Dificuldade técnica   Moderado

Horas  3 horas 33 minutos

Coordenadas 3492

Uploaded 25 de Outubro de 2013

Recorded Outubro 2013

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
829 m
531 m
0
12
23
46,33 km

Visualizado 1690 vezes, baixado 11 vezes

próximo a Monte Bérico, Rio Grande do Sul (Brazil)

Flores da Cunha é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Foi emancipado da cidade de Caxias do Sul. Seu nome é uma homenagem ao ex-governador do estado, José Antônio Flores da Cunha, que havia prometido construir uma estrada férrea ligando o município ao resto do estado. O atual prefeito de Flores da Cunha é Lidio Scortegagna, do PMDB.
Localiza-se a uma latitude 29º01'44" sul e a uma longitude 51º10'54" oeste, estando a uma altitude de 756 metros. Sua população estimada em 2010 era de 27135 habitantes.
Tem um clima ameno com temperaturas máximas de 30°C, médias de 15°C e mínimas de 2°C.
História
A Serra Gaúcha, na qual se localiza o município, era habitada por índios caigangues desde tempos imemoriais, mas estes foram desalojados violentamente pelos chamados "bugreiros"6 , os quais abriram espaço, no final do século XIX, para que o governo do Império do Brasil decidisse colonizar a região com uma população italiana.
Cultura
Flores da Cunha é conhecida como a "Terra do Galo" devido a um episódio onde um mágico passou pela cidade dizendo que iria cortar a cabeça de um galo e que, em seguida, iria fazer uma mágica, o pescoço novamente se uniria ao resto do corpo e o galo voltaria à vida. Porém, na hora da apresentação, após perceber que ali estavam diversas autoridades, viu-se em apuros e disse que havia esquecido o pó mágico e que ia buscá-lo. Neste meio tempo, ele fugiu da cidade deixando todos sem entender o que havia ocorrido7 .
A cidade teve colonização italiana, recebendo os primeiros imigrantes em 18767 . Um forte apelo turístico do município é a preservação das tradições culturais herdadas dos imigrantes italianos: a língua, a gastronomia, a música, a religiosidade, os usos e costumes, assim como os demais elementos da cultura de imigração da região nordeste do estado do Rio Grande do Sul.
Na área rural, as pequenas colônias são produtoras de licores, queijos, vinhos e outros produtos coloniais.
  • Foto de Santa Justina
Flores da Cunha é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Foi emancipado da cidade de Caxias do Sul. Seu nome é uma homenagem ao ex-governador do estado, José Antônio Flores da Cunha, que havia prometido construir uma estrada férrea ligando o município ao resto do estado. O atual prefeito de Flores da Cunha é Lidio Scortegagna, do PMDB. Localiza-se a uma latitude 29º01'44" sul e a uma longitude 51º10'54" oeste, estando a uma altitude de 756 metros. Sua população estimada em 2010 era de 27135 habitantes. Tem um clima ameno com temperaturas máximas de 30°C, médias de 15°C e mínimas de 2°C. História A Serra Gaúcha, na qual se localiza o município, era habitada por índios caigangues desde tempos imemoriais, mas estes foram desalojados violentamente pelos chamados "bugreiros"6 , os quais abriram espaço, no final do século XIX, para que o governo do Império do Brasil decidisse colonizar a região com uma população italiana. Cultura Flores da Cunha é conhecida como a "Terra do Galo" devido a um episódio onde um mágico passou pela cidade dizendo que iria cortar a cabeça de um galo e que, em seguida, iria fazer uma mágica, o pescoço novamente se uniria ao resto do corpo e o galo voltaria à vida. Porém, na hora da apresentação, após perceber que ali estavam diversas autoridades, viu-se em apuros e disse que havia esquecido o pó mágico e que ia buscá-lo. Neste meio tempo, ele fugiu da cidade deixando todos sem entender o que havia ocorrido7 . A cidade teve colonização italiana, recebendo os primeiros imigrantes em 18767 . Um forte apelo turístico do município é a preservação das tradições culturais herdadas dos imigrantes italianos: a língua, a gastronomia, a música, a religiosidade, os usos e costumes, assim como os demais elementos da cultura de imigração da região nordeste do estado do Rio Grande do Sul. Na área rural, as pequenas colônias são produtoras de licores, queijos, vinhos e outros produtos coloniais.
  • Foto de Carvalho
Flores da Cunha é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Foi emancipado da cidade de Caxias do Sul. Seu nome é uma homenagem ao ex-governador do estado, José Antônio Flores da Cunha, que havia prometido construir uma estrada férrea ligando o município ao resto do estado. O atual prefeito de Flores da Cunha é Lidio Scortegagna, do PMDB. Localiza-se a uma latitude 29º01'44" sul e a uma longitude 51º10'54" oeste, estando a uma altitude de 756 metros. Sua população estimada em 2010 era de 27135 habitantes. Tem um clima ameno com temperaturas máximas de 30°C, médias de 15°C e mínimas de 2°C. História A Serra Gaúcha, na qual se localiza o município, era habitada por índios caigangues desde tempos imemoriais, mas estes foram desalojados violentamente pelos chamados "bugreiros"6 , os quais abriram espaço, no final do século XIX, para que o governo do Império do Brasil decidisse colonizar a região com uma população italiana. Cultura Flores da Cunha é conhecida como a "Terra do Galo" devido a um episódio onde um mágico passou pela cidade dizendo que iria cortar a cabeça de um galo e que, em seguida, iria fazer uma mágica, o pescoço novamente se uniria ao resto do corpo e o galo voltaria à vida. Porém, na hora da apresentação, após perceber que ali estavam diversas autoridades, viu-se em apuros e disse que havia esquecido o pó mágico e que ia buscá-lo. Neste meio tempo, ele fugiu da cidade deixando todos sem entender o que havia ocorrido7 . A cidade teve colonização italiana, recebendo os primeiros imigrantes em 18767 . Um forte apelo turístico do município é a preservação das tradições culturais herdadas dos imigrantes italianos: a língua, a gastronomia, a música, a religiosidade, os usos e costumes, assim como os demais elementos da cultura de imigração da região nordeste do estado do Rio Grande do Sul. Na área rural, as pequenas colônias são produtoras de licores, queijos, vinhos e outros produtos coloniais.

3 comentários

  • Verdugo Biker 30/out/2013

    I have followed this trail  View more

    Essa é bala

  • Gordinho RJ 30/out/2013

    I have followed this trail  View more

    Ta se puxando negrinho

  • Bordogo Biker 30/out/2013

    I have followed this trail  View more

    Boa

You can or this trail