Coordenadas 973

Uploaded 18 de Outubro de 2013

Recorded Outubro 2013

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.045 m
779 m
0
6,8
14
27,28 km

Visualizado 2057 vezes, baixado 48 vezes

próximo a Cata Branca, Minas Gerais (Brazil)

[Itabirito] Campestre - MTB-BH_4ª etapa_2010 Expert
==============================
Considerado por muitos como o paraíso do mountain bike mineiro, distante apenas sessenta quilômetros de Belo Horizonte, o Pesque Pague Campestre atrai ciclistas de toda Minas Gerais, e até de outros estados, que aqui vêm treinar e desfrutar de suas deliciosas trilhas. Se encontra de tudo um pouco para a prática de MTB no Campestre. Este é um dos traçados disponíveis, sem considerar os trajetos que podem ser feitos a partir do Pesque e Pague Campestre.
Como chegar no Campestre a partir do Alphaville Lagoa dos Ingleses:
http://tinyurl.com/Alpha-x-Campestre
==============================
Este foi o trajeto planejado para a 4ª etapa da Copa Mountain Bike BH de 2010, na categoria Expert e também para a Copa Inconfidentes daquele mesmo ano. Com um detalhe: para as provas seriam duas voltas no circuito.
A primeira parte do trajeto é dentro do Campestre, saindo em direção ao estacionamento de cima e passando por trás da casa do Silvano. Segue uma pequena parte plana até pegar a subida da linha do trem, que neste pedal vai servir como aquecimento para as três grandes subidas que virão. Quando chegar no estradão, vire à esquerda, atravesse o passa um, pedalando o pequeno trecho paralelo à linha do trem até pegar a estrada que serve de acesso ao Campestre. Bem em frente a esta entrada vire à direita, onde começa a primeira subida pra valer. Serão mil e setecentos metros com inclinação média de 7%. Existem algumas porteiras neste trecho. Ao passar, não se esqueça de fechar todas elas novamente. A paisagem neste pedaço é muito bonita, sombreada na maior parte da subida e em toda a descida, até passar por baixo do pontilhão da linha do trem, que fica a uma altura de uns vinte e tantos metros.
Terminada a descida, atravesse a MG-30 à esquerda e logo em seguida vire à direita passando por cima de uma pequena ponte para começar a segunda subida, a do Marzagão: mil e trezentos metros de sol na moleira, inclinação média de 13%. No final da subida, aos 11.4 km, volte à esquerda, descendo, onde começa um trecho bem técnico, com bastante erosão. No dia que fizemos esta trilha, todas as descidas estavam ainda mais perigosas por causa das chuvas, que as deixaram bastante escorregadiças. Esta descida é também sombreada e, fora o perigo da erosão inicial, bem tranquila de se fazer. No final dela você atravessará a ponte quebrada e uns setecentos metros depois chegará na entrada do túnel de quinhentos metros.
Logo na saída do túnel, é bonito o contraste entre o escuro que você acaba de deixar e a visão do bambuzal logo à frente, com uma sensação agradável ao pedalar serpenteando entre a vegetação.
Depois do bambuzal vem a terceira subida, de apenas um quilômetro, também 13%, contudo, a mais chatinha por causa do cansaço e por ter que ficar desviando dos muitos buracos de tatu que existem neste pedaço.
Ao chegar novamente na MG-30, apenas atravesse a estrada, pegando a entrada a direita, numa subidinha que vem logo em seguida. Após um trecho plano, desça à esquerda, de novo tomando cuidado com o terreno, se estiver escorregadio, e fique atento à possibilidade de duas ou três cercas de arame farpado que podem estar fechadas. A segunda metade desta descida tem algumas curvas que também merecem atenção, por serem mais acentuadas e com cascalho solto.
Chegando no cano d’água você já estará nos fundos do Campestre. Atravesse o riacho e fique atento ao ponto onde deverá pegar o single á direita, subindo para o trecho paralelo a uma banqueta d’água, num percurso todo sombreado e também muito gostoso de se pedalar, principalmente por saber que já está chegando e que não haverá mais subidas. Na hora de atravessar o pequeno córrego, no quilômetro vinte e seis, você pode optar por atravessar dentro da água ou, seguindo poucos metros à frente, pela pinguela de 50cm de largura. Você chegara por trás da cantina e dos lagos de pesca que ficam nos fundos do Pesque e Pague.
==============================
Advertências:
Informe-se no Pesque e Pague Campestre sobre as condições de travessia da Ponte Quebrada:
Na primeira subida e descida fora do Campestre, mantenha as porteiras fechadas. Existem porteiras inclusive no meio da descida;
No período de chuvas, cuidado com as descidas escorregadiças;
Nas travessias da MG-30, tome cuidado pois a estrada tem algum movimento de veículos;
Na descida após o Marzagão, quilômetros onze ao quatorze, cascalho solto, cavas de enxurrada e alguns buracos;
Na última descida, dentro do Campestre, cuidado com cercas de arame que podem estar fechadas;
Ao longo da banqueta, parte plana com curso d'água ao lado, poucos trechos requerem maior atenção.
==============================
Aqui, veja o vídeo da Copa Inconfidentes daquele ano:
http://www.youtube.com/watch?v=SanqclhnfMg
==============================
Níveis de dificuldade:
Distância: 5/10
Piso: 5/10
Inclinação: 6/10
Classificação da trilha (veja na descrição do meu perfil): 6. Alto
==============================

View more external

Cano d´água
Subida da Linha do Trem
Início do Túnel
Ponte Quebrada

3 comentários

  • Foto de Eugênio Ribeiro

    Eugênio Ribeiro 27/jan/2014

    I have followed this trail  View more

    Olá, Belvino, tudo bom? Fiz esta trilha hoje e gostei muito. Sua descrição retrata muito bem o percurso. Gostaria de ter visto o pessoal dando duas voltas no trajeto, porque tive dificuldades em dar apenas uma. Os single tracks no meio da mata são fantásticos, mas as motos estão começando a estragar parte do caminho. Talvez seja um problema específico meu, mas o tracklog em alguns pontos não coincidiu com o percurso, o que fez com que eu me perdesse em alguns trechos. Devia ter lido seu relato com mais atenção. Muito obrigado, Belvino!

  • Foto de viniciusmundimz

    viniciusmundimz 9/ago/2014

    Belvino sempre mandando bem na descrição das trilhas.

  • Foto de viniciusmundimz

    viniciusmundimz 9/ago/2014

    I have followed this trail  View more

    Belvino sempre mandando bem na descrição das trilhas.

You can or this trail