.

Confira os waypoints e as fotos com mais descrições!
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
RESUMO DAS INFORMAÇÕES SOBRE O PERCURSO
Distância total: 25km
Dificuldade técnica: 5/10
Dificuldade física: 6/10
Inclinação das subidas e descidas: moderada
Presença de sombra em aproximadamente 75% do trajeto
Presença de cachoeira(s): não, somente riachos e lagoa
Beleza natural: 9/10
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATENÇÃO: esta trilha foi feita em fevereiro de 2016. Como as condições do percurso são continuamente alteradas, inclusive pelos períodos das chuvas e das secas, considere as descrições acima como indicativas das dificuldades existentes. Preserve a natureza, utilize equipamentos de segurança e, antes de iniciar uma trilha, observe as precauções divulgadas neste link.
Mirante
Mirante
Cruzamento, possui uma pequena placa indicando o caminho, ir reto
Bifurcação direita
Asfalto esquerda

4 comentários

  • Foto de gustavolago

    gustavolago 12/jun/2019

    Por favor, tire-me uma dúvida... analisando a altimetria, não seria melhor fazer essa trilha no sentido contrário? Valeu!

  • Foto de Pirey

    Pirey 13/jun/2019

    Eu fiz o trajeto semelhante aos passeios de quadriciclo... Realmente o caminho inverso fica mais interessante.

  • Foto de gustavolago

    gustavolago 13/jun/2019

    Muito obrigado pela resposta. Devo fazer essa trilha no próximo fds e perguntei sobre o sentido da trilha para saber sua opinião e saber se não haveria nenhum "porém" em trocar a direção. Nunca pedalei na região, então dá uma certa insegurança. Parece que a "subida" que vai da represa até a cidade ficaria um pouco pesada no sentido inverso, não é? Abraços!

  • Foto de Pirey

    Pirey 13/jun/2019

    Se for no fds fica atento aos quadriciclos e motos, pois é um passeio bem comum da região e vc vai pegar eles subindo...
    No sentido inverso o retorno para a cidade vai ser pesado e é uma parte totalmente descoberta, com algum fluxo de veículos. Já dessa forma q eu fiz a subida é feita toda dentro da mata, bem relax. Mas qdo voltar a cidade vou fazer no sentindo inverso para experimentar.

You can or this trail