-
-
873 m
805 m
0
2,1
4,2
8,32 km

Visualizado 1689 vezes, baixado 30 vezes

próximo a Vila Santo Antonio, Minas Gerais (Brazil)

Circuito misto de mountain bike dentro da UFMG, percorrido no sentido horário. No geral, uma trilha fácil, com alguns trechos em single track e algumas descidas ou subidas mais técnicas. Ideal para quem está iniciando no MTB ou quer treinar dentro da cidade. O ponto mais crítico é a subida do bandejão (onde normalmente descemos), muito difícil de concluir sem empurrar a bike.

A UFMG possui diversas portarias, a principal é a da avenida Antônio Carlos, é também a portaria onde o tracklog se inicia. Dentro da universidade existem diversas áreas de estacionamento, onde é possível deixar o veículo com segurança. Durante a semana, as portarias estão abertas de 6h as 21h. Nos sábados de 6h as 14h. Nos domingos/feriados e fora dos horários citados, a entrada é controlada.

Descrição da trilha:
Saindo da portaria principal da UFMG, é só cruzar a pista (ir para o sentido que sai da universidade) e subir um barranco. É uma boa subida pra esquentar. Seguir margeando a cerca até se aproximar de uns banquinhos, onde entra-se à esquerda, num curto single track. Saindo da mata seguimos pela caminho de terra até próximo de uns troncos cortados (área de compostagem da UFMG), daí é cruzar o calçamento e subir por um pequeno barranco.

Após margear ao campo de futebol, chega-se ao estacionamento da FALE. Há uma descida bem acentuada à esquerda, após a escada. Para tanto avançamos um pouco e subimos o passeio, dando uma meia volta pra pegar a descida em uma posição melhor. Depois da portaria começa uma descida por cruzamento. Optei por descer pelo passeio, entrando à direita e continuando pela terra próximo a corrente. Depois de cruzar outra portaria começa um single track em linha reta, com mato tomando conta. Ao final dele é só pegar à direita e seguir margeando a cerca.

Próximo ao Departamento de Química começa uma subida em direção ao bandejão. O começo é tranquilo, embora acentuado. Depois do aclive inical tem um morrinho curto e bem inclinado, tente subir no embalo. Após esse morro as coisas complicam, a subida começa a ficar muito inclinada, dificultando bastante o pedal. Tive empurrar nos trechos mais acentuados. Talvez só com muito preparo e técnica seja possível subir pedalando. A parte final da subida é mais tranquila, no final dela começa uma boa descida.

Neste trecho é só seguir pela trilhazinha de terra no passeio, margeando o calçamento até a Escola de Educação Física. Lá passamos pelo estacionamento e reencontramos a trilha. Neste trecho tá mais pra uma estradinha. Existem duas porteiras no caminho, próximo a Veterinária. Só abrir e fechar. É uma subidinha tranquila até o bebedouro, de lá começa outra boa descida, mas é bom ter atenção com alguns obstáculos pelo caminho.

Depois do estacionamento do Mineirão, começa um aclive puxado. Sobe-se pouco por ele, logo é preciso entrar em um single à direita. Dentro da mata é uma subida boa até a parte mais alta do circuito. Na volta ao calçamento, atravessamos a rua e seguimos pela trilha do passeio. No meio da descida tem uma entrada pra outro single, à esquerda. De volta a mata, este é um trecho interessante, mesclando estradinha e single tracks, tem uma boa descida que exige alguma técnica, mas fácil de um modo geral.

Depois de sair em uma estradinha, no KM7,2, ignorei o single track à direita, que é bem intressante, e optei por descer o barranco. Após cruzar o calçamento entrei em um curto single track, bem tranquilo e finalizei numa parte bem interessante da Mata da Música, com muitos "vulcões", que podem render até alguns saltos.

OBSERVAÇÕES:
- Considero o pedal, de uma forma geral, na UFMG como seguro. Sempre ando sozinho por lá e nunca cheguei nem perto de ter problemas. De qualquer forma, existem alguns grupos pedalando por lá frequentemente, inclusive fazendo trilhas noturnas;
- Existem banheiros e bebedouros em quase toda extensão da rota, já que sempre estamos passando por algum prédio da universidade;
- Nos dias de semana, até as 21h, é possível comer nas cantinas de alguns prédios;
WAYPOINT 12
WAYPOINT 13

Comentários

    You can or this trail