-
-
1.389 m
818 m
0
17
33
66,55 km

Visualizado 505 vezes, baixado 19 vezes

próximo a Águas da Prata, São Paulo (Brazil)

Etapa 01 - KM 66.5

Mais um ano de Caminho da Fé. Muito feliz e grato de ter disposição e recursos para poder ir à casa de Nossa Senhora novamente.

Minha jornada começou às 4h da manhã. Cedo demais, pois o dia demorou um bocado a clarear, muito mais do que eu havia projetado.

Logo na saída uma amostra do que teria pela frente. A placa indicando a distância a ser percorrida e uma súbida íngreme, coberta de lama devido a chuva do dia anterior. Cenário que se manteve por aproximadamente 16km até a entrada do Pico do Gavião, quando o sol finalmente resolveu dar as caras e parei para descansar. Aproveitei para comer uma fruta antes de retomar.

Após a parada, uma sequência de morros menores, na crista da serra, proporcionaram um passeio mais agradável. Apenas "empurrando as pernas" para manter uma velocidade constante, pude observar melhor a bela paisagem até avistar Andradas, perdida entre as nuvens e encrustrada no fundo do Vale.

Mais uma parada para descansar, tomar um café e aproveitar para conhecer a linda Igreja Matriz de Andradas. Realmente uma visita que valeu muito. A Igreja é de fato linda, com pinturas e vitrais maravilhosoas, além de ter um lindo présepio em tamanho natural na frente.

Nestas alturas o sol começava a esquentar, o corpo havia esfriado e, para completar, tinha outra montanha enorme pela frente. Retomada difícil, mas já havia percorrido 50% da programação diária. Um ânimo a mais para enfrentar a temível Serra dos Lima, um trecho de aproximadamente 3KM, porém de subida extremamente acentuada.

Vencido o desafio, uma parada na pousada da Dna. Natalina para carimbar a credencial. Estava parecendo uma convenção ciclística, tamanha a quantida de pessoas indo até Aparecida. Carimbo batido, uma sequência de subidas e descidas até chegar ao distrito da Barra.

Agora já tinha poucos mais de 50km percorridos e o cansaço físico imperava. Os últimos 15km até Crisólia foram embaixo do sol escaldante do almoço e pareceramo intermináveis, mas valeram a pena pelo delicioso prato feito no bar da Zéti e merecido descanso na Dna. Maria.

Recomendo.

26/12/2015

Comentários

    You can or this trail